Arquidiocese de Génova

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Arquidiocese de Génova
Archidiœcesis Ianuensis
O Duomo de Génova
Localização
País Itália
Dioceses Sufragâneas Diocese de Albenga-Imperia
Diocese de Chiavari
Diocese de Savona-Noli
Diocese de Tortona
Diocese de La Spezia-Sarzana-Brugnato
Diocese de Ventimiglia-Sanremo
Estatísticas
Área 966 km²
Informação
Rito Rito romano
Criação da Diocese III seculo
Elevação a Arquidiocese 20 de março 1133
Padroeiro São Lourenço
Governo da Arquidiocese
Arcebispo Angelo Bagnasco
Jurisdição Arquidiocese Metropolitana
Contatos
Endereço Piazza Matteotti, 4 - 16123 Génova, Itália. Telefone: 010-27001
Página Oficial www.diocesi.genova.it

A Arquidiocese de Génova é uma circunscrição eclesiástica da Igreja Católica na Itália pertencente à Província Eclesiástica de Génova e à Conferenza Episcopale Italiana.

Em 2004 contava 775.980 de batizados numa população de 834.388 habitantes.

História[editar | editar código-fonte]

A fé cristã teve origem, no território de Génova, ao tempo do Papa Lino (67-76).

Tem provas da presença dos santos Nazário e Celso como pregadores neste território.

A diocese foi erguida no século III e seus primeiros bispos foram São Valentim, São Félix, São Ciro de Gênova.

Virou arquidiocese em 20 de março 1133.

Em 1986, à arquidocese, foi unida a diocese de Bobbio, mas já em 1989, esta última foi definitivamente unida à Diocese de Piacenza.

Território[editar | editar código-fonte]

A está na cidade de Génova, onde se acha a catedral de São Lourenço. O território é dividido em 278 paróquias (251 na província de Génova e 27 na província de Alessandria) e em 25 vicariados:

Da Província fazem parte as Dioceses sufragâneas:

Missões[editar | editar código-fonte]

Em 1991 a arquidiocese começou uma experiência missionária na República Dominicana, em Guaricano, com dois padres missionários fidei donum e com as Freiras de Nossa Senhora do Refúgio em Monte Calvário.

A partir de 1995 um padre da arquidiocese, e um da Diocese de Chiavari estão em Cuba, trabalhando na Diocese de Santa Clara.

Cronolgia dos Arcebispos do sèculo XX[editar | editar código-fonte]