Asa Norte

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Asa Norte
  Bairro do Brasil  
Asa Norte - Brasília
Asa Norte - Brasília
Localização
Município Brasília
Características geográficas
População total 116,744 hab.
 • IDH 0.957
Outras informações
Rendimento médio mensal 18,12 salários mínimos
Fonte: http://www.codeplan.df.gov.br/component/content/article/261-pesquisas-socioeconomicas/319-pdad-2015.html/

Asa Norte é um bairro da região administrativa de Brasília, no Distrito Federal. Tombado pela Unesco junto com o Plano Piloto, a Asa Norte figura entre os bairros com maiores índices de qualidade de vida no Brasil.

A região é local de moradia de diversos políticos, jornalistas, funcionários do alto escalão, artistas além de vasto público universitário. É uma região valorizada no DF, que possui imóveis de alto valor de mercado e habitantes com alto poder aquisitivo.[1]

A Asa Norte possui um arranjo urbano estruturado no conceito de "cidade-parque" que valoriza a predominância de áreas verdes e arborizadas entre os edifícios urbanos residenciais.

História

O Plano Piloto, incluindo as "asas" residenciais, começou a ser construído em 1958.

A Asa Norte surgiu junto do restante do Plano Piloto de Lúcio Costa, como parte da zona residencial do projeto.

No item 16 do relatório justificativo, Lúcio Costa coloca, pela primeira vez, a ideia das sequência de quadras em torno do Eixo Rodoviário, com árvores para garantir as sombras e o passeio, e a organização e tamanho dos blocos dentro das superquadras - termo que surge ali pela primeira vez. Já no item 21, ele cria a numeração das quadras e divide a cidade em norte e sul a partir do Eixo Monumental, divisão do qual surgirá o ponto cardeal no nome da Asa Norte. A partir da definição do plano, as edificações na Asa Norte foram sendo progressivamente feitas desde 1958.[2]

O nome

Apesar da crença popular de que a Asa Norte seria literalmente uma das asas do "avião" que forma o desenho de Brasília - crença também alimentada pelo fato do projeto ser nomeado Plano Piloto. Sabe-se que Lúcio não pensava em um avião quando desenhou a cidade, mas sim em uma cruz - o Eixo Rodoviário, que forma as "asas", é curvado, mas para se adaptar ao terreno e não por algum tipo de desenho intencional. O termo "Plano Piloto" foi, na verdade, citado por Le Corbusier em um sentido de "plano geral", numa carta a José Pessoa sobre um possível projeto para Brasília em 1955, e acabou permanecendo.[3] Já o termo "asa" é, na verdade, a mesma coisa que "ala", ou seja, uma porção ou um lado de um projeto - Lúcio Costa, nascido na França, foi educado na Inglaterra e na Suíça e estudava projetos estrangeiros, e provavelmente usou asa pois as palavras asa e ala, nas línguas inglesa e francesa, são um único termo (wing e aile, respectivamente) e o uso do sinônimo não seria estranho para ele.[4]

Subdivisões

O Parque Olhos d'Água e as superquadras da Asa Norte.

A Asa Norte é uma das áreas que compõem o Plano Piloto de Brasília (junto com a Asa Sul, Sudoeste/Octogonal, Noroeste e Cruzeiro).[5] Assim como a Asa Sul, é cortada pelo Eixo Rodoviário de Brasília, o popular Eixão, uma via expressa de seis faixas e pelos chamados "Eixinhos" W (do inglês West, oeste) e L (leste). Ambas são formadas por Quadras, Superquadras e Entrequadras, numeradas de 202 a 216, 402 a 416, 602 a 611 a leste do Eixão e 101 a 116, 301 a 316, 502 a 516, 701 a 716 e 901 a 916 na parte a oeste do Eixo Rodoviário. Diferente da Asa Sul, não existem as quadras 800.

Quadras 900 - Setor de Grandes Áreas Norte (SGAN) - Região destinada a instituições de interesse público, universidades, escolas, associações, igrejas, além de alguns prédios residenciais.

Quadras 700 - constituídas majoritariamente de casas e prédios de 3 e 6 andares. Também possui comércio nas margens da via W3 Norte.

Quadras 500 - quadras comerciais que abrigam do comercio varejista a prédios de orgãos públicos, tribunais e etc.

