Arquidiocese de Santiago de Compostela

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Arquidiocese de Santiago de Compostela
Archidiœcesis Compostellana
Catedral de Santiago de Compostela
Localização
País Espanha
Dioceses sufragâneas Lugo
Mondoñedo-Ferrol
Ourense
Tui-Vigo
Estatísticas
Área 8 546 km²
Informação
Rito Romano
Criação da diocese 5 de dezembro de 1095
Elevação a arquidiocese 27 de fevereiro de 1120
Governo da arquidiocese
Arcebispo Julián Barrio Barrio
Bispo auxiliar Francisco José Prieto Fernández
Jurisdição Arquidiocese Metropolitana
Contatos
Endereço Plaza de la Inmaculada 1, 15704
Página oficial www.archicompostela.org
dados em catholic-hierarchy.org
Dioceses da Galiza; a de Santiago de Compostela, em azul escuro.

A Arquidiocese de Santiago de Compostela (em latim: Archidiœcesis Compostellana) é uma divisão eclesiástica da Igreja Católica na Espanha com sede na Catedral de Santiago de Compostela, em Santiago de Compostela, na Galiza. Foi elevada a arquidiocese em 1120, sendo sucessora da diocese de Iria que, após o descobrimento do ataúde de Santiago Maior entre 820 e 830, tinha como residência do bispo a cidade de Compostela, embora oficialmente não fosse trasladada a sé até 1095.

A arquidiocese cobre uma superfície de 8 546 km² e segundo dados de 2004 viviam nela 1 287 118 pessoas. Dela dependem 1 069 paróquias, com 627 sacerdotes diocesanos e 141 sacerdotes religiosos, 1 017 religiosas e 278 religiosos. Da arquidiocese dependem quatro dioceses sufragâneas: Lugo, Mondoñedo-Ferrol, Ourense e Tui-Vigo. O atual titular é Julián Barrio Barrio.

Durante a Idade Média o arcebispo de Santiago de Compostela, por privilégio concedido pela monarquia, exercia jurisdição senhorial sobre a Terra de Santiago.

História[editar | editar código-fonte]

A diocese de Iria Flávia foi erigida no século VI, segundo documentos do Primeiro Concílio de Braga em 561. Foi originalmente sufragânea da Arquidiocese de Braga.

Em 829, o bispo Teodomiro descobriu a tumba de São Tiago maior de Compostela, que se tornou um dos principais locais de peregrinação da Europa medieval.

A peregrinação permitia a circulação de ideias: a partir de Santiago foi provavelmente criada a oração Salve Rainha, feita pelo Bispo São Pedro Mezonzo por volta do ano 1000.

Em 5 de dezembro de 1095 o Papa Urbano II pela bula papal Veterum sinodalia atribuía à antiga diocese de Iria Flávia uma nova sé e um novo nome, diocese de Santiago de Compostela. Ao mesmo tempo, concedeu à diocese uma isenção da jurisdição da arquidiocese metropolitana, tornando-a imediatamente sujeita à Sé Apostólica.

Em 27 de fevereiro de 1120 o Papa Calisto II, pela bula Omnipotentis dispositione elevou a diocese à categoria de arquidiocese metropolitana.

Em 5 de março de 1525 foi estabelecido pela bula papal de Clemente VII a criação da Universidade de Santiago de Compostela, que surgiu a partir da escola da catedral, que durante toda a Idade Média possuíra mestres famosos. Por muitos anos (até o século XIX), a universidade realizou um curso de teologia e serviu como formação dos presbíteros no lugar de um seminário diocesano, que foi erguido apenas em 1829. Com dificuldades na segunda metade do século, ao seminário foi concedido o direito de conceder graus, até que em 1932 foi reduzida à categoria de mero seminário diocesano. Finalmente, em 1981, ele obteve o status do Instituto Seminário Teológico, associado à Universidade de Salamanca com direito de conceder o bacharelado em teologia.

Prelados[editar | editar código-fonte]

Séculos XX e XXI[editar | editar código-fonte]

Nome Período Notas
Arcebispos
Julián Barrio Barrio 1996–atual
Antonio María Rouco Varela 1984-1994 Nomeado Arcebispo de Madrid
Ángel Suquía Goicoechea 1973-1983 Nomeado Arcebispo de Madrid
Fernando Quiroga y Palacios 1949-1971
Carmelo Ballester Nieto, C.M. 1948-1949
Tomás Muniz Pablos 1935-1948
Zacarías Martínez Núñez, O.S.A. 1928-1933
Julián de Diego García de Alcolea 1925-1927
Manuel Lago González 1924-1925
José María Martín de Herrera y de la Iglesia 1889-1922
Bispos Auxiliares
Francisco José Prieto Fernández 2021-atual
Jesús Fernández González 2013-2020 Nomeado Bispo de Astorga
Luis Quinteiro Fiuza 1999-2002 Nomeado Bispo de Orense
Julián Barrio Barrio 1992-1996 Elevado a Arcebispo
Ricardo Blázquez Pérez 1988-1992 Nomeado Bispo de Palencia
Antonio María Rouco Varela 1976-1984 Elevado a Arcebispo
José Cerviño Cerviño 1968-1976 Nomeado Bispo de Tui-Vigo
Miguel Nóvoa Fuente 1956-1966
José Souto Vizoso 1945-1949 Nomeado Bispo de Palencia
Justo Rivas Fernández 1922-1924 Nomeado Bispo de Plasencia
Ramón Fernández y Balbuena 1911-1922
Severo Araújo y Silva 1906-1910


Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Arquidiocese de Santiago de Compostela