Associação Bauru Basketball Team

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bauru
Logo Bauru Basket.png
Nome Associação Bauru Basketball Team
Alcunhas Dragão
Dragão da Sem Limites
Torcedor Bauruense
Mascote Dunk (Dragão)
Fundação 1994 (22 anos) (como Luso/Tilibra/Bauru)
Ginásios Ginásio Panela de Pressão
Capacidade 2.000 pessoas
Localização Bauru, SP
Presidente Brasil Roberto Fornazari
Treinador Brasil Demétrius Ferracciú
Patrocinadores Brasil Gocil Segurança e Serviços
Material Esportivo Brasil Aktion Sports
Liga Brasil NBB
São Paulo Campeonato Paulista
Website baurubasket.com.br
editar

A Associação Bauru Basketball Team, por razões de patrocínio Gocil/Bauru, ou simplesmente Bauru Basket, ou ainda Bauru Basquete, é um tradicional clube de basquete brasileiro, com sede em Bauru, São Paulo.

História[editar | editar código-fonte]

A história do basquete profissional de Bauru começa em 1994, quando a empresa Tilibra faz uma parceria com o clube poliesportivo bauruense Luso, tendo no primeiro ano de atividades apenas as categorias de base disputando campeonatos. Em 1995, a equipe adulta foi montada e, sob o nome de Luso/Tilibra/Unimed/Bauru conquistou o sexto lugar no Campeonato Paulista da Série A-2.[1] Em 1996, o time é campeão da Série A-2,[2] batendo na decisão a equipe do Trianon Clube de Jacareí.[3] Em 1997, já como Tilibra/Copimax/Bauru, fica em nono lugar do Campeonato Paulista; em 1998 conquista o quinto lugar, colocação que credenciou a equipe disputar pela primeira vez o Campeonato Nacional no ano de 1999.[4] Em sua primeira participação no Brasileiro a equipe termina em quarto lugar. Nesse mesmo ano o Tilibra/Copimax/Bauru disputa seu primeiro torneio internacional, o Campeonato Sul-Americano de Clubes Campeões[5] e fica com o vice campeonato, perdendo a final para o forte time do Vasco da Gama na prorrogação.[6] O primeiro título paulista veio em 1999. Na ocasião a equipe bauruense levou a melhor na final sobre a tradicional equipe de Franca por 3 x 1.[7] No ano seguinte as duas equipes voltaram a se encontrar na final do Paulista, mas dessa vez com vitória dos francanos por 3 x 0.[8] Após campanhas medianas nos campeonatos seguintes, o Bauru foi campeão brasileiro de 2002 como Tilibra/Copimax, derrotando a equipe de Araraquara na final por 3 X 0. Na equipe estavam jogadores consagrados e experientes como Josuel, Raul, Vanderlei, Brasília, Jeffty; e também jovens e promissores jogadores como Marquinhos, Murilo Becker e Leandrinho que hoje são nomes de destaque.[9]

Após o título Brasileiro os patrocinadores deixaram a equipe que passou a se chamar Bauru Basquete, pois não teve patrocinador máster naquela época.[10] Mesmo sem patrocínio e com uma equipe jovem, o Dragão conquistou o terceiro lugar no Sul-Americano de Clubes Campeões de 2002, realizado no Chile.[11] Ao final do Campeonato Brasileiro de 2003, o Bauru Basquete se licenciou,[12] voltando apenas no fim de 2004 como Sukest/Bauru. Em 2005, a equipe, com o nome de Plasútil/Sukest/Bauru foi vice-campeã do Torneio Novo Milênio,[13] mas no segundo semestre de 2006 o clube encerrou suas atividades por falta de apoio e patrocínio.[14]

Em setembro de 2007, o projeto do basquete voltou às atividades com a refundação da equipe, surgindo a Associação Bauru Basketball Team que contou com o patrocínio da empresa GRSA.[15] Após a volta, a equipe com o nome de GRSA/Bauru, participou da Supercopa de Basquete e a Copa Ouro (torneios que contavam apenas com equipes do estado de São Paulo), realizados em 2008. No segundo semestre do mesmo ano, disputou também o Campeonato Paulista.[16] [17] Em janeiro de 2009 o GRSA/Bauru participou do NBB 2008-09, primeira edição do torneio organizado pela Liga Nacional de Basquete, a qual foi um dos fundadores. Posteriormente, com a Itabom se unindo ao projeto em 2009, a equipe adotou o nome de GRSA/Itabom/Bauru. Em 2010, a GRSA anunciou sua saída do projeto. Em 2012, após um hiato de dez anos, o Bauru voltou a participar de competições internacionais. A equipe do Itabom/Bauru foi anfitriã da primeira fase da Liga das Américas, e logo em seguida participou do Torneio Interligas.[18][19] No segundo semestre de 2012, apos a saída da Itabom, o Bauru acertou com um novo patrocinador máster, a Paschoalotto Serviços Financeiros que juntamente com outros patrocinadores proporcionou a maior estabilidade financeira da história da equipe bauruense.[20] A parceria logo rendeu bons resultados. A terceira colocação do Paschoalotto/Bauru na quinta edição do NBB foi apenas o início. Em 2013, a categoria de base do Bauru foi campeão da Liga de Desenvolvimento de Basquete (LDB) de 2012-13, o Campeonato Brasileiro sub-22.[21] Também em 2013, o Paschoalotto/Bauru conquistou pela segunda vez em sua história o Campeonato Paulista de Basquete (a primeira conquista foi como Tilibra/Copimax/Bauru em 1999) ao vencer o Paulistano por 3 x 0 na série final.[22]

