Arquidiocese de São Paulo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Arquidiocese de São Paulo
Archidiœcesis Sancti Pauli in Brasilia
Localização
País  Brasil
Dioceses sufragâneas Diocese de Campo Limpo;
Diocese de Guarulhos;
Diocese de Mogi das Cruzes;
Diocese de Osasco;
Diocese de Santo Amaro;
Diocese de Santo André;
Diocese de Santos;
Diocese de São Miguel Paulista.
Estatísticas
Área 655 km²
Informação
Rito Romano
Criação da diocese 6 de dezembro de 1745 (274 anos)
Elevação a arquidiocese 7 de junho de 1908 (111 anos)
Catedral Catedral Metropolitana de São Paulo
Padroeiro São Paulo
Governo da arquidiocese
Arcebispo Dom Odilo Pedro Cardeal Scherer
Bispo auxiliar Dom Carlos Lema Garcia
Dom Eduardo Vieira dos Santos
Dom Devair Araújo da Fonseca
Dom Luiz Carlos Dias
Dom José Benedito Cardoso
Dom Jorge Pierozan [1]
Jurisdição Arquidiocese Metropolitana
(Região Sul 1)
Contatos
Página oficial www.arquidiocesedesaopaulo.org.br
dados em catholic-hierarchy.org

A Arquidiocese de São Paulo (em latim Archidiœcesis Sancti Pauli in Brasilia) é uma circunscrição eclesiástica da Igreja Católica no Brasil. É a Sé Metropolitana da Província Eclesiástica de São Paulo. Pertence ao Conselho Episcopal Regional Sul I da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. A sé arquiepiscopal está na cidade de São Paulo, no estado de São Paulo.

História e estado atual[editar | editar código-fonte]

A história da Igreja Católica em São Paulo confunde-se, naturalmente, com a história da própria cidade. Em 1553, por iniciativa de Tomé de Sousa, governador-geral do Brasil, e com a ajuda do padre Leonardo Nunes, foi fundada uma vila à qual se deu o nome de Santo André da Borda do Campo, povoada desde 1550 por uma população exígua e constantemente ameaçada por ataques da população indígena da região. Em 1554, alguns sacerdotes jesuítas, liderados pelo português Manuel da Nóbrega, subiram a Serra do Mar até o planalto onde construíram um colégio entre os rios Anhangabaú e Tamanduateí, marcando a fundação de São Paulo.

Em breve tempo, começou a se formar uma povoação ao redor do Colégio dos Jesuítas e, em 1560, o novo governador-geral do Brasil, Mem de Sá, ordena o fim da vila de Santo André da Borda do Campo e que todos os seus habitantes se instalassem nos campos de Piratininga.

Com este ato, São Paulo de Piratininga ganhou status de vila e um pelourinho. Em 1591 passou a sediar uma paróquia.

Durante quase duzentos anos, São Paulo esteve sob o domínio de diversas circunscrições eclesiásticas. Até 1551 todo o Brasil era hierarquicamente dependente da Diocese do Funchal (Ilha da Madeira), quando em 25 de fevereiro daquele ano foi erigida a Diocese de São Salvador da Bahia. Com a fundação da Prelazia do Rio de Janeiro em 1575, a então vila passa a estar subordinada a esse novo ente, que se torna a Diocese de São Sebastião do Rio de Janeiro em 1676, permanecendo assim até o dia 6 de dezembro de 1745, quando finalmente é criada a Diocese de São Paulo pela bula do Papa Bento XIV intitulada Candor lucis æternæ[2].

A partir de então, a Igreja Católica começa a se ramificar mais rapidamente, acompanhando o crescimento da cidade e do bispado como um todo. Até 1892, a Diocese de São Paulo era responsável por um território semelhante ao da atual Ucrânia, abrangendo os territórios dos estados do Paraná e de Santa Catarina, além de parte do sul de Minas Gerais. Naquele ano, é criada a Diocese de Curitiba, abrangendo Paraná e Santa Catarina[2].

Em 7 de junho de 1908, a Diocese de São Paulo perde boa parte de seu território com a criação das dioceses de Botucatu, Campinas, Taubaté, Ribeirão Preto e São Carlos do Pinhal[2][3], sendo que quase um ano antes já havia sido erigida a diocese de Campanha, no sul do estado de Minas Gerais. Na mesma data de criação das dioceses paulistas, a diocese é elevada à categoria de arquidiocese, por bula do papa Pio X, sendo seu primeiro arcebispo Dom Duarte Leopoldo e Silva[2][3].

