Arundhati Roy

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Arundhati Roy
Nome completo Suzanna Arundhati Roy
Nascimento 24 de novembro de 1961 (55 anos)
Nacionalidade  Índia
Ocupação Escritora e ativista
Prémios Man Booker Prize (1997)
Magnum opus O Deus das Pequenas Coisas

Suzanna Arundhati Roy (24 de Novembro de 1961) é uma escritora, novelista e activista anti-globalização indiana. Foi a primeira pessoa indiana a vencer o Man Booker Prize[1] pela sua primeira novela, O Deus das Pequenas Coisas, em 1997. Em 2002 venceu o Lannan Cultural Freedom Prize.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filha de mãe cristã e pai hindu, estes divorciaram-se. A mãe era doente asmática e foi mal recebida pela família após o divórcio.[2].

Foi a primeira mulher indiana a receber Man Booker Prize. Após recebê-lo, doou-o a um movimento social.

Obras publicadas[editar | editar código-fonte]

Ficção[editar | editar código-fonte]

  • O Deus das Pequenas Coisas - no original The God of Small Things (1997)
  • O Ministério da Felicidade Suprema - no original The Ministry of Utmost Happiness (2017)

Não Ficção[editar | editar código-fonte]

  • The End of Imagination (1998) - Crítica a política nuclear da Índia.
  • The Cost of Living (1999) Contém os ensaios "The Greater Common Good" e "The End of Imagination."
  • The Greater Common Good (1999)
  • The Algebra of Infinite Justice (2002) Colectânea de ensaios: "The End of Imagination," "The Greater Common Good," "Power Politics", "The Ladies Have Feelings, So...," "The Algebra of Infinite Justice," "War is Peace," "Democracy," "War Talk" e "Come September."
  • Power Politics (2002)
  • War Talk (2003)
  • An Ordinary Person's Guide To Empire (2004)
  • Public Power in the Age of Empire (2004)
  • The Checkbook and the Cruise Missile: Conversations with Arundhati Roy. Entrevista por David Barsamian (2004)
  • The Shape of the Beast: Conversations with Arundhati Roy (2008)
  • Listening to Grasshoppers: Field Notes on Democracy (2009)
  • Broken Republic: Three Essays (2011)
  • Walking with the Comrades (2011)
  • Kashmir: The Case for Freedom (2011)
  • The Hanging of Afzal Guru and the Strange Case of the Attack on the Indian Parliament (2013)
  • Capitalism: A Ghost Story. Haymarket Books (2014)

Referências

  1. «ARUNDHATI ROY - A LIFE FULL OF BEGINNINGS AND NO ENDS». chitram.org. Consultado em 20 de Agosto de 2012 
  2. Jornal Expresso (7 de Agosto de 2017). Revista E, pág. 62.
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) escritor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.