Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde maio de 2011).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro
Brasão do estado do Rio de Janeiro.svg
Tipo
Tipo Unicameral
Liderança
Jorge Picciani, (PMDB)
desde 2015
Estrutura
Membros 70 deputados
Sede
Palácio Tiradentes 2.JPG
Palácio Tiradentes, Rio de Janeiro, RJ
Site
http://www.alerj.rj.gov.br/

A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (ALERJ) é o órgão de representação proporcional e unicameral do Poder Legislativo através dos deputados estaduais do estado do Rio de Janeiro [1].

É sediada no Palácio Tiradentes, onde funcionou a Câmara dos Deputados do Brasil, localizado no Centro da cidade do Rio de Janeiro.

História[editar | editar código-fonte]

Antiga Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, atual Câmara Municipal de Niterói.

A ALERJ atual descende da fusão entre a Assembleia Legislativa do Estado da Guanabara e a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (antigo), após a promulgação da Lei complementar número 20.[2] Sua sede, desde a fundação, é o Palácio Tiradentes, situado na Rua da Assembleia, no Centro da cidade do Rio de Janeiro, onde anteriormente funcionava a ALEG e, até 1960, a Câmara dos Deputados do Brasil. Ainda na década de 1970, cria-se o anexo ao Palácio Tiradentes - o "Palácio 23 de Julho" - onde se situam os gabinetes dos parlamentares.

A ALERJ planejou mudar sua sede para o bairro Cidade Nova, na região central do Rio de Janeiro [3]. O projeto prevê a construção de duas torres de 20 andares para abrigar os trabalhos da Casa. Com isso, o Palácio Tiradentes seria convertido em museu e o Palácio 23 de Julho seria demolido. Atualmente, o Edifício Lúcio Costa, que foi sede do Banco do Estado do Rio de Janeiro (BANERJ), está sendo reformado a fim de abrigar os gabinetes dos deputados estaduais e as áreas administrativas da assembleia.[4]

Legislaturas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Antônio Werneck (6 de abril de 2017). «Alerj decide que créditos expirados do RioCard vão para fundo do governo». O Globo. Consultado em 10 de abril de 2017. Cópia arquivada em 10 de abril de 2017 
  2. Rafael Zuma. «Histórico». Consultado em 27 de abril de 2017 
  3. Hanrrikson de Andrade (4 de setembro de 2014). «Com reforma de R$ 18 mi, prédio da Alerj dará lugar a Museu da Democracia». UOL notícias - Política. Consultado em 10 de abril de 2017 
  4. Rezende, Constança (17 de outubro de 2015). «Alerj muda para prédio do Banerjão». O Dia. Consultado em 23 de agosto de 2017 
  5. Rafael Zuma. «Arquivos/Legislatura nos Arquivos da ALERJ». Consultado em 27 de abril de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]