Até 1989, o território da Arquidiocese de São Paulo continuou a diminuir com a criação de novas dioceses, sendo elas: Santos e Sorocaba (1924), Bragança Paulista (1925), Santo André (1954), Aparecida (1958), Mogi das Cruzes (1962), Jundiaí (1966), Guarulhos (1981) e Campo Limpo, Osasco, Santo Amaro e São Miguel Paulista (1989)[3].

Arquivo da arquidiocese[editar | editar código-fonte]

Atual divisão territorial[editar | editar código-fonte]

Atualmente, a Arquidiocese de São Paulo congrega mais de seis milhões de católicos apesar de seu diminuto território, que se limita às áreas mais centrais da cidade de São Paulo e está dividido em seis regiões episcopais (, Belém, Ipiranga, Santana, Lapa e Brasilândia).

As regiões episcopais são subdivididas em setores e somam um total de 305 paróquias, 15 Áreas Pastorais e cerca de 949 padres entre seculares e religiosos.[4]

Bispos e arcebispos[editar | editar código-fonte]

Arcebispos
Nome Período Notas
Arcebispos
Dom Odilo Pedro Cardeal Scherer 2007- Atual
Dom Frei Cláudio Cardeal Hummes, O.F.M. 1998-2006 Nomeado prefeito da Congregação para o Clero
Dom Frei Paulo Evaristo Cardeal Arns, O.F.M. 1970-1998
Dom Agnelo Cardeal Rossi 1964-1970 Nomeado prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos
Dom Carlos Carmelo Cardeal de Vasconcelos Motta 1944-1964 Nomeado Arcebispo de Aparecida
Dom José Gaspar d'Afonseca e Silva 1939-1943
Dom Duarte Leopoldo e Silva 1908-1938
Arcebispo-coadjutor
Dom Antônio Maria Alves de Siqueira 1957-1966 Nomeado Arcebispo-coadjutor de Campinas
Bispos
Dom Jorge Pierozan 2019- Bispo Auxiliar Atual
Dom José Benedito Cardoso 2019- Bispo Auxiliar Atual
Dom Luiz Carlos Dias 2016- Bispo Auxiliar Atual
Dom Eduardo Vieira dos Santos 2014- Bispo Auxiliar Atual
Dom Devair Araújo da Fonseca 2014- Bispo Auxiliar Atual
Dom José Roberto Fortes Palau 2014-2019 Nomeado Bispo de Limeira
Dom Carlos Lema Garcia 2014- Bispo Auxiliar Atual
Dom Sérgio de Deus Borges 2012-2019 Nomeado Bispo de Foz do Iguaçu
Dom Júlio Endi Akamine, S.A.C. 2011-2016 Nomeado Arcebispo de Sorocaba
Dom Edmar Peron 2009-2015 Nomeado Bispo de Paranaguá
Dom Milton Kenan Júnior 2009-2014 Nomeado Bispo de Barretos
Dom Tarcísio Scaramussa, SDB 2008-2014 Nomeado Bispo-coadjutor de Santos
Dom Frei João Mamede Filho, O.F.M.Conv. 2006-2010 Nomeado Bispo de Umuarama
Dom Tomé Ferreira da Silva 2005-2012 Nomeado Bispo de São José do Rio Preto
Dom Joaquim Justino Carreira 2005-2011 Nomeado Bispo de Guarulhos
Dom José Maria Pinheiro 2003-2005 Nomeado Bispo de Bragança Paulista
Dom Pedro Luiz Stringhini 2001-2009 Nomeado Bispo de Franca
Dom José Benedito Simão 2001-2009 Nomeado Bispo de Assis
Dom Manuel Parrado Carral 2001-2007 Nomeado Bispo de São Miguel Paulista
Dom Odilo Pedro Scherer 2001-2007 Elevado a Arcebispo
Dom Benedito Beni dos Santos 2001-2006 Nomeado Bispo de Lorena
Dom Gil Antônio Moreira 1999-2004 Nomeado Bispo de Jundiaí
Dom Antônio Gaspar 1982-2000 Nomeado Bispo de Barretos
Dom Fernando José Penteado 1979-2000 Nomeado Bispo de Jacarezinho
Dom Décio Pereira 1979-1997 Nomeado Bispo de Santo André
Dom Alfredo Ernest Novak, C.Ss.R. 1979-1989 Nomeado Bispo de Paranaguá
Dom Luciano Pedro Mendes de Almeida , SJ 1976-1988 Nomeado Arcebispo de Mariana
Dom Antônio Celso de Queiroz 1975-2000 Nomeado Bispo de Catanduva
Dom Angélico Sândalo Bernardino 1974-2000 Nomeado Bispo de Blumenau
Dom Francisco Manuel Vieira 1974-1989 Nomeado Bispo de Osasco
Dom Mauro Morelli 1974-1981 Nomeado Bispo de Duque de Caxias
Dom Joel Ivo Catapan 1974-1999 Bispo auxiliar.
Dom Benedito de Ulhôa Vieira 1971-1978 Nomeado Arcebispo de Uberaba
Dom Lucas Cardeal Moreira Neves, O.P. 1967-1974 Nomeado Vice-Presidente do Pontifício Conselho para os Leigos
Dom José Thurler 1966-1992 Bispo auxiliar.
Dom Bruno Maldaner 1966-1971 Nomeado Bispo de Frederico Westphalen
Dom José Lafayette Ferreira Álvares 1965-1971 Nomeado Bispo de Bragança Paulista
Dom Gabriel Paulino Bueno Couto, O.Carm. 1965-1966 Nomeado Bispo de Jundiaí
Dom Romeu Alberti 1964-1965 Nomeado Bispo de Apucarana
Dom Vicente Angelo José Marchetti Zioni 1955-1964 Nomeado Bispo de Bauru
Dom Antônio Ferreira de Macedo, C.Ss.R. 1955-1964 Nomeado Arcebispo Coadjutor de Aparecida
Dom Paulo Rolim Loureiro 1948-1962 Nomeado Bispo de Mogi das Cruzes
Dom Antônio Maria Alves de Siqueira 1947-1957 Nomeado Arcebispo Coadjutor de Campinas
13º Dom Duarte Leopoldo e Silva 1906-1908
12º Dom José de Camargo Barros 1903-1906
11º Dom Antônio Cândido Alvarenga 1898-1903
10º Dom Joaquim Arcoverde de Albuquerque Cavalcanti 1894-1897 Nomeado arcebispo do Rio de Janeiro
Dom Lino Deodato Rodrigues de Carvalho 1871-1894
Dom Sebastião Pinto do Rego 1861-1868
Dom Antônio Joaquim de Melo 1851-1861
Dom Manuel Joaquim Gonçalves de Andrade 1827-1847
Dom Mateus de Abreu Pereira 1795-1824
Dom Frei Miguel da Madre de Deus da Cruz, O.F.M. 1791-1795 Não tomou posse. Em 1815 foi nomeado arcebispo de Braga
Dom Frei Manuel da Ressurreição, O.F.M. 1771-1789
Dom Frei Antônio da Madre de Deus Galvão, O.F.M 1750-1764
Dom Bernardo Rodrigues Nogueira 1745 - 1748