No segundo semestre de 2014, a equipe trouxe grandes reforços como Robert Day, Jefferson Willian, Rafael Hettsheimeir e Alex Garcia. Estes se juntaram à boa base da equipe campeã paulista que já contava com Larry Taylor, Ricardo Fischer, Murilo Becker e Gui Deodato. A temporada 2014-15 foi a mais vitoriosa do Bauru na história. A equipe do Paschoalotto/Bauru conquistou: o bicampeonato paulista (terceiro titulo estadual no total) ao vencer o Limeira por 3 x 1 no playoff final;[23][24] os Jogos Abertos do Interior;[25][26] a Liga Sul-americana 2014 (invicto) depois de vencer o Mogi por 79 x 53;[27] a Liga das Américas 2015 (invicto) depois de derrotar o Pioneros (MEX) por 86 a 72;[28] e o vice-campeonato do NBB 2014-15, após estabelecer no decorrer do campeonato o recorde de vitórias consecutivas e de invencibilidade da competição.[29] Devido a ótima temporada realizada, a equipe bauruense foi convidada para fazer amistosos contra as equipes do New York Knicks e do Washington Wizards da NBA nos EUA.[30] Com o título da Ligas das Américas, o basquete bauruense disputou no segundo semestre de 2015 a Copa Intercontinental (Mundial de Clubes) contra o campeão da Euroliga de basquete do mesmo ano (Real Madrid).[31] Após fazer história e vencer o primeiro jogo por um ponto, a equipe do Paschoalotto/Bauru perdeu o segundo embate por 12 pontos, sendo assim, a equipe bauruense ficou com o vice-campeonato mundial.[32] Em 2016, o Paschoalotto/Bauru chegou novamente ao final four da Liga das Américas. Apesar de ter sofrido com vários desfalques, a equipe ficou com o segundo lugar sendo derrotado pelo anfitrião Guaros de Lara (VEN).[33] No NBB 2015-16, a equipe fez boa campanha e mais uma vez alcançou a final do torneio nacional. Após cinco jogos muito disputados, o Bauru ficou com o vice-campeonato do Campeonato Brasileiro ao ser derrotado novamente pelo Flamengo na decisão.[34] Depois de quatro temporadas, a Paschoalotto anunciou que não seria mais o patrocinador máster da equipe. Para a lacuna deixada, o clube assinou com a Gocil, passando a jogar sob a denominação de Gocil/Bauru.[35] A equipe bauruense chegou à final do Paulista de 2016 após um começo ruim, mas ficou com vice-campeonato ao perder para o Mogi a série decisiva por 2 x 0.[36]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Basketball.svg Mundiais[editar | editar código-fonte]

Vice-campeão da Copa Intercontinental: 2015.

Basketball.svg Continentais[editar | editar código-fonte]

Liga das Américas: 2015.
Liga Sul-Americana: 2014.
Vice-campeão do Campeonato Sul-Americano de Clubes Campeões: 1999.
Vice-campeão da Liga das Américas: 2016.

Basketball.svg Nacionais[editar | editar código-fonte]

Campeonato Brasileiro: 2002.
Vice-campeão do Campeonato Brasileiro: 2 vezes (2014-15 e 2015-16).

Basketball.svg Estaduais[editar | editar código-fonte]

Campeonato Paulista: 3 vezes (1999, 2013 e 2014).
Campeonato Paulista - A-2: 1996.
Vice-campeão do Campeonato Paulista: 2 vezes (2000 e 2016).

Basketball.svg Outros Torneios[editar | editar código-fonte]

Troféu Cláudio Mortari: 2 vezes (2015 e 2016).
Copa TV Tem: 2008.
Copa EPTV: 2010.
Liga de Desenvolvimento de Basquete - LDB (Sub-22): 2012.
Jogos Abertos do Interior: 2014.
★ Vice-campeão do Torneio Novo Milênio: 2005.

