Aston Martin DB2

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Aston Martin DB2
Aston Martin DB2 Coupe 1950.jpg
Visão Geral
Produção 1950-1953
411 produzidos[1]
Fabricante Aston Martin
Modelo
Classe Desportivo
Carroceria Coupé de dois lugares
Descapotável de dois lugares
Ficha técnica
Motor 2.6L I6
Layout Motor dianteiro, tracção traseira (FR)
Dimensões
Comprimento 4130 mm [2]
Entre-eixos 2500 mm[2]
Largura 1700 mm [2]
Altura 1360 mm [2]
Cronologia
Aston Martin 2.0 Litre Sports "DB1"
Aston Martin DB2/4
Aston Martin DB2 Coupé Descapotável 1951
Aston Martin DB2 Coupé 1951
Aston Martin DB2 Coupé 1952

O DB2 foi um carro desportivo produzido pela Aston Martin de maio de 1950 a abril de 1953. Era uma grande evolução relativamente ao 2.0 Litre Sports (DB1) que veio substituir, com um motor de seis cilindros em linha com dupla árvore de cames à cabeça (DOHC) em vez do motor de quatro cilindros em linha OHV usado previamente. O motor era maior, com 2.6L, e o carro foi desenhado como um coupé fechado (conhecido como berlina pela Aston Martin). Foi introduzido um modelo descapotável posteriormente, conseguindo ¼ das vendas totais do modelo. O DB2 foi extremamente bem sucedido em corridas, estabelecendo a companhia de David Brown para um sucesso futuro.

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

O protótipo do DB2 apareceu como um dos três Aston Martins que participaram nas 24 Horas de Le Mans em 1949. O carro foi baseado no chassis Superleggera de Claude Hill, criado para o DB1, com um design de carroçaria de coupé fechado feito por Frank Feeley.

O motor de seis cilindros em linha veio da companhia Lagonda, que o dono da Aston Martin, David Brown, comprou por esta razão. O motor foi originalmente desenhado por W.O. Bentley, que deu o nome à companhia automobilística Bentley e por William Watson, desenhador de parte do motor V12 Lagonda de antes da 2ª Guerra Mundial e desenhador do motor V12 após a 2ª Guerra Mundial.

O DB2 de produção foi introduzido no Salão Automobilístico de Nova Iorque em Abril de 1950. Apesar da busca ser grande, o segundo, terceiro e quarto modelos do DB2 foram produzidos para competir em Le Mans em 1950. Dois ficaram em primeiro e segundo na classe naquele ano e todos os três continuaram a corrida até 1951. O seu sucesso trouxe fama a companhia ressuscitante de David Brown, e convenceu a companhia a fazer uma série de modelos feitos de propósito para corridas, começando pelo DB3.

Produção[editar | editar código-fonte]

411 DB2s foram produzidos desde a sua introdução em 1950 até 1953. Os primeiros 49 carros usaram uma grelha quadrada de três partes à frente com respiradouros laterais rectangulares. Isto foi brevemente actualizado com a grelha Aston Martin mais familiar e arredondada com ripas horizontais. Os três modelos de corrida foram melhorados para mostrar a nova face da companhia. Entre estes 49 carros, havia 2 modelos Vantage. O primeiro Vantage de sempre foi o LML 50/21 que foi entregue em 1950 ao piloto famoso americano, Briggs Cunningham.

O carro era um coupé de tecto fixo com uma mala articulada por cima usada para guardar a roda sobressalente. O espaço para a bagagem estava atrás dos bancos da frente, acedido de dentro do carro como o posterior Corvette. A capota era uma única peça que era articulada à frente.

Posteriormente em 1950, uma variante Coupé Cabriolet foi introduzida. Pelo menos foram construídos 102 exemplares desta versão.[3]

Em Janeiro de 1951, um motor opcional com carburadores maiores, com uma admissão da árvore de cames igual à do exaustor e pistões com uma maior taxa de compressão (8.16:1) era disponível com a actualização do Vantage. Esta era uma actualização apenas de potência com 125 cv disponíveis. O nome "Vantage" foi escolhido depois de folhear por uma enciclopédia à procura de nomes adequados para variantes de maior desempenho que o modelo normal. Na mesma tradição foram usados os nomes Volante para descapotáveis e Virage para um modelo criado na década de 90.

Desempenho[editar | editar código-fonte]

Uma berlina testada pela revista inglesa The Motor em 1950 tinha uma velocidade máxima de 187.3 km/h e podia acelerar de 0 a 100 km/h em 11.2 segundos.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Sedgwick, M.; Gillies (1993). A-Z of cars 1945-70. UK: Bay View Books. ISBN 1-870979-39-7 
  2. a b c d «The Aston Martin DB 2 Sports saloon». The Motor. 27 de setembro de 1950 
  3. Serio, Steve (2010). «1950 Aston Martin DB2 Vantage Coupe». Sports Car Market. 22 (8): 58–59 
  • «Aston Martin DB2». AstonMartins.com. Consultado em June 23 2005.  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  • AMOC register for production dates,info on Willie Watson

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Aston Martin DB2