Arash Miresmaeili

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde abril de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Arash Miresmaeili
Judo
Nome completo آرش میراسماعیلی
Representante  Irã
Nascimento 3 de março de 1981 (33 anos)
Khorramabad, Lorestão
Nacionalidade Irã iraniana
Compleição Peso: 66 kg Altura: 1,76 m
Nível Profissional

Arash Miresmaeili (em persa: آرش میراسماعیلی ; Khorramabad, 3 de março de 1981) é um judoca iraniano, duas vezes campeão do mundo de pesos-leves. Miresmaeili conquistou a medalha de ouro nos Campeonatos do Mundo de Judo de 2001, em Munique, e 2003 em Osaka, tendo também conquistado a medalha de bronze nos Campeonatos do Mundo de 2005, no Cairo, e 2007 no Rio de Janeiro.

Jogos Olímpicos de 2004[editar | editar código-fonte]

Miresmaeili era o principal favorito à medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Verão de 2004 em Atenas, onde foi o porta-estandarte do Irão na cerimónia de abertura. Estava previsto defrontar o atleta israelita Ehud Vaks na primeira ronda, mas foi desqualificado porque estava acima do limite de peso para a sua classe. Alegadamente, Miresmaeili procurou deliberadamente ser desqualificado em vez de competir contra um israelita, o que poderá ser interpretado dos seus próprios comentários: "Apesar de ter treinado durante meses e estar em boa forma eu recusei defrontar o meu oponente israelita em solidariedade para com o sofrimento do povo da Palestina e não me sinto nada chateado."[1] Comentários de oficiais e políticos iranianos suportam esta ideia. A agência de notícias oficial do Irão, IRNA, citou o então presidente iraniano Mohammad Khatami como tendo dito que as ações de Miresmaeili seriam "registadas na história das glórias do Irão" e que a nação o considerava "o campeão dos Jogos Olímpicos de 2004". Nassrollah Sajadi, presidente da equipa olímpica iraniana, disse ao jornal Shargh que o governo deveria dar ao atleta 115 000 dólares pelas suas ações, a mesma quantia com que o estado iraniano premiava os atletas que vencessem a medalha de ouro.[2]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre o judô ou sobre um judoca é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.