Controvérsia[editar | editar código-fonte]

Em março de 2020, antendendo ao pedido do Papa Francisco a arquidiocese anunciou que vai abrir uma comissão para investigar casos de abuso sexual na igreja.[5]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Bandeira do Vaticano Circunscrições eclesiásticas católicas do BrasilRegional Sul I (São Paulo) Bandeira de São Paulo

Província Eclesiástica de São Paulo
Campo Limpo | Eparquia de Nª. Srª do Líbano | Eparquia de Nª. Srª do Paraíso | Guarulhos | Mogi das Cruzes | Osasco | Santo Amaro | Santo André | Santos | São Miguel Paulista

Província Eclesiástica de Botucatu
Araçatuba | Assis | Bauru | Lins | Marília | Ourinhos | Presidente Prudente

Província Eclesiástica de Campinas
Amparo | Bragança Paulista | Limeira | Piracicaba | São Carlos

Província Eclesiástica de Ribeirão Preto
Barretos | Catanduva | Franca | Jaboticabal | Jales | São João da Boa Vista | São José do Rio Preto | Votuporanga

Província Eclesiástica de Aparecida
Caraguatatuba | Lorena | São José dos Campos | Taubaté

Província Eclesiástica de Sorocaba
Itapetininga | Itapeva | Jundiaí | Registro