Associação Central da Agricultura Portuguesa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Real Associação Central de Agricultura Portuguesa (RACAP) foi uma associação de proprietários agrícolas fundada em 1860, com sede em Lisboa. O seu aparecimento foi o resultado do esforço de um grupo de indivíduos que, no diagnóstico sobre os motivos do atraso da agricultura nacional incluíam a falta de instrução e de capitais, e sobretudo a falta de união de vontades e de esforços dos agricultores.[1][2]

Historial[editar | editar código-fonte]

Constituída como Associação Central da Agricultura Portuguesa por lei datada 26 de Abril de 1860, a escritura de constituição foi assinada no Paço das Necessidades, figurando entre os seus fundadores António de Serpa Pimentel. Nos termos dos seus estatutos A associação Central da Agricultura Portugueza é a reunião de agricultores, proprietários agrícolas e tinha por objectivo dar à agricultura um centro, promover a criação de associações agrícolas em todos os districtos do Reino e desenvolver por todos os meios legais a sua prosperidade.[3]

Em 1920 a ACAP transformou-se em União Central dos Agricultores Portugueses.[4]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Agricultura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.