Saltar para o conteúdo

Ataque Beliz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ataque Beliz
Ataque Beliz
Informação geral
Origem Paranoá, DF
País Brasil
Gênero(s) Rap
Período em atividade 2002–presente
Integrantes Mulumba Tráfica
Higo Melo
Benjamim

Ataque Beliz é um grupo brasileiro de rap e hip hop formado em Paranoá, no Distrito Federal em 30 de maio de 2002. Seus integrantes são Mulumba Tráfica, Higo Melo e Benjamim. O AZ alcançou seu melhor momento no ano de 2009.[1]

O grupo teve sua formação a partir de um grande evento que ocorreu dia 30 de maio de 2002 chamado como Challenge Day, conhecido no Brasil como Dia do Desafio, em que a premiação era colocar o maior número de espectadores para assistir diversos eventos culturais ocorrendo em Paranoá e no exterior no Panamá e Equador, do qual a localidade brasileira saiu vencedora.[2]

O trio apresentou-se junto com uma outra banca, chamada Esquadrão do Verso, que era formada pelos grupos Júri, Falso Sistema e Mistério. Logo após esse grande show fizeram aposta e investiram em formar o Ataque Beliz.

O grupo ficou bastante conhecido após a conquista do primeiro lugar na etapa nacional do concurso RPB Festival 2009, organizado pela Central Única das Favelas (CUFA) onde rendeu oportunidades e crescimento para o grupo na música brasileira.[3]

Higo Melo durante o DJ Scratch 2013, em Brasília. Foto: Antonio Cruz/ABr

Para terminar o ano de 2009, o Ataque Beliz lançou o álbum de estreia intitulado REConceito, o qual traz 21 faixas. O disco surpreende pela pluralidade na temática das letras que fazem reflexões sobre o rap e o hip hop, falando de poesia, de amor e o mais interessante, fazem críticas sociais importantes e bem argumentadas sempre com muita propriedade.[4] Em fevereiro de 2010, o grupo disponibilizou o CD para download livre no site oficial.[5]

Ataque Beliz foi indicado no Coletivo MTV de 2010 na categoria de "Novos Nomes BR", onde acabou sendo derrotado pelo Versu2.[6] O grupo tem fãs em Canadá, Rússia, Japão e Flórida. A entrada do grupo na mídia também foi impulsionada por uma polêmica mal interpretada por uma jornalista do Correio Braziliense,[7] que dizia que o Ataque Beliz era um grupo que não fazia rap com protesto, onde gerou uma grande confusão no gênero que logo foi esclarecida por um dos integrantes em seu próprio blog.[8]

Mulumba Tráfica venceu a categoria "Beat sem sample" no I Love CW Beats.[carece de fontes?] Em Junho de 2010, os integrantes Mulumba Tráfica, Benjamim e Patrick Rerisson lançaram uma mixtape, intitulada Veemente - O Tema É Amor onde teve a participação de diversos artistas da música brasiliense.[carece de fontes?] Esse disco foi produzido, composto, mixado em apenas duas semanas. onde teve grande destaque na Europa através do LastFM. O grupo iniciou em setembro de 2010 uma turnê de shows gratuitos pela região de Taguatinga, Ceilândia, Paranoá, Santa Maria, São Sebastião e Riacho Fundo onde divulgaram as músicas do álbum REConceito.[9]

Em dezembro de 2010 o grupo ganhou o Prêmio Hip-Hop Zumbi na categoria "melhor álbum" da cena do Hip hop brasiliense e o beatmaker e Mc Higo Melo venceu a categoria melhor produtor.[10]

Sem perder tempo, no início de 2011, lançaram o segundo videoclipe. "Como Poderia" foi à música escolhida. O videoclipe critica as pessoas que consomem apenas um tipo de música, absorvendo o que a indústria oferece e acabam esquecendo a qualidade musical. O vídeo foi realizado por Iso 25, Tatiana reis e a próprio grupo.[11] e no início de junho lançaram seu segundo trabalho o EP Toque...Primeiras. Segundas e outras intenções em homenagem ao dia dos namorados. ..[12]

Aparição na mídia

[editar | editar código-fonte]

Em maio,[quando?] Ataque Beliz fez uma participação especial no Som Brasil, programa que homenageia compositores brasileiros da Rede Globo, onde interpretou as canções “Pois É”, “Laranja Madura” e “Ai, que saudades da Amélia” do sambista Ataulfo Alves. A presença da banda foi o terceiro assunto mais comentado Trending Topics no twitter recebendo críticas positivas pela presença marcante nos arranjos e interpretação.

Álbuns de estúdio

[editar | editar código-fonte]

Ligações externas

[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Central Hip-Hop - 2010 - Bocada Forte - Nós Trabalhamos Pelo Hip-Hop Brasileiro». centralhiphop.uol.com.br. Consultado em 25 de agosto de 2010 
  2. «Novos Talentos: Ataque Beliz». www.mvhp.com.br. Consultado em 25 de agosto de 2010 
  3. «RPB Brasília: Ataque Beliz campeão do 1º FESTIVAL RPB Nacional». festivalrpbbrasilia.blogspot.com. Consultado em 25 de agosto de 2010 
  4. «Ataque Beliz – Reconceito (2009) « .per raps.». perraps.wordpress.com. Consultado em 25 de agosto de 2010 
  5. «Central Hip-Hop - 2010 - Bocada Forte - Nós Trabalhamos Pelo Hip-Hop Brasileiro». centralhiphop.uol.com.br. Consultado em 25 de agosto de 2010 
  6. «Novos Nomes BR: Conheça os vencedores da votação! | MTV Brasil». mtv.uol.com.br. Consultado em 25 de agosto de 2010 
  7. «Correio Braziliense - Diversão e Arte - Nova geração do hip-hop deixa de lado as rimas de protesto para falar de experiências pessoais». www.correiobraziliense.com.br. Consultado em 25 de agosto de 2010 
  8. «Candura: esclarecimento.». acandura.blogspot.com. Consultado em 25 de agosto de 2010 
  9. «Central Hip-Hop - 2010 - Bocada Forte - Nós Trabalhamos Pelo Hip-Hop Brasileiro». centralhiphop.uol.com.br. Consultado em 25 de agosto de 2010 
  10. «Prêmio Hip Hop Zumbi». Hip Hop Zumbi. Consultado em 25 de agosto de 2020 
  11. «Do underground de Brasília para o mundo, Benjamim, Mulumba Tráfica e Higo Melo lançam mais um clipe que aumenta a lista de bons videos de rap brasileiro na praça.:». perraps.com.br. Consultado em 2 de fevereiro de 2011 
  12. «Lançamento: Ataque Beliz lança mais um trabalho em homenagem ao 12 de junho.:». bocadaforte.com.br. Consultado em 12 de junho de 2011