Arquivo Distrital de Braga

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Edifício principal do Arquivo Distrital até 2017.

O Arquivo Distrital de Braga, fundado a 11 de Agosto de 1917 pelo Decreto-lei n.º 3286[1], é a instituição responsável pela preservação documental do Distrito de Braga. O arquivo é o segundo maior de Portugal com mais de um milhão de obras[2], e "detentor do mais rico e importante de todos os cartórios eclesiásticos portugueses: o Cartório do Cabido Bracarense"[3].

O mais antigo documento data de 813[4] e o mais importante é o "Documento da Fundação de Portugal", de 27 de Maio de 1128.[5]

O Arquivo em 1976, Decreto-Lei n.402/73 de 11 de Agosto[6], foi integrado na então recém criada Universidade do Minho.

Actualmente o Arquivo Distrital encontra-se instalado na Rua do Abade da Loureira, num edificio requalificado que inicialmente foi construído para cantina da Legião Portuguesa e em 1974 entregue à Universidade do Minho. O novo espaço, inaugurado a 28 de Abril de 2017, ocupa 5 pisos, com uma área total de cerca de 1400 metros quadrados, dotados de cerca de 16 quilómetros de estantaria.

Ocupava anteriormente um magnífico edifício do antigo Paço Episcopal Bracarense na Praça do Município, mandado construir pelo arcebispo D. José de Bragança, para onde tinha transitado em 1934 após abandonar as instalações do Convento dos Congregados, sua primeira sede.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]