Arma de pressão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Coleção de carabinas de pressão de ação de mola e com recarregamento via basculamento do cano.

Uma arma de pressão é um armamento que, por ação de mola ou ar comprimido, impele projéteis com uma energia muito menor do que uma arma de fogo. Estes, por sua vez, geralmente têm o formato de um diabolô, apesar de haver exemplares esféricos, e composição fundamentada em ligas de chumbo. Contudo, alguns modelos disparam flechas ou dardos.

Os primeiros modelos foram desenvolvidos no século XVI, sendo utilizados com finalidade esportiva e militar.

História[editar | editar código-fonte]

Carabina de pressão Girandoni.

As armas de pressão representam a mais antiga tecnologia pneumática. A modelo mais antigo existente, uma arma de pressão de fole que remonta o ano de 1580, fica no museu Livrustkammaren, em Estocolmo. Este período é dado, pela maioria dos historiadores, como o início das armas de pressão.

Ao longo do século XVII ao século XIX, carabinas de pressão nos calibres .30 e .51 eram designadas à caça de animais grandes, como veados e javalis. Estes eram carregados usando uma bomba que preenchia um reservatório de ar, fornecendo velocidades de 200 a 300 m/s. Todavia, estes equipamentos também foram usados ​​em guerras, o exemplo mais reconhecido deles é a carabina de pressão Girandoni.

Naquela época, eles tinham vantagens convincentes sobre as armas de fogo primitivas que existiam. Por exemplo, as armas de pressão podiam ser usadas em tempo de chuva e eram descarregadas muito mais rápido.[1]

Referências

  1. Schreier, Philip (23 de outubro de 2006). «The Airgun of Meriwether Lewis». American Rifleman. Consultado em 23 de dezembro de 2013. Cópia arquivada em 5 de dezembro de 2013