Aruj

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde novembro de 2017)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.
Baba Aruj.

Aruj (em turco: Oruç Reis, (almirante Oruç) (Lesbos, apróx. 1473–Tunísia,1518), também conhecido como Baba Aruj ou Barbarroja pela cor de sua barba (às vezes Barbarossa, como em italiano), foi um corsario otomano e governador de Argel para a Sublime Porta.

'Aruj foi um entre quatro irmãos: Ishaq, 'Aruj, Ilias e Hizir chamado depois Jaireddín (Defensor da Fé), nascidos nos anos setenta do século XV na ilha de Lesbos (Λέσβος), todos filhos de Yakub Aga e uma mãe cristã grega, Katalina (Katerina), da que dizem ser de Andaluzia e viúva de um sacerdote cristão. Algumas fontes fazem de Yakub um Sipahi, uma espécie de cavaleiro feudal, enquanto outras o convertem em jenízaro originario de Vardar, para perto de Salonica.

Os quatro irmãos começaram como marinheiros e corsários no Mediterrâneo, para contrariar a atividade corsária da Ordem Soberana e Militar de Malta da ilha de Rodes. Ilias morreu durante uma expedição comercial, e 'Aruj foi feito prisioneiro em Rodas e vendido como escravo. 'Aruj escapou do cativeiro e chegou a Itália, e depois foi para o Egito. Conseguiu uma audiência com o sultão Qansoh a o-Ghuri, que estava a organizar uma frota de barcos dirigidos à Índia. O sultão deu-lhe o comando de um barco, com o que 'Aruj, a partir de sua base em Alejandría atacou ilhas do Mediterrâneo controladas pelos cristãos.

Por volta de 1505 'Aruj conseguiu tomar mais três barcos e estabeleceu sua base na ilha de Djerba, transladando suas operações ao Mediterrâneo ocidental. Sua fama cresceu entre 1504 e 1510, anos que transportou muçulmanos mudéjares da Espanha cristã ao norte de África. Já se conhecia como Baba Aruj, ou Baba Oruc (cujo significado é 'Pai Aruj'), pelos paternais cuidados que oferecia aos muçulmanos precisados. De uma corruptela de Baba Aruj, surge o nome Barbarroja (ou sua versão italiana: Barbarossa). Em 1516, Aruj tomou Argel e depois Tremecén, ocasionando a fuga de Abu Hamo Musa III. Abu Zayan conspirou contra ele, de modo que Aruj o fez executar e se declarou governador de Argel.

Foi famoso por pôr velas nos canhões que transportava pelos desertos do norte de África. O melhor meio de proteger Argel e o norte de África contra Espanha era se unir ao Império otomano, o principal rival dos espanhóis. Para isso, teve que renunciar ao título de Sultão de Argel. Os otomanos nomearam-no governador de Argel e governador em Chefe do Mediterrâneo ocidental e prometeram apoiar-lhe. Em 1518 'Aruj morreu numa batalha contra os espanhóis, que tentavam retomar Tremecén. Morreu à idade de 55 anos, e seu irmão Jaireddín tomou seu lugar, seu nome (Barbarroja) e sua missão.

Enlaces externos[editar | editar código-fonte]