Quadras 300 - Superquadras Norte (SQN): constituídas de até 14 prédios residenciais (blocos) de 6 andares

Quadras 100 - Superquadras Norte (SQN): constituídas de até 14 prédios residenciais (blocos) de 6 andares. As quadras encontram-se ao longo do eixo rodoviario e eixinho W.

Quadras 200 - Superquadras Norte (SQN): constituídas de até 14 prédios residenciais (blocos) de 6 andares. As quadras encontram-se ao longo do eixinho L.

Quadras 400 - Superquadras Norte (SQN): constituídas de até 20 prédios residenciais (blocos) de 3 andares. Quadras que margeiam a via L2 Norte.

Quadras 600 - Setor de Grandes Áreas Norte (SGAN) Composta por diversas instituições privadas e publicas, hospitais, instituições de Ensino e etc.

Os prédios residenciais de 6 andares das SQNs 100, 200 e 300 foram idealizados por Lúcio Costa à semelhança da experiência do urbanista com o Parque Guinle (RJ) e idealizados em uma estética utilitarista, minimalista e concretista herdada do modernismo francês e da escola de design alemão Bauhaus.

No modelo de prédios de Brasília foi inserido o uso predominante de pilotis com o intuito de integrar as áreas públicas e os espaços embaixo dos prédios, seguindo os cinco pontos da nova arquitetura, defendidos pelos Congressos Internacionais de Arquitetura Moderna e seus líderes, como Le Corbusier.

Comércio local do Plano Piloto - 1962

Entre as Superquadras, há as Comércios Locais (CLN), com padarias, lojas, restaurantes, farmácias, etc.[6]

A Asa Norte tombada pelo UNESCO como Patrimônio Histórico da Humanidade, no dia 7 de dezembro de 1987.

Vista aérea do centro do Plano Piloto de Brasília com toda a área residencial da Asa Norte no meio da imagem, ao fundo. É visível o Eixo Rodoviário (Eixão) e a arborização entre as superquadras.

Outras Subdivisões

A CLN 205/206 é chamada de "Babilônia Norte".[7] A entrequadra possui uma arquitetura unificada e diferenciada composta da união de arcos que remetem à arquitetura islâmica. A frente dos prédios da entrequadra é virada para a quadra residencial (o inverso de todas as outras entrequadras do Plano Piloto) e o local possui terraços com jardins chamados de "oásis" ou "jardins suspensos". Atualmente, o local foi revitalizado e abriga estúdios de arte, além de sediar atividades artísticas e eventos culturais. Antigamente, a quadra abrigava a Associação Judaica de Brasília.

O "Baixo Asa Norte" é uma região boêmia, com a maior concentração de bares do Plano Piloto, e compreende as entrequadras CLN 408/409 e 412/413. O nome do local se deu em referência ao Baixo Augusta em São Paulo e o Baixo Gávea no Rio de Janeiro. A região também foi apelidada de "Quadrilátero da Bebida" por possuir dezena de bares, além de lanchonetes e outros estabelecimentos para lazer e diversão do público jovem e universitário.[8]

Infraestrutura

O bairro conta com uma boa infraestrutura de lazer, moradia, transporte, educação, o que torna o bairro bastante valorizado.

Comércio

Fachada do Brasília Shopping.
Setor Hoteleiro Norte visto da Torre de TV de Brasília.

Na Asa Norte possui cinco principais shoppings, entre eles o Conjunto Nacional, o Brasília Shopping , o Boulevard Shopping Brasília, o Liberty Mall e o Shopping ID, este ultimo especializado em móveis e decoração.

No bairro também se localizam diversos supermercados (três Big Box, dois Carrefour Bairro e dois Pão de Açucar) e 3 hipermercados (Carrefour, Extra e Walmart), farmácias, restaurantes, pizzarias, redes de fast-food, hospitais públicos e particulares, parques, hotéis (como o Mercure), emissoras de televisão (TV Globo Brasília e Rede TV Brasília), postos de combustíveis (Petrobras, Jajour e Shell), limpeza automotiva, bares, igrejas, concessionárias (Citroën, Honda, Hyundai e Kia) e várias lojas.

Ensino

Encontra-se na Asa Norte uma grande quantidade de escolas como o Colégio Marista João Paulo II, e o Sigma, este contando duas unidades na Asa Norte, além do Leonardo da Vinci.

Dentro do bairro, no que se refere a Ensino Superior, são localizados o principal campus da Universidade de Brasília (UNB), a Fundação Getulio Vargas, o Ibmec Educacional, o Campus I do UniCEUB, o campus norte do Centro Universitário Euroamericano (Unieuro), o Campus Norte do IESB e o um campus do Instituto Federal de Brasília.

