Aqueduto do Padre Tembleque

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pix.gif Aqueduto do Padre Tembleque *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO

Acueducto del Padre tembleque.JPG
País  México
Tipo Cultural
Critérios i, ii, iv
Referência 1463
Região** América
Coordenadas 19° 50′ N 98° 39′ W
Histórico de inscrição
Inscrição 2015  (39ª sessão)
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.
** Região, segundo a classificação pela UNESCO.

O Aqueduto do Padre Tembleque ou Aqueduto de Tembleque é um aqueduto localizado entre as cidades de Zempoala e Otumba no México.

Descrição[editar | editar código-fonte]

Construído originalmente entre 1553 e 1570, o aqueduto tem comprimento de 45 quilômetros, começando no vulcão Tecajete a leste de Zempoala e terminando em Otumba.[1] A maior parte do caminho, o aqueduto passa a nível do solo, mas também há áreas subterrâneas bem como ravinas e vales. Há três tipos de arcadas no aqueduto: a primeira com 46 arcos, a segunda com 13 e uma terceira com 67 arcos. A porção mais alta do aqueduto é na ravina Papalote, com 67 arcos, sendo o mais alto destes, a 38.75 metros do chão.[1]

UNESCO[editar | editar código-fonte]

A UNESCO inscreveu o Aqueduto do Padre Tembleque como Patrimônio Mundial por "incorporar o mais alto nível de arcadas em um aqueduto já construído...é um exemplo de mudança na influência entre a tradição europeia da hidráulica romana e as técnicas de construção tradicionais Mesomaericanas, incluindo o uso do adobe."[2]

Referências

  1. a b «Aqueduct of Padre Tembleque - UNESCO World Heritage Centre». Consultado em 2 de março de 2009. Cópia arquivada em 15 de Abril de 2009 
  2. Aqueduto do Padre Tembleque. UNESCO World Heritage Centre - World Heritage List (whc.unesco.org). Em inglês ; em francês ; em espanhol. Páginas visitadas em 14/08/2015.
  • Kirby, R.S. & F.A. Davis (1990),Engineering in History, Courier Dover Publications. ISBN 0-486-26412-2