Aptoide

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A Aptoide é uma plataforma aberta para distribuição e descoberta de aplicações móveis Android [1] , permitindo aos seus utilizadores fazer o download e upload de aplicações e criar lojas para partilha das mesmas.

Não existe uma loja centralizada: cada utilizador gere a sua própria loja online, seleccionando livremente que downloads e actualizações pretende realizar.

Existem actualmente várias versões da aplicação Aptoide: Aptoide para smartphones e tablets, Aptoide TV - uma edição para smart TVs e STBs, e a Aptoide Kids -desenvolvida para dispositivos infantis. Recentemente, a Aptoide lançou uma App Store específica para aplicações de realidade virtual -Aptoide VR.

A Aptoide também desenvolve soluções B2B, permitindo aos seus parceiros gerir a sua própria App Store de forma autónoma e personalizada.

A plataforma Aptoide está disponível em mais de 40 línguas, tendo atingido mais de 97 milhões de utilizadores em 2015 e 2.8 mil milhões de downloads. Nas múltiplas lojas é possível encontrar mais de 700.000 aplicações Android. [2]

Tecnologia[editar | editar código-fonte]

A aplicação que permite o acesso ao marketplace é open-source. A comunicação entre o cliente e os servidores é realizada utilizando um protocolo aberto baseado em JSON ou XML.

O conceito por detrás da Aptoide foi baseado no package manager APT (Advanced Packaging Tool), através do qual é possível trabalhar múltiplas fontes (repositórios). Quando o utilizador procura um pacote, é utilizado o cliente para procurar várias fontes onde as várias aplicações estão guardadas.

O nome Aptoide é derivado das palavras “APT” (o packaging manager da Debian) e “oide” (uma variação da última parte da palavra “Android”).

História[editar | editar código-fonte]

Aquilo que mais tarde se tornou na Aptoide começou em 2009 como um projecto de Verão na empresa Caixa Mágica, iniciado por um dos fundadores, Paulo Trezentos. A proposta, que visava desenvolver um mercado de aplicações na plataforma Android, foi aceite e desenvolvida no âmbito do programa SAPO Summerbits.[3]

A empresa Aptoide foi criada em Setembro de 2011,[4] como spin-off da Caixa Mágica Software. Em 2012 Álvaro Pinto juntou-se ao projecto como co-fundador.

Em 2013, a empresa contou com um investimento da Portugal Ventures de cerca de 750 mil euros.

Em 2015, foi fechada uma ronda Série A de cerca de 3,7 milhões de euros (4 milhões de dólares), liderada pela sociedade de capital de risco alemã e.ventures e co-investida pelas asiáticas Gobi Partners (China) e Golden Gate Ventures (Singapura). O investimento permitiu que a empresa reforçasse a equipa, contando actualmente com mais de 60 pessoas.

Em 2014, a Aptoide apresentou à Comissão Europeia uma queixa contra a Google,[5] alegando que a gigante da internet compromete a concorrência no mercado das App Stores, colocando obstáculos à instalação e utilização de lojas alternativas no sistema Android.[5]A Aptoide aguarda uma decisão final da Comissão Europeia relativamente à queixa apresentada.

Observando um crescimento significativo nos mercados Asiáticos, em 2015 a empresa inaugurou escritórios em Singapura e na China.[6] A empresa está actualmente sediada em Lisboa, Portugal.

Em 2015, a Aptoide contou com aproximadamente 97 milhões de utilizadores activos, um número que duplicou face ao ano anterior, em que o número de utilizadores activos atingiu os 47 milhões. [7]

Aptoide para utilizadores[editar | editar código-fonte]

A aplicação Android permite aos seus utilizadores pesquisar e instalar aplicações no sistema Android.

Para instalar a Aptoide, o utilizador tem de descarregar o ficheiro APK do site oficial Aptoide ou de outra fonte disponível na Internet. A instalação não está disponível através da loja Google Play devido à clausula 4.5 do Contrato de Distribuição para Programadores do Google Play. Esta cláusula é a mesma que bloqueia a instalação da aplicação Amazon Appstore, requerendo que os utilizadores permitam a instalação de aplicações de “fontes desconhecidas” nas definições Android.[8] 

Após a instalação da Aptoide, o utilizador pode acrescentar app stores (repositórios). Quando uma loja é adicionada, a Aptoide regista a lista de aplicações e guarda-a localmente. O utilizador pode então navegar nas aplicações ou pesquisar outras lojas na Internet.

Utilização[editar | editar código-fonte]

A plataforma registou até à data os seguintes níveis de utilização: [9][10][11]

Aptoide version Date Registered users # Stores Different apps Cumulative downloads
V8 October 2016 NA NA NA NA
6.5.2 July 2015 100,000,000 140,000 330,000 1580 M
6.3.0 April 2015 136,000 311,000 1424 M
6.2.3 126,000 275,000 1276 M
5.0.0 20 March 2014
4.1.3 22 July 2013 1,300,000 350,000 120,000 380 M
4.0.0 4 December 2012 500,000 170,000 50,000 150 M
2.7.1 2 August 2012 200,000 88,000 65,000 60 M
2.7 19 June 2012 107,000 62,000 43,000 44 M
2.6.2 April 2012 82,000 51,000 34,000 32 M
2.6.1 2 March 2012 57,000 36,000 19,000 22.9 M
2.6 20 January 2012 42,000 27,100 16,000 17.4 M
2.5.4 22 December 2011 34,000 22,200 13,400 14 M
2.5.3 2 November 2011 21,000 13,300 9,400 9.1 M
2.5.2 22 September 2011 14,800 10,300 7,700 6.8 M
2.5.1 22 June 2011 6,800 3,500 4,000 2.1 M
2.5 3 June 2011 5,300 1,200 3,100 2 M
2.4.1 May 2011 3,700 1,600 2,000 1.5 M

Referências

  1. «Aptoide - 3ª maior loja de apps Android do mundo é portuguesa - Pplware». Pplware. 26 de abril de 2015 
  2. «Aptoide. Startup portuguesa fatura mais de 2 milhões em 2016». Observador. Consultado em 13 de outubro de 2016. 
  3. «Projectos seleccionados para o programa SAPO Summerbits, 2 Edição, 2009». 3 de agosto de 2009. Consultado em 31 de outubro de 2012. 
  4. «Aptoide garante quatro milhões em financiamento». Computerworld. 5 de janeiro de 2016. Consultado em 13 de outubro de 2016. 
  5. a b «Portuguesa Aptoide apresenta queixa na Comissão Europeia contra o Google». PÚBLICO 
  6. «Aptoide a caminho da grande fábrica de telemóveis da China». Exame Informática 
  7. «Aptoide. Startup portuguesa fatura mais de 2 milhões em 2016». Observador. Consultado em 13 de outubro de 2016. 
  8. «Google Play Developer Distribution Agreement». 31 de outubro de 2012. Consultado em 31 de outubro de 2012. 
  9. «Codebits2011 - 2 perguntas a... Paulo Trezentos». 29 de setembro de 2010. Consultado em 31 de outubro de 2012. 
  10. «Spin off da Caixa Mágica testa implementação de Aptoide a partir de Silicon Valley». 29 de setembro de 2011. Consultado em 31 de outubro de 2012. 
  11. «Silicon Valley @ Codebits». 11 de novembro de 2011. Consultado em 31 de outubro de 2012.