Arthur Moric

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Arthur Jorge Fonseca Moric Araújo (Taubaté -SP, 8 de Novembro de 1996) é um cineasta, diretor[1], ator e dublador de cinema brasileiro, iniciou sua carreira dando vida ao personagem Pedrinho e mais tarde ao Visconde de Sabugosa no elenco oficial do Sitio do Pica Pau Amarelo[2]. Atuou em diversos espetáculos, filmes e séries.

Em 2015 saiu de frente das câmeras para o mundo da direção no cinema, onde dirigiu a série Busca ao Tesouro para TV Aparecida, mais de 15 curtas e webséries.

Dirigiu também os longas-metragem[3] Operação Ozônio (2019) e EFEITO PLACEBO (estreia em julho de 2020).

Biografia[editar | editar código-fonte]

Arthur Moric é filho do ator, dublador e comediante Arthur Jorge e da professora e bióloga Vanda Célia. É também neto do Ator e Comediante Arthur Miranda, que ficou conhecido na televisão e no teatro, com trabalhos feitos na Tv: Bandeirantes, Tupi, (rio -sp), Record, TV Manchete e no SBT, com um quadro no programa - A Praça é Nossa.

Arthur Moric seguiu a carreira do seu avô e pai, e sua primeira peça foi aos 08 anos, na montagem do clássico Valsa numero 06, com direção de Paulo Felício.

Se mudou para São Paulo aos 18 anos para estudar cinema e trabalhar como ator em comerciais publicitários. Pouco tempo depois, passou para trás das câmeras, onde iniciou sua carreira como diretor de cinema.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Bastidor do longa-metragem Efeito Placebo


Arthur iniciou sua carreira atuando no teatro, com as peças: Valsa número 6, Enamorados, Macbeth, Sala 17, O palhaço, Era Uma vez um coração, Entre, O Homem do Subsolo, Odisséia, Lisistrata e Comédia dell'árte.

Aos 15 anos, entrou para o elenco oficial do Sítio do Pica Pau Amarelo, no sitio oficial que fica na cidade de Taubaté, dando vida ao personagem Pedrinho e posteriormente ao personagem Visconde de Sabugosa, onde ficou por cinco anos.

Atuou em diversos comerciais publicitários, para marcas como Sky, China in box, Seara, e também atuou na série para GloboPlay, Assédio, e na série Desaparecidos da Netflix.

Arthur Moric estreou na direção no teatro em 2015 com o espetáculo Revolução dos Bichos, e no cinema com o curta-metragem A Ressaca, em 2018. Assinou sua primeira direção de longa-metragem em 2019, com os longas Operação Ozônio e Efeito Placebo.

Na publicidade, assinou a direção de filmes para marcas como: Santander, Banco Neon, Latam, Unimed, entre outros.

Assinou também diversos videoclipes, dirigindo artistas como: Valesca Popozuda, Tainá Costa, Zeider da banda Planta e Raiz, o Rapper Fabio Brazza, a Banda Alma Djem, Karollina, entre outros.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

  • 2016 -
  • 2018 - A Ressaca (curta-metragem)
  • 2019 - Operação Ozônio (longa-metragem)
  • 2019 - Efeito Placebo (longa-metragem)
  • 2020 - Pelos Olhos de Capitu (longa-metragem)

Premiações[editar | editar código-fonte]

Ano Festival Prêmio Obra
2019 Grammy Latino Melhor Videoclipe Pretinho de Favela
2016 Fest Circuito Rio Melhor Diretor ENTRE
2016 Fest Circuito Rio Melhor Ator ENTRE
2014 Mapa Cultural Paulista Melhor Diretor Era Uma Vez um Coração

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]