Associação Bauru Basketball Team

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bauru
Bauru logo
Nome completo Associação Bauru Basketball Team
Alcunha Dragão
Dragão da Sem Limites
Torcedores Bauruense
Mascote Dunk (Dragão)
Ligas Brasil NBB
São Paulo Campeonato Paulista
Fundação 1994 (23 anos) (como Luso/Tilibra/Bauru)
Arena Ginásio Panela de Pressão
Arena Capacidade 2.000 pessoas
Localização Bauru, SP, Brasil
Cores Verde, Branco, Preto, Laranja
                   
Presidente Brasil Roberto Fornazari
Treinador Brasil Demétrius Ferracciú
Capitão do Time Brasil Alex Garcia
Títulos 1 Liga das Américas
1 Liga Sul-Americana
2 Campeonato Brasileiro
3 Campeonato Paulista
Números Aposentados 1 (4)
Material esportivo Brasil Overtime
Patrocinador Principal Brasil Sendi Engenharia
Website www.baurubasket.com.br

A Associação Bauru Basketball Team, por razões de patrocínio Sendi/Bauru, ou simplesmente Bauru Basket, ou ainda Bauru Basquete, é um tradicional clube de basquete brasileiro, com sede em Bauru, São Paulo.

História[editar | editar código-fonte]

A história do basquete profissional de Bauru começa em 1994,[1][2] quando a empresa de materias escolares Tilibra faz uma parceria com o clube poliesportivo bauruense Luso, tendo no primeiro ano de atividades apenas as categorias de base disputando campeonatos. Em 1995, a equipe adulta foi montada e, sob o nome de Luso/Tilibra/Unimed/Bauru conquistou o sexto lugar no Campeonato Paulista da Série A-2.[2] Em 1996, novamente com o nome de Luso/Tilibra/Bauru, é campeão da Série A-2,[3] batendo na decisão a equipe do Trianon Clube de Jacareí.[4] Em 1997, já como Tilibra/Copimax/Bauru, fica em nono lugar do Campeonato Paulista; em 1998 conquista o quinto lugar, colocação que credenciou a equipe disputar pela primeira vez o Campeonato Nacional no ano de 1999.[5] Em sua primeira participação no Brasileiro a equipe termina em quarto lugar. Nesse mesmo ano o Tilibra/Copimax/Bauru disputa seu primeiro torneio internacional, o Campeonato Sul-Americano de Clubes Campeões[6] e fica com o vice campeonato, perdendo a final para o forte time do Vasco da Gama na prorrogação.[7] O primeiro título paulista veio em 1999. Na ocasião, a equipe bauruense levou a melhor na final sobre a tradicional equipe do Franca por 3 x 1.[8] No ano seguinte as duas equipes voltaram a se encontrar na final do Paulista, mas desta vez com vitória dos francanos por 3 x 0.[9] Também no ano de 2000 a equipe bauruense mudou a sua denominação, de Associação Luso Brasileira de Bauru passou a ser Associação Bauru Basquete Clube. Após campanhas medianas nos campeonatos seguintes, o Bauru foi campeão brasileiro de 2002 como Tilibra/Copimax/Bauru, derrotando na decisão o Araraquara por 3 X 0.[10] Na equipe estavam jogadores consagrados e experientes como Josuel, Raul, Vanderlei, Brasília, Jeffty; e também jovens e promissores jogadores como Marquinhos, Murilo Becker e Leandrinho que hoje são nomes de destaque.[11]

Após o título brasileiro, os patrocinadores (Tilibra e Copimax) deixaram a equipe que passou a se chamar Bauru Basquete, pois não teve patrocinador máster naquela época.[12] Mesmo sem patrocínio e com uma equipe jovem, o Dragão conquistou o terceiro lugar no Sul-Americano de Clubes Campeões de 2002, realizado no Chile.[13] Ao final do Campeonato Brasileiro de 2003, o Bauru Basquete se licenciou,[14] voltando apenas no fim de 2004 como Sukest/Bauru. Em 2005, a equipe, com o nome de Plasútil/Sukest/Bauru foi vice-campeã do Torneio Novo Milênio,[15] mas no segundo semestre de 2006 o clube encerrou suas atividades por falta de apoio e patrocínio.[16]

