Ataque Beliz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ataque Beliz
Informação geral
Origem Paranoá,  Distrito Federal
País  Brasil
Gênero(s) Rap
Período em atividade 30 de maio de 2002-presente
Integrantes Mulumba Tráfica
Higo Melo
Benjamim

Ataque Beliz é um grupo brasileiro de rap e hip hop formado no Paranoá, no Distrito Federal em 30 de maio de 2002. Seus integrantes são Mulumba Tráfica, Higo Melo e Benjamim. O AZ alcançou seu melhor momento no ano de 2009.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

O grupo teve sua formação a partir de um grande evento que ocorreu dia 30 de maio de 2002 chamado como Challenge Day, conhecido no Brasil como Dia do Desafio, em que a premiação era colocar o maior número de espectadores para assistir diversos eventos culturais ocorrendo na cidade do Paranoá e no exterior no Panamá e Equador, do qual a cidade brasileira saiu vencedora.[2]

O trio apresentou-se junto com uma outra banca, chamada Esquadrão do Verso, que era formada pelos grupos Júri, Falso Sistema e Mistério. Logo após esse grande show fizeram aposta e investiram em formar o Ataque Beliz.

O grupo ficou bastante conhecido após a conquista do primeiro lugar na etapa nacional do concurso RPB Festival 2009, organizado pela Central Única das Favelas (CUFA) onde rendeu oportunidades e crescimento para o grupo na música brasileira.[3]

Higo Melo durante o DJ Scratch 2013, em Brasília. Foto: Antonio Cruz/ABr

Para terminar o ano de 2009, o Ataque Beliz lançou o álbum de estreia intitulado REConceito, o qual traz 21 faixas. O disco surpreende pela pluralidade na temática das letras que fazem reflexões sobre o rap e o hip hop, falando de poesia, de amor e o mais interessante, fazem críticas sociais importantes e bem argumentadas sempre com muita propriedade.[4] Em fevereiro de 2010, o grupo disponibilizou o CD para download livre no site oficial.[5]

Ataque Beliz foi indicado no Coletivo MTV de 2010 na categoria de "Novos Nomes BR", onde acabou sendo derrotado pelo Versu2.[6] O grupo tem fãs em Canadá, Rússia, Japão e Flórida. A entrada do grupo na mídia também foi impulsionada por uma polêmica envolvendo uma jornalista do Correio Braziliense

O grupo também se envolveu numa polêmica mal interpretada por uma jornalista do Correio Brasiliense,[7] que dizia que o Ataque Beliz era um grupo que não fazia rap com protesto, onde gerou uma grande confusão no gênero que logo foi esclarecida por um dos integrantes em seu próprio blog.[8]

Mulumba Tráfica venceu a categoria "Beat sem sample" no I Love CW Beats.[carece de fontes?] Em Junho de 2010, os integrantes Mulumba Tráfica, Benjamim e Patrick Rerisson lançaram uma mixtape, intitulada Veemente - O Tema É Amor onde teve a participação de diversos artistas da música brasiliense.[carece de fontes?] Esse disco foi produzido, composto, mixado em apenas duas semanas. onde teve grande destaque na Europa através do LastFM. O grupo iniciou em setembro de 2010 uma turnê de shows gratuitos pela região de Taguatinga, Ceilândia, Paranoá, Santa Maria, São Sebastião e Riacho Fundo onde divulgaram as músicas do álbum REConceito.[9] Em dezembro de 2010 o grupo ganhou Prêmio Hip-Hop Zumby na categoria "melhor álbum" e o Beatmaker e Mc Higo Melo venceu a categoria melhor produtor.[carece de fontes?]

Sem perder tempo, no início de 2011, lançaram o segundo videoclipe. "Como Poderia" foi à música escolhida. O videoclipe critica as pessoas que consomem apenas um tipo de música, absorvendo o que a indústria oferece e acabam esquecendo a qualidade musical. O vídeo foi realizado por Iso 25, Tatiana reis e a próprio grupo.[10] e no início de junho lançaram seu segundo trabalho o EP Toque...Primeiras. Segundas e outras intenções em homenagem ao dia dos namorados. ..[11]

Aparição na mídia[editar | editar código-fonte]

Em maio,[quando?] Ataque Beliz fez uma participação especial no Som Brasil, programa que homenageia compositores brasileiros da Rede Globo, onde interpretou as canções “Pois É”, “Laranja Madura” e “Ai, que saudades da Amélia” do sambista Ataulfo Alves. A presença da banda foi o terceiro assunto mais comentado Trending Topics no twitter recebendo críticas positivas pela presença marcante nos arranjos e interpretação.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de estúdio[editar | editar código-fonte]

Mixtapes[editar | editar código-fonte]

EP[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Central Hip-Hop - 2010 - Bocada Forte - Nós Trabalhamos Pelo Hip-Hop Brasileiro». centralhiphop.uol.com.br. Consultado em 25 de agosto de 2010. 
  2. «Novos Talentos: Ataque Beliz». www.mvhp.com.br. Consultado em 25 de agosto de 2010. 
  3. «RPB Brasília: Ataque Beliz campeão do 1º FESTIVAL RPB Nacional». festivalrpbbrasilia.blogspot.com. Consultado em 25 de agosto de 2010. 
  4. «Ataque Beliz – Reconceito (2009) « .per raps.». perraps.wordpress.com. Consultado em 25 de agosto de 2010. 
  5. «Central Hip-Hop - 2010 - Bocada Forte - Nós Trabalhamos Pelo Hip-Hop Brasileiro». centralhiphop.uol.com.br. Consultado em 25 de agosto de 2010. 
  6. «Novos Nomes BR: Conheça os vencedores da votação! | MTV Brasil». mtv.uol.com.br. Consultado em 25 de agosto de 2010. 
  7. «Correio Braziliense - Diversão e Arte - Nova geração do hip-hop deixa de lado as rimas de protesto para falar de experiências pessoais». www.correiobraziliense.com.br. Consultado em 25 de agosto de 2010. 
  8. «Candura: esclarecimento.». acandura.blogspot.com. Consultado em 25 de agosto de 2010. 
  9. «Central Hip-Hop - 2010 - Bocada Forte - Nós Trabalhamos Pelo Hip-Hop Brasileiro». centralhiphop.uol.com.br. Consultado em 25 de agosto de 2010. 
  10. «Do underground de Brasília para o mundo, Benjamim, Mulumba Tráfica e Higo Melo lançam mais um clipe que aumenta a lista de bons videos de rap brasileiro na praça.:». perraps.com.br. Consultado em 2 de fevereiro de 2011. 
  11. «Lançamento: Ataque Beliz lança mais um trabalho em homenagem ao 12 de junho.:». bocadaforte.com.br. Consultado em 12 de junho de 2011.