Partidas contra times da NBA[editar | editar código-fonte]

7 de outubro, 2015 Box Score New York Knicks Estados Unidos 100–81 Brasil Bauru    Madison Square Garden, Nova Iorque, NY, EUA
Público: 19.037
Placar por quarto: 24–25, 36–19, 22–20, 18–17
Pts: Carmelo Anthony 17
Rbts: Langston Galloway e Kyle O'Quinn 8
Asts: Jerian Grant e Kyle O'Quinn 4
Pts: Robert Day 19
Rbts: Ricardo Fischer 10
Asts: Ricardo Fischer 10
11 de outubro, 2015 Box Score Washington Wizards Estados Unidos 134–100 Brasil Bauru    Verizon Center, Washington, D.C., EUA
Público: 10.233
Placar por quarto: 34–19, 39–34, 28–15, 33–32
Pts: Marcin Gortat 19
Rbts: Kris Humphries 9
Asts: John Wall 9
Pts: Léo Meindl e Robert Day 17
Rbts: Alex Garcia, Léo Meindl e Ricardo Fischer 7
Asts: Paulinho Boracini 4

Elenco atual[editar | editar código-fonte]

Bauru Basket
Jogadores Comissão Técnica
Pos. # País Nome Altura Nascimento Último Clube
Ala 1 BRABrasil Gui Deodato 1,92 m 02/06/1991 Rio Claro
Pivô 6 BRABrasil Shilton 1,98 m 10/08/1982 Minas
Armador 7 ARGArgentina Stefano 1,80 m 20/01/1998 Base
Ala 8 BRABrasil Léo (INJ) 1,90 m 22/03/1995 Palmeiras
Armador 9 BRABrasil Valtinho 1,85 m 31/01/1977 Paulistano
Ala/Armador 10 BRABrasil Alex Garcia (INJ) (C) 1,90 m 04/03/1980 Brasília
Ala/Pivô 11 BRABrasil Jefferson 2,07 m 29/03/1983 São José
Ala/Pivô 14 BRABrasil Henrique 2,00 m 04/02/1997 Base
Ala 16 BRABrasil Guilherme Bento 1,95 m 11/05/1997 Base
Pivô 18 BRABrasil Michael 2,05 m 11/04/1998 Base
Armador 19 BRABrasil Gegê 1,83 m 03/02/1991 Rio Claro
Armador 20 BRABrasil Gui Santos (INJ) 1,89 m 20/03/1997 Base
Ala 23 BRABrasil Léo Meindl (INJ) 2,00 m 20/03/1993 Franca
Ala/Pivô 25 BRABrasil Gabriel Jaú 2,04 m 11/09/1998 Base
Pivô 30 BRABrasil Rafael Hettsheimeir 2,08 m 16/06/1986 Unicaja Málaga (ESP)
Técnico
Auxiliar Técnico
  • Hudson Previdelo
  • André Germano
Outros Membros
  • Vitor Jacob (Gestor)
  • Rogério Lourenço (Fisioterapeuta)
  • Giancarlo Fellipe (Fisioterapeuta)
  • Bruno Camargo (Preparador Físico)
  • Luciano Camargo (Médico)
  • José Maria Fernandes "Seo Zé" (Roupeiro)
  • Cléber Machado "Pescoço" (Mordomo)
  • Vinícius Orti (Mordomo)



Legenda
  • (C) Capitão
  • (S) Suspenso
  • (J) Juvenil
  • (INJ) Contundido


Camisa aposentada[editar | editar código-fonte]

Números aposentados
Número Jogador Posição Período
4 Larry Taylor Armador 2008–2015

No dia 09 de dezembro de 2015, durante o intervalo do jogo entre Bauru e Mogi, a diretoria da equipe bauruense homenageou o ídolo da torcida, Larry Taylor, aposentando a camisa de número 4 que foi utilizada pelo jogador durante a sua vitoriosa trajetória de sete anos pelo Bauru Basket.[37]

Últimas temporadas[editar | editar código-fonte]

Bauru Basket
Temporada Novo Basquete Brasil Liga das Américas Liga Sul-Americana Jogos Abertos do Interior Campeonato Paulista Mundial Interclubes
Pos. J V D Classificação Classificação Classificação Fase Máxima Classificação
2008/2009 31 16 15 Quartas de Final
2009/2010 32 15 17 Semi Final
2010/2011 35 23 12 Quartas de Final
2011/2012 34 20 14 Semi Final
2012/2013 33 23 10 Semi Final
2013/2014 39 22 17 Final
2014/2015 42 34 8 Final
2015/2016 40 29 11 Quartas de Final
2016/2017 Final


Legenda:
     Campeão
     Vice-Campeão
     Classificado à FIBA Liga das Américas
     Classificado à Liga Sul-Americana de Basquete