Em setembro de 2007, o projeto do basquete voltou às atividades com a refundação da equipe,[10] surgindo a Associação Bauru Basketball Team que contou com o patrocínio da empresa GRSA.[17] Após a volta, a equipe com o nome de GRSA/Bauru, participou da Supercopa de Basquete e a Copa Ouro (torneios que contavam apenas com equipes do estado de São Paulo), realizados em 2008. No segundo semestre do mesmo ano, disputou também o Campeonato Paulista.[18][19] Em janeiro de 2009, o GRSA/Bauru participou do NBB 2008-09, primeira edição do torneio organizado pela Liga Nacional de Basquete, a qual foi um dos fundadores. Posteriormente, com a Itabom se unindo ao projeto em 2009, a equipe adotou o nome de GRSA/Itabom/Bauru. Em 2010, a GRSA anunciou sua saída do projeto. Em 2012, após um hiato de dez anos, o Bauru voltou a participar de competições internacionais. A equipe do Itabom/Bauru foi anfitriã da primeira fase da Liga das Américas, e logo em seguida participou do Torneio Interligas.[20][21] No segundo semestre de 2012, apos a saída da Itabom, o Bauru acertou com um novo patrocinador máster, a Paschoalotto Serviços Financeiros.[22] A parceria logo rendeu bons resultados. A terceira colocação do Paschoalotto/Bauru na quinta edição do NBB foi apenas o início. Em 2013, a categoria de base do Bauru foi campeão da Liga de Desenvolvimento de Basquete (LDB) de 2012-13, o Campeonato Brasileiro sub-22.[23] Também em 2013, o Paschoalotto/Bauru conquistou pela segunda vez em sua história o Campeonato Paulista de Basquete (a primeira conquista foi como Tilibra/Copimax/Bauru em 1999) ao vencer o Paulistano por 3 x 0 na série final.[24][25]

No segundo semestre de 2014, o clube trouxe grandes reforços como Robert Day, Jefferson Willian, Rafael Hettsheimeir e Alex Garcia. Estes se juntaram à boa base da equipe que já contava com Larry Taylor, Ricardo Fischer, Murilo Becker e Gui Deodato. Como resultado, a temporada 2014-15 foi a mais vitoriosa do Bauru em toda sua história. A equipe do Paschoalotto/Bauru conquistou: o bicampeonato paulista (terceiro titulo estadual no total) ao vencer o Limeira por 3 x 1 no playoff final;[26][27] os Jogos Abertos do Interior;[28][29] a Liga Sul-americana 2014 (invicto) depois de vencer o Mogi por 79 x 53;[30] a Liga das Américas 2015 (invicto) depois de derrotar o Pioneros (MEX) por 86 a 72;[31] e o vice-campeonato do NBB 2014-15, após estabelecer no decorrer do campeonato o recorde de vitórias consecutivas e de invencibilidade da competição.[32] Com o título da Ligas das Américas, o Bauru disputou no segundo semestre de 2015 a Copa Intercontinental (Mundial de Clubes) contra o campeão da Euroliga de basquete do mesmo ano (Real Madrid).[33] Após fazer história e vencer o primeiro jogo por 91 a 90, o Paschoalotto/Bauru perdeu o segundo embate por 12 pontos, sendo assim, a agremiação bauruense ficou com o vice-campeonato mundial.[34] Devido a ótima temporada realizada, o Bauru foi convidado para fazer amistosos contra as equipes do New York Knicks e do Washington Wizards nos EUA, tornando-se o primeiro time paulista a jogar na NBA.[35] Em 2016, o Paschoalotto/Bauru chegou novamente ao Final Four da Liga das Américas. Mesmo com vários desfalques no elenco, a equipe tirou uma desvantagem de 17 pontos no quarto final e passou pelo Flamengo na semifinal. Na decisão foi derrotado pelo anfitrião Guaros de Lara (VEN).[36] No NBB 2015-16, o Dragão fez boa campanha e mais uma vez alcançou a final do torneio nacional. Após cinco jogos muito disputados, o Bauru ficou com o vice-campeonato do Campeonato Brasileiro ao ser derrotado novamente pelo Flamengo.[37]

