Armindo José Rodrigues

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura outras referências de José Rodrigues, veja José Rodrigues (desambiguação).
Armindo José Rodrigues
Nascimento 1904
Lisboa, Portugal
Morte 8 de agosto de 1993 (89 anos)
Lisboa, Portugal
Nacionalidade Portugal Português
Ocupação Médico, tradutor e poeta
Principais trabalhos Obra Poética
Prémios Prémio do Centro Português da Associação Internacional dos Críticos Literários (1979)

Armindo José Rodrigues (Lisboa, 1904Lisboa, 8 de Agosto de 1993), foi um médico, tradutor e poeta português.

Armindo Rodrigues que se formou em Medicina na Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, é considerado um escritor do movimento neo-realista português. Grande parte da sua infância foi passada no Alentejo.

Colaborou em diversas revistas como a Colóquio-Letras (da Fundação Calouste Gulbenkian), a Seara Nova, a Vértice e em jornais como O Diabo e Notícias do Bloqueio.

Tendo vivido durante o regime salazarista, e tendo ideias contrárias ao regime vigente, foi por diversas vezes preso. Na sua luta contra o fascismo, pertenceu a diversas organizações clandestinas. Participou nas campanhas eleitorais de Arlindo Vicente e de Norton de Matos, nos anos 1945, 1949 e 1958. Armindo Rodrigues fez parte do Movimento de Unidade Democrática (MUD).

Foi um dos fundadores do PEN Club Português, juntamente com outros escritores portugueses de renome, tendo sido nomeado vogal.

Fez traduções de autores como André Malraux, Alain-Fournier, Mikhail Cholokov e Oscar Wilde.

Diversos[editar | editar código-fonte]

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Voz Arremessada ao Caminho (poesia) (1943).
  • Romanceiro (1943) (colectânea de poesias).
  • Em Cada Instante Cabe o Mundo (1945).
  • Cantigas de Circunstância (1948).
  • A Esperança Desesperada (poesia) (1948).
  • Beleza Prometida (poesia) (1950).
  • Retrato de mulher (poesia) (1950).
  • Dez Odes ao Tejo (poesia) (1951).
  • A vida Perto de Nós (1953).
  • A Paz Interior (poesia) (1954).
  • Nitidez do comum (poesia) (1980).
  • Arte Poética (poesia) (1980).
  • O camponês imaginário (poesia) (1980)
  • Réplicas a redondilhas camonianas e outras poesias avulsas (1982).
  • Quadrante Solar (poesia) (1984).
  • Sequência de Alvorada (poesia) (1985).
  • Um Poeta Recorda-se: Memórias de uma Vida (1986).
  • Ocasional a Vida.
  • O horizonte e a Ave.
  • Canto Fausto.
  • Dialéticado vento.
  • Os Sete Pecados Mortais.
  • Breve Cancioneiro Devolvido.
  • O Inquieto Repouso.
  • O Lugar e a Hora.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Portal A Wikipédia possui o portal:
Books-aj.svg aj ashton 01.png A Wikipédia possui o
Portal de Literatura