As Aventuras de Pedro Malasartes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde abril de 2013). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
As Aventuras de Pedro Malasartes
 Brasil
1960 •  PB •  95 min 
Direção Amácio Mazzaropi
Argumento Galileu Garcia
Roteiro Ismael Porto e Marco Cezar (roteiro e adaptação)
Elenco Amácio Mazzaropi
Geny Prado
Nena Viana
Benedito Liendo
Alvin Fernandes
Genésio Arruda
Dorinha Duval
João Batista de Souza
Género Comédia
Direção de fotografia Rodolfo Icsey
Idioma Português
Página no IMDb (em inglês)

As Aventuras de Pedro Malasartes[1] (ou "Malazartes", na ortografia da época) é um filme de Mazzaropi produzido em 1960, sendo estrelado por este e por Geny Prado. Números musicais com Lana Bitencourt, Conjunto Farroupilha, além do próprio Mazzaropi.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Pedro Malasartes (conhecido personagem da cultura oral popular) é enganado por seus dois irmãos que lhe roubam o dinheiro, o gado e a fazenda do pai recém-falecido. Agora, apenas com um velho tacho, um ganso e uma trouxa de poucas roupas na mão, Pedro abandona a fazenda e a noiva Maria, decidido a vagar para longe em busca de uma vida melhor. No caminho, ele encontra garotos abandonados que acabam por conquistar seu coração mole, e com o objetivo de ajudá-los, Pedro passa a aplicar diversos golpes nas pessoas que encontra pelo caminho, contando mentiras para vender-lhes coisas como o tacho que ele diz ser mágico e que cozinha sozinha ou ganso que segundo ele é falante e pode materializar objetos. Aos poucos, a lista de pessoas enganadas só vai aumentando e Pedro se vê metido numa série de confusões, tentando fugir de seus vários perseguidores, que após encontrarem o seu paradeiro, levam Pedro para os tribunais.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

  • Amácio Mazzaropi .... Pedro Malasartes
  • Geny Prado .... Maria
  • Nena Vianna .... Marcolina (mulher da carroça enganada por Pedro, com a história do raro passarinho "Furta-cor")
  • Noêmia Marcondes
  • Genésio Arruda .... homem que entra dentro do saco "enganado" com a história da filha do Rei
  • Machadinho (radialista) ..... Juiz do julgamento de Pedro (creditado como Augusto Machado de Campos)
  • Oswaldo de Barros
  • Dorinha Duval .... esposa do "enganado" com a história do ganso mágico
  • Benedito Liendo .... Fazendeiro gordo enganado com a história do tacho que cozinha sem fogo
  • Alvin Fernandes .... homem enganado com a história do ganso mágico
  • Nicolau Guzzardi .... Fazendeiro italiano (enganado com a história da "árvore de dinheiro")
  • Kleber Afonso .... advogado de defesa de Pedro
  • Ernani de Almeida
  • Hermes Câmara ...... Frei Antônio
  • Penacho
  • José Soares
  • Araken de Oliveira
  • Maury Viveiros
  • Marthus Mathias .... Diretor do orfanato
  • João Batista de Souza .... menino abandonado
  • Hamilton Saraiva .... Irmão de Pedro
  • Péricles de Almeida .... menino abandonado

Citação[editar | editar código-fonte]

Diretor do orfanato: O senhor tem família?
Pedro: Tenho dois irmãos
Diretor do orfanato: São vivos?
Pedro: O único vivo sou eu, os outros dois trabalham!

Números musicais[editar | editar código-fonte]

Notas

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.