Depois de quatro temporadas, a Paschoalotto anunciou que não seria mais o patrocinador máster do Bauru Basket. Para a lacuna deixada, o clube assinou com a empresa de segurança e limpeza Gocil, passando a jogar sob o nome de Gocil/Bauru.[38] A equipe bauruense chegou à final do Paulista de 2016 após um começo de campeonato irregular, porém ficou com vice-campeonato ao perder para o Mogi a série decisiva por 2 x 0.[39] No NBB 2016-17, o Bauru teve altos e baixos na fase de classificação e terminou em quinto lugar. Nas oitavas eliminou o Macaé por 3 x 0. Na série quartas de final, após sair perdendo para o Brasília, virou o playoff para 3 a 1. Na semifinal contra o Pinheiros, o time bauruense esteve em desvantagem por 2 a 0, mas depois de grande reação, carimbou a vaga na decisão pela terceira vez seguida ao derrotar os pinheirenses por 3 a 2. No playoff final, o Gocil/Bauru mais uma vez perdeu os dois primeiros jogos. No entanto, teve forças para reverter a adversidade e 15 anos depois voltou a ser campeão brasileiro ao bater o Paulistano por três a dois, conquistando o primeiro título do NBB.[40]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Continentais
Competição Títulos Temporada
Latin America (orthographic projection).svg Liga das Américas 1 2015
Flags of the Union of South American Nations.gif Liga Sul-Americana 1 2014
Nacionais
Competição Títulos Temporada
Brasil Campeonato Brasileiro 2 2002 e 2016-17
Estaduais
Competição Títulos Temporada
São Paulo Campeonato Paulista 3 1999, 2013 e 2014
São Paulo Campeonato Paulista - A-2 1 1996

Basketball.svg Outros Torneios[editar | editar código-fonte]

Troféu Cláudio Mortari: 2 vezes (2015 e 2016).
Copa TV Tem: 2008.
Copa EPTV: 2010.
Jogos Abertos do Interior: 2014.
Liga de Desenvolvimento de Basquete - LDB (Sub-22): 2012.

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

  • Vice-campeão do Torneio Novo Milênio: 2005.

Partidas contra equipes da NBA[editar | editar código-fonte]

7 de outubro, 2015 Box Score New York Knicks Estados Unidos 100–81 Brasil Bauru    Madison Square Garden, Nova Iorque, NY, EUA
Público: 19.037
Placar por quarto: 24–25, 36–19, 22–20, 18–17
Pts: Carmelo Anthony 17
Rbts: Langston Galloway e Kyle O'Quinn 8
Asts: Jerian Grant e Kyle O'Quinn 4
Pts: Robert Day 19
Rbts: Ricardo Fischer 10
Asts: Ricardo Fischer 10
11 de outubro, 2015 Box Score Washington Wizards Estados Unidos 134–100 Brasil Bauru    Verizon Center, Washington, D.C., EUA
Público: 10.233
Placar por quarto: 34–19, 39–34, 28–15, 33–32
Pts: Marcin Gortat 19
Rbts: Kris Humphries 9
Asts: John Wall 9
Pts: Léo Meindl e Robert Day 17
Rbts: Alex Garcia, Léo Meindl e Ricardo Fischer 7
Asts: Paulinho Boracini 4


Elenco atual (temporada 2017-2018)[editar | editar código-fonte]

