As Nuvens

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

As Nuvens é uma peça do autor grego Aristófanes, encenada no ano de 423 a.C. A comédia é dirigida contra os sofistas, que o comediógrafo confunde com Sócrates (por ser o filósofo de maior destaque naquela época). O autor revolta-se contra as propostas pedagógicas e éticas dos sofistas, pretendendo evidenciar as fatais conseqüências desta educação nova.

Aristófanes critica esses pensadores principalmente por seus princípios éticos e pedagógicos, além de acusá-los de ateísmo. O comediógrafo aponta os sofistas como imorais e sem ética, já que a sua retórica tinha dois argumentos, o Justo e o Injusto, sendo que o argumento Injusto é vencedor no confronto dos dois. Além disso, ele critica o fato destes educadores serem remunerados, o que para ele não passa de um estelionato, e a predileção dos sofistas pela retórica. Outra crítica encontrada em As nuvens, é a feita a uma nova elite ateniense, personificada por Fidípides, perdulária e avessa a valores tradicionais, como o trabalho, que se faz presente na figura de Estrepsíades.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • Dover, K.J. (1970). Aristophanes: Clouds Oxford University Press [S.l.] 
  • Pierre Brulé, "Les Nuées et le problème de l'incroyance au Ve siècle", in Pierre Brulé (ed.), La norme en matière religieuse en Grèce ancienne. Actes du XIIe colloque international du CIERGA (Rennes, septembre 2007) (Liège, 2009) (Kernos Supplément, 21), 49-67.
  • Irvine, Andrew David (2008). Socrates on Trial: A play based on Aristophanes' Clouds and Plato's Apology, Crito, and Phaedo, adapted for modern performance (Toronto: University of Toronto Press).  ISBN 978-0-8020-9783-5 (cloth); ISBN 978-0-8020-9538-1 (paper)