Aretas (cindita)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outras pessoas de mesmo nome, veja Aretas.
Aretas
Rei cindita
Reinado 498528
Antecessor(a) Ambros
Descendência Ogaro
Badicarimo
Hinde
Salama
Morte 529
Pai Ambros

Aretas (em grego: Ἀρέθας; transl.: Aréthas) ou Harite ibne Amir (em árabe: الحارث بنʿ عمرو; transl.: al-Ḥārith ibn ʿAmr; m. Hira, 529) foi um rei (filarco nas fontes gregas) dos árabes cinditas, filho de Ambros (Amir) e neto de Hujir Aquil al-Murar, que governou o Reino de Cindá entre 498-528.

Vida[editar | editar código-fonte]

Aretas era pai dos militares Ogaro e Badicarimo, de Hinde, uma cristã que casou-se com o rei lacmida Alamúndaro III, e Salama. É descrito nas fontes gregas como thalaváni̱s (θαλαβάνης), ou seja, de Talaba, um ramo da casa de Baquir.[1] Em 502, concluiu a paz com o enviado bizantino Eufrásio após anos de sucessivos raides empreendidos por seus filhos nas províncias orientais. Em 503, realizou ataques contra Hira, a capital lacmida. Em 528, quando atacou e ocupou Hira, desentendeu-se com Diomedes, o duque da Palestina, fazendo com que o último se retirasse para leste, custando-lhe uma derrota nas mãos de Alamúndaro III e sua subsequente execução junto de 50 de seus parentes.[2][3]

Referências

  1. Martindale 1980, p. 139.
  2. «Kindah (people)» (em inglês). Consultado em 7 de maio de 2014. 
  3. Martindale 1980, p. 140.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Martindale, J. R.; Jones, Arnold Hugh Martin; Morris, John (1980). The prosopography of the later Roman Empire - Volume 2. A. D. 395 - 527. Cambridge e Nova Iorque: Cambridge University Press