Bauru Basket
Jogadores Comissão Técnica
Pos. # País Nome Altura Nascimento Último Clube
Armador 0 Estados Unidos Kendall Anthony 1,75 m 13/01/1993 Macaé
Pivô 6 Brasil Shilton 1,98 m 10/08/1982 Minas
Ala 7 Brasil Isaac 1,92 m 02/07/1990 Franca
Armador 8 Brasil Gui Santos 1,89 m 20/03/1997 Base
Armador 9 Argentina Stefano 1,80 m 20/01/1998 Base
Ala/Armador 10 Brasil Alex Garcia (C) 1,90 m 04/03/1980 Brasília
Ala/Pivô 12 Brasil Renan Lenz 2,07 m 10/09/1990 Pinheiros
Ala/Pivô 14 Brasil Henrique 2,00 m 04/02/1997 Base
Pivô 18 Brasil Michael 2,05 m 11/04/1998 Base
Ala/Pivô 25 Brasil Gabriel Jaú 2,04 m 11/09/1998 Base
Pivô 30 Brasil Rafael Hettsheimeir 2,08 m 16/06/1986 Santeros de Aguada (PUR)
Ala/Armador  ? Brasil Duda 1,91 m 10/09/1982 Guaros de Lara (VEN)
Técnico
Auxiliar Técnico
  • Hudson Previdelo
  • André Germano
Outros Membros
  • Vitor Jacob (Gestor)
  • Rogério Lourenço (Fisioterapeuta)
  • Giancarlo Fellipe (Fisioterapeuta)
  • Bruno Camargo (Preparador Físico)
  • Luciano Camargo (Médico)
  • José Maria Fernandes "Seo Zé" (Roupeiro)
  • Alex Martiniano (Mordomo)



Legenda
  • (C) Capitão
  • (S) Suspenso
  • (J) Juvenil
  • (INJ) Contundido

Elenco
• Última atualização: 06/08/2017

Camisa aposentada[editar | editar código-fonte]

Números aposentados
Número Jogador Posição Período
4 Larry Taylor Armador 2008–2015

No dia 09 de dezembro de 2015, durante o intervalo do jogo entre Bauru e Mogi, a diretoria da equipe bauruense homenageou o ídolo da torcida, Larry Taylor, aposentando a camisa de número 4 que foi utilizada pelo jogador durante a sua vitoriosa trajetória de sete anos pelo Bauru Basket.[41]

Últimas temporadas[editar | editar código-fonte]

Bauru Basket
Temporada Novo Basquete Brasil Liga das Américas Liga Sul-Americana Jogos Abertos do Interior Campeonato Paulista Mundial Interclubes
Pos. J V D Classificação Classificação Classificação Fase Máxima Classificação
2008/2009 31 16 15 Quartas de Final
2009/2010 32 15 17 Semi Final
2010/2011 35 23 12 Quartas de Final
2011/2012 34 20 14 Semi Final
2012/2013 33 23 10 Semi Final
2013/2014 39 22 17 Final
2014/2015 42 34 8 Final
2015/2016 40 29 11 Quartas de Final
2016/2017 45 30 15 Final
2017/2018 Semi Final
Legenda:
     Campeão
     Vice-Campeão
     Classificado à FIBA Liga das Américas
     Classificado à Liga Sul-Americana de Basquete

