Arnaldo dos Santos Campos Coelho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Arnaldo dos Santos Campos Coelho
Nascimento 15 de dezembro de 1932
Morte 7 de julho de 2015 (82 anos)
Cidadania Brasil
Alma mater Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Universidade Federal do Rio de Janeiro
Ocupação zoólogo, carcinólogo, paleontólogo
Empregador Museu Nacional

Arnaldo dos Santos Campos Coelho (15 de dezembro de 1932 — 7 de julho de 2015) foi um naturalista, pesquisador, zoólogo, paleontólogo e malacólogo brasileiro.[1]

Ingressou no Museu Nacional no ano de 1956, trabalhando no Departamento de Invertebrados. Foi diretor deste mesmo museu entre os anos de 1990 e 1993.[1]

Reconhecimentos[editar | editar código-fonte]

  • Medalha Comemorativa dos 150 anos da Fundação do Museu Nacional (1968);
  • Medalha Dom Luiz de Vasconcellos e Souza, comemorativa dos 200 anos de criação da Casa de História Natural (1979);
  • Medalha Comemorativa dos 30 anos de fundação do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (1981);
  • Professor Emérito da Universidade Federal do Rio de Janeiro (1999);
  • Medalha de Honra ao Mérito da Sociedade Brasileira de Malacologia (1999).

Referências

  1. a b «Os Diretores do Museu Nacional» (PDF). Seção de Museologia, UFRJ. 2008. Consultado em 1 de outubro de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Leda Dau
Diretor(a) do Museu Nacional
1990 — 1993
Sucedido por
Janira Martins Costa
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.