Saúde

O Principal hospital público da Asa Norte é o Hospital Regional da Asa Norte (HRAN) seguido do Hospital Universitário de Brasília. No bairro também encontram-se diversos hospitais privados e clinicas especializadas.

Parques

Parque Olhos D'Água

O principal parque da Asa Norte é o Parque Olhos D'Água que está localizado nas quadras 413 e 414.

Ao final da quadra 416 encontra-se uma área de lazer com deck para caminhada, banho e atividades à beira do lago Paranoá chamada de Calçadão da Asa Norte.

A Asa Norte ainda conta com o Arboreto da Universidade de Brasília, um corredor ecológico dedicado a pesquisa pelos alunos e professores da Universidade.

O Bosque Norte-Leste é um bosque localizado nas entrequadras 216 e 416. É administrado pela Prefeitura da 416 Norte.[9] O local também é conhecido como "Pico do Pôr do Sol".

O Parque Estação Biológica (PqEB) é localizado no final da Asa Norte. Nele é localizado a sede principal da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária.

Religião

A Paróquia São Francisco de Assis foi inaugurada em 4 de dezembro de 1981 e é a maior igreja da Asa Norte.

O Grande Oriente do Distrito Federal é localizado na 415 Norte.

O Centro Islâmico do Brasil é localizado na Asa Norte. O local foi abandonado depois que um incêndio destruiu o local em 1980.

O Templo de Brasília de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias foi anunciado por Thomas S. Monson em 2 de Abril de 2017.[10] Com 2.320 metros, será o maior templo religioso do Distrito Federal.[11] A abertura de terras será realizada no dia 26 de setembro de 2020.[12] O Templo é localizado na Quadra 612 Norte.

Transporte

O bairro ainda não possui metrô, apesar de o projeto de expansão do Metrô-DF para a Asa Norte se dá desde sua inauguração, há quase 30 anos atrás.[13]

A primeira estação da Asa Norte está em processo de elaboração e se chamará Estação HRAN.[14][15]

A saída da Asa Norte em direção a Sobradinho se chama Saída Norte, que desde 2011 passa pelo Projeto Nova Saída Norte. Existe o plano de construção de uma nova ponte para o Lago Norte, passando pelo Setor Habitacional Taquari.[16][17] O projeto foi feito por Oscar Niemeyer.[18]

A primeira etapa do projeto foi concluída, com a reforma da Ponte do Bragueto, construção de duas pontes auxiliares e a construção do Complexo Viário Joaquim Domingos Roriz, mais conhecido como Trevo de Triagem Norte. (TTR).[19]

Avenidas

  • Via N1 (Eixo Monumental - Sentido Rodoferroviária)
  • Via N2 - entre os Setor Hoteleiro Norte (SHN) e o Setor Comercial Norte (SCN)/ entre os Ministérios e seus Anexos
  • Via N3
  • Via N4
  • Via W5 Norte - entre as entrequadras 700/900 e as quadras 900 (Possui escolas e igrejas)
  • Via W4 Norte - entre as quadras 700 e as entrequadras 700/900
  • Via W3 Norte - entre as quadras 500 e 700 (Área comercial. Possui escolas, shoppings, bancos, lojas, entre outros)
  • Via W2 Norte - entre as quadras 300 e 500
  • Via W1 Norte - entre as quadras 100 e 300
  • Eixo W Norte (Eixinho)
  • Eixo Rodoviário Norte (Eixão) - via expressa que liga a Asa Norte à Asa Sul.
  • Eixo L Norte (Eixinho)
  • Via L1 Norte - entre as quadras 200 e 400
  • Via L2 Norte - entre as quadras 400 e 600
  • Via L3 Norte - entre as quadras 600 e 800 = Perpassa o Campus Universitário Darcy Ribeiro, principal campus da Universidade de Brasília.
  • Via L4 Norte - entre as quadras 800 e o Setor de Clubes Esportivos Norte (SCEN)

Esporte e Cultura

Carnaval na Asa Norte

No Setor de Clubes Norte está localizada a sede da escola de samba Acadêmicos da Asa Norte. Fundada em 1969 como um bloco de Carnaval, em 1973 se transformou em uma escola de samba.[20]

A escola ganhou sete desfiles oficiais de carnaval. A campeã absoluta é o ARUC, que ganhou 31 dos 48 desfiles dos quais participou.

