Arduino Colasanti

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Arduíno Colassanti)
Ir para: navegação, pesquisa
Arduino Colasanti
Nascimento 15 de fevereiro de 1936
Livorno, Itália
Nacionalidade Italiano
Morte 22 de fevereiro de 2014 (78 anos)
Niterói,  Rio de Janeiro
Ocupação Ator
Cônjuge Ana Miranda
IMDb: (inglês)

Arduino Colasanti (Livorno, 15 de fevereiro de 1936[1]Niterói, 22 de fevereiro de 2014 [2]) foi um ator italiano radicado no Brasil.[3]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Arduíno Colasanti nasceu em 1936 em Livorno, na Itália, e veio com a família para o Brasil pouco depois do fim da Segunda Guerra Mundial, quando tinha 11 anos. Colasanti casou-se cinco vezes e teve alguns casos famosos com atrizes como Leila Diniz e Sônia Braga. Realizou o primeiro nu frontal masculino do cinema brasileiro no longa "Como Era Gostoso o Meu Francês", de 1971.

É filho do também ator Manfredo Colasanti e irmão da escritora Marina Colasanti.

Arduíno foi internado no Hospital Antonio Pedro, em Niterói, com dores no peito. Ficou internado, mas contraiu uma infecção no hospital e durante o processo de recuperção sofreu uma parada cardíaca e faleceu no dia 22 de fevereiro de 2014 . O velório de Arduíno aconteceu no Cemitério Parque da Colina, sendo cremado depois.[4]

Trabalhos no cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel
2014 Depois da Banda Velho Fraco
2010 Naquela Noite Ele Sonhou com Um Mar Azul Pai[5]
2009 Holanda Seu Jorge
Insolação Homem do Café
2007 Esconde-Esconde Amaro
2004 Xuxa e o Tesouro da Cidade Perdida Chefe dos selvagens
2002 Histórias do Olhar Pai
1998 Bela Donna Comandante
1997 A Ostra e o Vento Magari
1993 Oceano Atlantis Sábio
1987 Leila Diniz
Sonho de Valsa Pai de Teresa
1985 Tropclip Pai de Krishna
1984 Memórias do Cárcere
Quilombo Blaer
1982 O Homem do Pau-Brasil Líder religioso
1979 O Caçador de Esmeraldas Borba Gato
1978 Daniel, Capanga de Deus Daniel
1973 Mestiça, a Escrava Indomável Feitor
Os Homens Que Eu Tive Peter
1972 Amor, Carnaval e Sonhos Fotógrafo/Tristão e Oxossi
Quem É Beta?
1971 Como Era Gostoso o Meu Francês o francês
Mãos Vazias Mário
Procura-se uma Virgem
1970 Azyllo muito Louco Porfírio
Minha Namorada
Uma Garota em Maus Lençóis
1969 Brasil Ano 2000 Motorista
Memória de Helena Renato[6]
1968 Fome de Amor Filipe
A Doce Mulher Amada Egberto
A Virgem Prometida
1967 El justicero Jorge Dias das Neves
Garota de Ipanema Pedro Paulo

Referências

  1. «Arduíno Colsanti - Biografia». Filmow. Consultado em 5 de março de 2017 
  2. Colassanti, Anduíno (23 de fevereiro de 2014). «Morre ator e surfista Arduino Colassanti». Consultado em 24 de Fevereiro de 2014 
  3. Morre o ator Arduíno Colassanti Agência Brasil
  4. «Morre Arduíno Colasanti, galã do Cinema Novo». O Globo. Consultado em 5 de março de 2017 
  5. «Naquela Noite Ele Sonhou com Um Mar Azul». Porta Curtas. Consultado em 5 de março de 2017 
  6. «Memória de Helena». Cinemateca Brasileira. Consultado em 5 de março de 2017 
Ícone de esboço Este artigo sobre um ator é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.