Arte rupestre na região de Ha’il

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pix.gif Arte rupestre na região de Hail na Arábia Saudita *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO
País Arábia Saudita
Tipo Cultural
Critérios (i);(iii)
Referência 1472
Região** Estados Árabes
Coordenadas 25° 30' 0,0" N 9° 0,0' 0,0" E
Histórico de inscrição
Inscrição 2015  (39.ª sessão)
Extensão 2,044 ha (20.440 mt²) // área de proteção = 3,610 ha (36.100 mt²)
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.
** Região, segundo a classificação pela UNESCO.

O sítio Arte rupestre na região de Hail na Arábia Saudita (em árabe: الفنون الصخرية في منطقة حائل) está localizado em uma região desértica e é composto de duas áreas: Jabel Umm Sinman em Jubbah e o Jabal al-Manjor and Raat em Shuwaymisé compreendendo parte da região sudoeste do Grande Deserto de Nefud na Arábia Saudita.

Os melhores e mais antigos exemplos de arte rupestre datada do Neolítico na Arábia Saudita encontram-se na região de Jubbah, a noroeste da cidade de Ha’il, e em Shuwaymis, a sudoeste de Hail e perto da cidade de al-Hayit. O sítio classificado abrange os dois locais: Jabel Umm Sinman, em Jubbah, e Jabal al-Manjor e Raat, em Shuwaymisé. Ficam numa região da sudoeste do Deserto de Nefud que foi antigamente um lugar muito procurado, porque no sopé do monte Umm Sinman existia um lago, hoje desaparecido, que garantia uma fonte de água fresca a homens e animais. Os antepassados dos atuais habitantes árabes deixaram gravados nas rochas traços da sua passagem, representando homens, animais e outras figuras, num conjunto de arte rupestre que cobre dez mil anos de história[1]..

A UNESCO inscreveu o sítio da arte rupestre na região de Ha’il na lista de Património Mundial em 2015[1]

Ha’il está localizado em: Arábia Saudita
Ha’il
Localização na Arábia Saudita

Referências

  1. a b publico.pt. «UNESCO soma 24 sítios à lista do património mundial». Consultado em 7 de maio de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]