Assalto de Norrmalmstorg

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Assalto de Norrmalmstorg ocorreu próximo à praça Norrmalmstorg, localizada no centro da área comercial de Estocolmo, capital da Suécia. Em 23 de agosto de 1973, três mulheres e um homem foram feitos reféns em um assalto a um banco de Estocolmo, que durou 6 dias.[1][2] Para a surpresa de todos, os reféns desenvolveram uma relação especial com os raptores, que hoje é conhecida como Síndrome de Estocolmo. Apesar do que se acredita, a história de que duas delas acabaram se casando com eles não é verdadeira.[3]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Norrmalmstorgsdramat». Nationalencyklopedin (em sueco). Consultado em 1 de agosto de 2013. (pede subscrição (ajuda)) 
  2. Sherwood, Jody (5 de maio de 2006). «'Stockholm Syndrome' robber turned away by police». The Local. Consultado em 30 de outubro de 2010 
  3. de Fabrique, Nathalie; Romano, Stephen J.; Vecchi, Gregory M.; van Hasselt, Vincent B. (julho de 2007). «Understanding Stockholm Syndrome» (PDF). Law Enforcement Communication Unit. FBI Law Enforcement Bulletin. 76 (7): 10–15. ISSN 0014-5688. Consultado em 17 de novembro de 2010 
Ícone de esboço Este artigo sobre direito é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.