Jogadores de basquete famosos[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Bom Dia São Paulo | Time de basquete do Bauru já jogou partidas contra times da NBA | Globo Play, consultado em 18 de abril de 2017 
  2. a b «Folha de S.Paulo - Edição de 20/01/2000». acervo.folha.uol.com.br. Consultado em 22 de fevereiro de 2016 
  3. «Basquete: Previdello troca Bauru pela Uniara - Jornal da Cidade». Consultado em 18 de setembro de 2015 
  4. «Basquete: De olho na ponta - JCNET». jcnet.com.br. Consultado em 2 de novembro de 2015 
  5. «Basquete - Jornal da Cidade». Consultado em 13 de setembro de 2015 
  6. «Basquete - Jornal da Cidade». Consultado em 13 de setembro de 2015 
  7. «Basquete - Jornal da Cidade». Consultado em 13 de setembro de 2015 
  8. «Basquete - Jornal da Cidade». Consultado em 13 de setembro de 2015 
  9. «Franca derrota o Tilibra e leva a taça - Jornal da Cidade». Consultado em 13 de setembro de 2015 
  10. a b «No elenco do Bauru no título de 2002, Murilo quer o bi com time bauruense». globoesporte.com 
  11. «Basquete - Tilibra-Copimax é campeão nacional - Jornal da Cidade». Consultado em 13 de setembro de 2015 
  12. «Basquete - Coube mobiliza Bauru para manter time - Jornal da Cidade». Consultado em 13 de setembro de 2015 
  13. «Bauruenses conquistam 3ª colocação no Sul-Americano de basquete - Jornal da Cidade». Consultado em 27 de agosto de 2016 
  14. «Basquete: Bauru Basquete está se licenciando - Jornal da Cidade». Consultado em 13 de setembro de 2015 
  15. «Na Capital, Bauru estréia no Paulista - Jornal da Cidade». Consultado em 18 de setembro de 2015 
  16. «Basquete: Bauru luta pela sobrevivência - Jornal da Cidade». Consultado em 13 de setembro de 2015 
  17. «Basquete: Projeto é consolidado e Bauru Basquete Ball Team será o nome oficial da equipe - Jornal da Cidade». Consultado em 13 de setembro de 2015 
  18. «Basquete: GRSA/Bauru vai disputar Supercopa e joga na sexta - Jornal da Cidade». jcnet.com.br. Consultado em 22 de fevereiro de 2016 
  19. «Basquete: GRSA disputa Copa Ouro - Jornal da Cidade». jcnet.com.br. Consultado em 22 de fevereiro de 2016 
  20. «Começam hoje em Bauru os jogos da Liga das Américas - JCNET». Consultado em 27 de agosto de 2016 
  21. «Basquete: Itabom viaja motivado para o México - JCNET». Consultado em 27 de agosto de 2016 
  22. «Bauru Basket anuncia Paschoalotto como patrocinador master para 2012/2013 - JCNET». Consultado em 13 de setembro de 2015 
  23. «Basquete:Título de gente grande - JCNET». jcnet.com.br. Consultado em 24 de novembro de 2015 
  24. «Basquete: Solta o grito! - JCNET». Consultado em 13 de setembro de 2015 
  25. «Bauru é campeão Paulista Masculino - 2013 | Data Basket». Data Basket. Consultado em 26 de agosto de 2017 
  26. «É tricampeão! Paschoalotto/Bauru conquista mais um título no Campeonato Paulista de Basquete - JCNET». Consultado em 13 de setembro de 2015 
  27. «Sem vacilos, Bauru bate Limeira e garante o tri no Paulista de basquete». Consultado em 13 de setembro de 2015 
  28. «São José vence Jogos Abertos do Interior e Bauru fica em sétimo - JCNET». Consultado em 13 de setembro de 2015 
  29. «Bauru vence Sorocaba nos Abertos e time "fecha a trinca" no basquete». globoesporte.com. Consultado em 7 de dezembro de 2015 
  30. «Bauru Basket é o campeão da Liga Sul-Americana - JCNET». Consultado em 29 de agosto de 2016 
  31. «Título inédito: Bauru é campeão invicto da Liga das Américas - JCNET». Consultado em 28 de agosto de 2016 
  32. «Flamengo tem vitória incontestável, no jogo em Marília, e Bauru é vice - JCNET». Consultado em 13 de setembro de 2015 
  33. «Coletiva de imprensa marca lançamento do Mundial de Clubes - JCNET». Consultado em 13 de setembro de 2015 
  34. «Real Madrid vence Bauru e fatura Intercontinental de basquete no Brasil». Consultado em 28 de setembro de 2015 
  35. «Bauru repete feito do Flamengo e jogará contra times da NBA nos EUA». Consultado em 28 de setembro de 2015 
  36. «Guaros-VEN supera desfalcado Bauru e é campeão da Liga das Américas». globoesporte.com. Consultado em 13 de março de 2016 
  37. «Flamengo é penta!» 
  38. «Gocil, empresa bauruense de projeção nacional, é novo patrocinador máster do Bauru Basket - JCNET». Consultado em 2 de setembro de 2016 
  39. «A espera acabou: Mogi bate o Bauru e é campeão paulista pela segunda vez» 
  40. «Bauru vira a série, vence o Paulistano e conquista primeiro título do NBB». Globoesporte 
  41. «Sob gritos de "uh, Larry Taylor", Bauru imortaliza camisa 4 do agora mogiano». globoesporte.com. Consultado em 10 de dezembro de 2015 

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]