Aron Kogan

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Aron Kogan
Nascimento 1924
Morte 1961
São Paulo
Alma mater Universidade Presbiteriana Mackenzie
Ocupação arquiteto

Aron Kogan (1924 – 1961) foi um engenheiro, formado pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, que atuou no Brasil principalmente nas décadas de 1950 e 1960. Foi um dos responsáveis pela construção de vários edifícios na cidade de São Paulo, dentre eles o mais alto do Brasil até 2014, o Edifício Mirante do Vale projetado juntamente ao engenheiro Waldomiro Zarzur. Em 1961, saiu de casa com duas pessoas que pretendiam comprar o seu carro. Uma hora depois foi encontrado morto dentro de seu carro, na rua Pedroso, próximo ao centro da cidade[1]. O autor do homicídio foi Hildebrando Fabri Neto[2].

Kogan também tem um filho arquiteto, Marcio Kogan, formado na Universidade Presbiteriana Mackenzie em 1977.

Edifícios projetados[editar | editar código-fonte]

Algumas obras de Aron[3]:

Ver também[editar | editar código-fonte]

Parcerias[editar | editar código-fonte]

Enquanto estudava engenharia na Universidade Presbiteriana Mackenzie, conheceu Waldomiro Zarzur e formou uma sociedade que durou até 1960. Quando Kogan foi assassinado, Zarzur assumiu a empresa.[4]

Referências

  1. «A Noite». memoria.bn.br. A Noite. 27 de maio de 1961. Consultado em 9 de outubro de 2017 
  2. «Repórter Esso» (PDF). 1963-08-16. Consultado em 18 de outubro de 2019 
  3. taste.uol.com.br, 01/07/2009: Balança Mas Não Cai[ligação inativa], acessado em 21 de setembro de 2009
  4. O Estado de S. Paulo, 02 de Novembro de 2008: O dono do arranha-céu, acessado em 21 de setembro de 2009

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre engenheiro(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.