Jogadores de basquete famosos[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Folha de S.Paulo - Edição de 20/01/2000». acervo.folha.uol.com.br. Consultado em 2016-02-22. 
  2. «Basquete: Previdello troca Bauru pela Uniara - Jornal da Cidade». Consultado em 2015-09-18. 
  3. «Basquete: De olho na ponta - JCNET». jcnet.com.br. Consultado em 2015-11-02. 
  4. «Basquete - Jornal da Cidade». Consultado em 2015-09-13. 
  5. «Basquete - Jornal da Cidade». Consultado em 2015-09-13. 
  6. «Basquete - Jornal da Cidade». Consultado em 2015-09-13. 
  7. «Basquete - Jornal da Cidade». Consultado em 2015-09-13. 
  8. «Franca derrota o Tilibra e leva a taça - Jornal da Cidade». Consultado em 2015-09-13. 
  9. «Basquete - Tilibra-Copimax é campeão nacional - Jornal da Cidade». Consultado em 2015-09-13. 
  10. «Basquete - Coube mobiliza Bauru para manter time - Jornal da Cidade». Consultado em 2015-09-13. 
  11. «Bauruenses conquistam 3ª colocação no Sul-Americano de basquete - Jornal da Cidade». Consultado em 2016-08-27. 
  12. «Basquete: Bauru Basquete está se licenciando - Jornal da Cidade». Consultado em 2015-09-13. 
  13. «Na Capital, Bauru estréia no Paulista - Jornal da Cidade». Consultado em 2015-09-18. 
  14. «Basquete: Bauru luta pela sobrevivência - Jornal da Cidade». Consultado em 2015-09-13. 
  15. «Basquete: Projeto é consolidado e Bauru Basquete Ball Team será o nome oficial da equipe - Jornal da Cidade». Consultado em 2015-09-13. 
  16. «Basquete: GRSA/Bauru vai disputar Supercopa e joga na sexta - Jornal da Cidade». jcnet.com.br. Consultado em 2016-02-22. 
  17. «Basquete: GRSA disputa Copa Ouro - Jornal da Cidade». jcnet.com.br. Consultado em 2016-02-22. 
  18. «Começam hoje em Bauru os jogos da Liga das Américas - JCNET». Consultado em 2016-08-27. 
  19. «Basquete: Itabom viaja motivado para o México - JCNET». Consultado em 2016-08-27. 
  20. «Bauru Basket anuncia Paschoalotto como patrocinador master para 2012/2013 - JCNET». Consultado em 2015-09-13. 
  21. «Basquete:Título de gente grande - JCNET». jcnet.com.br. Consultado em 2015-11-24. 
  22. «Basquete: Solta o grito! - JCNET». Consultado em 2015-09-13. 
  23. «É tricampeão! Paschoalotto/Bauru conquista mais um título no Campeonato Paulista de Basquete - JCNET». Consultado em 2015-09-13. 
  24. «Sem vacilos, Bauru bate Limeira e garante o tri no Paulista de basquete». Consultado em 2015-09-13. 
  25. «São José vence Jogos Abertos do Interior e Bauru fica em sétimo - JCNET». Consultado em 2015-09-13. 
  26. «Bauru vence Sorocaba nos Abertos e time "fecha a trinca" no basquete». globoesporte.com. Consultado em 2015-12-07. 
  27. «Bauru Basket é o campeão da Liga Sul-Americana - JCNET». Consultado em 2016-08-29. 
  28. «Título inédito: Bauru é campeão invicto da Liga das Américas - JCNET». Consultado em 2016-08-28. 
  29. «Flamengo tem vitória incontestável, no jogo em Marília, e Bauru é vice - JCNET». Consultado em 2015-09-13. 
  30. «Bauru repete feito do Flamengo e jogará contra times da NBA nos EUA». Consultado em 2015-09-28. 
  31. «Coletiva de imprensa marca lançamento do Mundial de Clubes - JCNET». Consultado em 2015-09-13. 
  32. «Real Madrid vence Bauru e fatura Intercontinental de basquete no Brasil». Consultado em 2015-09-28. 
  33. «Guaros-VEN supera desfalcado Bauru e é campeão da Liga das Américas». globoesporte.com. Consultado em 2016-03-13. 
  34. «Flamengo é penta!». 
  35. «Gocil, empresa bauruense de projeção nacional, é novo patrocinador máster do Bauru Basket - JCNET». Consultado em 2016-09-02. 
  36. «A espera acabou: Mogi bate o Bauru e é campeão paulista pela segunda vez». 
  37. «Sob gritos de "uh, Larry Taylor", Bauru imortaliza camisa 4 do agora mogiano». globoesporte.com. Consultado em 2015-12-10. 

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]