Aquarela Brasileira 2

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Aquarela Brasileira 2
Álbum de estúdio de Emílio Santiago
Lançamento 1989
Gravação 1988-1989
Gênero(s) MPB
Formato(s) LP
Gravadora(s) Som Livre
Produção Roberto Menescal
Cronologia de Emílio Santiago
Aquarela Brasileira
(1988)
Aquarela Brasileira 3
(1990)

Aquarela Brasileira 2 é o décimo-terceiro álbum de estúdio do cantor brasileiro Emílio Santiago, lançado em 1989.[1] O álbum é a sequência de Aquarela Brasileira, lançado no ano anterior, e o antecessor de outros cinco álbuns reunidos no mesmo projeto. Assim como no álbum anterior, Santiago interpreta canções recorrentes no repertório de grandes cantores e compositores da música popular brasileira.[2] Considerado um grande sucesso comercial, Aquarela Brasileira 2 apresentou ao grande público canções como "Saigon" e "Bem Que Se Quis" e o medley "Desenho de Giz / Papel Marchê", todas consideradas grandes sucessos na carreira de Santiago.[3][2]

Lista de faixas[editar | editar código-fonte]

TítuloCompositor(es) Duração
1. "Festa Profana / Liberdade! Liberdade! Abra as Asas sobre Nós / Direito é direito"  
 
2. "Ela Disse-me Assim / Volta / Esses Moços"  Lupicínio Rodrigues  
3. "Pérola Negra / Bem Que Se Quis (E po'che fa')"    
4. "Universo do Teu Corpo / Hoje"  Taiguara  
5. "Saigon"    
6. "Isto Aqui O Que É / É"  Ary Barroso  
7. "Desenho de Giz / Papel Marchê"    
8. "Preconceito / Louco (Ela é Seu Mundo)"  
 
9. "Mania de Você / Lança Perfume"    
10. "Mocinho Bonito / A Banca do Distinto / Não Vou Pra Brasília"  Billy Blanco  
Duração total:
43:55

Referências