O principal bloco de Carnaval da Asa Norte é o Galinho de Brasília.[21]

Esportes

A Asa Norte conta com algumas equipes esportivas, como o Desportivo UNB, Minas Brasília Tenis Clube e CRESSPOM.[22][23]

Na década de 70, a Associação Atlética Asa Norte e o Flamengo Atlético Clube faziam o maior clássico de futebol da Asa Norte.[24]

Ver também

Setor Comercial Norte

Mocidade Independente do Gama

Galinho de Brasília

Referências

  1. «Metro quadrado de Brasília é o segundo mais caro do país». Consultado em 12 de setembro de 2015 
  2. «Relatório de Lúcio Costa». brazilia.jor.br. Consultado em 28 de julho de 2020 
  3. Tavares, Jeferson (julho de 2007). «50 anos do concurso para Brasília – um breve histórico (1)». vitruvius. Consultado em 22 de julho de 2020 
  4. «Avião ou borboleta? Entenda as inspirações de Lúcio Costa para o projeto de Brasília». G1. 4 de junho de 2019. Consultado em 22 de julho de 2020 
  5. «Concepção Urbanística de Brasília» (PDF). Governo do Distrito Federal. 1987. Consultado em 12 de setembro de 2015 
  6. http://www.sedhab.df.gov.br/desenvolvimento-urbano/planejamento-urbano/ppcub.html
  7. «Peculiar e intensa Babilônia». quadrado. Consultado em 12 de setembro de 2015 
  8. Braziliense, Correio. «Endereços culturais do DF são rebatizados pela população com nomes afetivos». Consultado em 12 de setembro de 2015 
  9. «6 Iniciativas voluntárias que transformam a vida de diferentes cidades do Brasil - Quadra 416 Norte». Portal Aprendiz. Consultado em 2 de setembro de 2020 
  10. https://www.thechurchnews.com/pt/templos/2020-03-02/ilustracao-templo-de-brasilia-brasil-sud-4818/
  11. https://maisfe.org/noticias-locais/templo-de-brasilia/
  12. https://noticias-br.aigrejadejesuscristo.org/artigo/a-igreja-anuncia-data-da-cerimonia-de-abertura-de-terra-do-templo-de-brasilia?fbclid=IwAR3veg9jR_oKEQyZxILjZDIvmZ2U9-6NfsmYfMtNcUsZW07qaHph1O7YvXo
  13. «GDF conclui estudos para chegada do metro na Asa Norte». GPS. 18 de agosto de 2020 
  14. «Metrô realiza licitação para a expansão da via e novas estações - Sindser». Consultado em 22 de janeiro de 2013. Arquivado do original em 13 de outubro de 2013 
  15. «Expansão do Metrô DF deverá ter início neste ano» 
  16. SEMOG. «Estudo de Viabilidade do Projeto Nova Saída Norte» (PDF). Governo do Distrito Federal. Consultado em 1 de setembro de 2020 
  17. MPDF. «Parecer Técnico nº 06/2017 – SUPLAM/SEMA - Análise da proposta de parcelamento do Setor Habitacional Taquari» (PDF). Governo do Distrito Federal. Consultado em 1 de setembro de 2020 
  18. Brasília, Agência (7 de fevereiro de 2019). «Conheça o projeto da nova ponte do Lago Norte». GDF 
  19. Brasília, Agência (30 de agosto de 2019). «DER/DF libera mais um trecho da obra do Trevo de Triagem Norte». GDF 
  20. «Escola de Samba Acadêmicos da Asa Norte promove ensaio geral nesta sexta». Correio Braziliense. Consultado em 21 de agosto de 2020 
  21. RANYELLE ANDRADE. «Galinho de Brasília leva 6 mil pessoas às ruas da capital». Metrópoles. Consultado em 2 de setembro de 2020 
  22. DF Sports. «Com parada na Justiça, Segundona Candanga começa neste sábado». DF Sports. Consultado em 25 de junho de 2017 
  23. «O futebol de campo feminino é Campeão!!! - Minas Brasília Tenis Clube». Minas Brasília Tenis Clube. 13 de julho de 2018. Consultado em 23 de agosto de 2018. Arquivado do original em 24 de agosto de 2018 
  24. «Asa Norte e Flamengo jogam domingo». Brasilia. Correio Braziliense (01787): 5. 1 de abril de 1966 

Ligações externas