Arapaços

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura pela língua da família lingüística tucano, outrora falada pelos arapaços, veja Língua arapaça.
Arapaço
(Arapaso, Arapasso)
População total

448[1]

Regiões com população significativa
 Brasil (AM) 448 (Siasi/Sesai, 2014)[1]
Línguas
português
Religiões

Os Arapaços são um grupo indígena que habita o Noroeste do estado brasileiro do Amazonas, mais precisamente nas Áreas Indígenas do Rio Negro. Identificou-se, em 2001, cerca de 328 integrantes desse etnia do grupo dos tukano oriental que atualmente fala apenas a língua tukano. Vivem no Médio Uaupés, abaixo de Iauareté, em povoados como Loiro, Paraná Jucá e São Francisco. Várias famílias também moram no Rio Negro. Segundo etnografia do ISA os cantatos interetnícos nessa região datam a primeira metade do século XVIII com as incursões maciças dos portugueses em busca de escravos. A instalção de missionários Franciscanos e Salesianos no final do século XIX, e auge da borracha na virada do século XX.[2]

Referências

  1. a b Instituto Socioambiental. «Quadro Geral dos Povos». Enciclopédia dos Povos Indígenas no Brasil. Consultado em 17 de setembro de 2017 
  2. Chernela, Janet M.; Leed, Eric J. As perdas da história.Identidade e violência num mito Arapaço do alto Rio Negro (cap 15) in: Albert, Bruce ; Ramos, Alcida Rita. Pacificando o branco: cosmologias do contato no Norte-Amazônico. SP, UNESP, 2002 Google Livros Jan. 2011

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre povos indígenas é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.