Atari

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Se procura pelo mais conhecido videogame desta empresa, veja Atari 2600.
Atari, Inc.
Logo utilizada pela Atari, Inc. até ser dissolvida em 1984 e se tornado Atari Corporation e Atari Games.
Subsidiária
Atividade Hardware
Software
Jogos eletrônicos
Fundação 1972
Destino Dividida em duas empresas, Atari Games e Atari Corporation[1]
Encerramento 1 de julho de 1984
Sede Nova Iorque,
 Estados Unidos
Proprietário(s) Warner Communications (1976-1984)
Subsidiárias Atari Interactive, Inc.
Sucessora(s) Atari Games
Atari Corporation
Website oficial www.atari.com

Atari, Inc. foi uma empresa de produtos eletrônicos, e uma das principais responsáveis pela popularização dos vídeo games. Foi fundada em 1972 por Nolan Bushnell e Ted Dabney e no mesmo ano começou a produzir em massa máquinas que reproduziam o jogo Pong.

Em 1976, a empresa foi adquirida pela Warner Communications, e após a crise de 1984, a empresa foi encerrada, se tornando duas.[2]

A Atari Games continuou sobre propriedade da Warner Communications até ser vendida para a Namco, logo após isso retornou para a Time Warner, seguiu independente por 7 anos, depois foi adquirida pela Midway Games, se tornando agora Midway Games Austin, até ser fechada e seus ativos terem sido adquiridos junto de toda a Midway pela Warner Bros. Interactive Entertainment e se tornarem a atual NetherRealm Studios.

A segunda foi a Atari Corporation Games, que foi vendida para Jack Tramiel, mas que após alguns anos foi vendida para a GT Interactive e Hasbro, se tornando Hasbro Interactive, até ser comprada pela Infogrames Entertainment SA, se tornando em 2009 na Atari SA.[3]

Em 8 de março de 2021, a empresa entrou oficialmente no ramo das criptomoedas. Ela, junto com a Decentral Games, anunciou uma construção de um cassino exclusivo para moedas virtuais.[4]

História[editar | editar código-fonte]

Console Atari 2600, lançado originalmente em 1977

A Atari foi fundada por Nolan Bushnell e Ted Dabney em 1972 e seu primeiro jogo foi o arcade Pong. Em 1975 a empresa lançou uma versão caseira do jogo.[5]

Durante a década de 1970[6], a Atari se destacou ao produzir dezenas de jogos para arcade. Tempo depois, Nolan Bushnell vendeu a empresa para a Warner, que tinha feito uma oferta irrecusável. Com o passar do tempo, houve um certo "choque" entre a nova direção e Nolan Bushnell por causa do modo diferente dele administrar a empresa, e também irritando os magnatas que tinham comprado a companhia. Isso culminou com Nolan sendo despedido. O primeiro console foi o Atari VCS (Video Computer System), produzido em 1977. Seu preço era alto demais (em torno de 200 dólares), e uma sucessão de novos consoles foi lançado para tentar estabelecer uma fonte de renda segura, até que, em 1978, lançou o Atari 2600, de longe seu maior sucesso (e posteriormente o ícone da empresa).

Computador Atari ST de 1985.

Novos consoles com mais recursos foram lançados posteriormente (como o Atari 5200, o portátil Lynx, e o mais recente Jaguar), mas nenhum chegou perto das marcas de venda alcançadas pelo 2600 durante os anos 80. Havia centenas de empresas produzindo jogos (que chegavam aos milhares de títulos) para o 2600, entre elas a SEGA, a Coleco, e a Nintendo. As vendas começaram a cair nos Estados Unidos entre 1983 e 1984. No Brasil foi lançado em 1983 pela Gradiente e continuou como o vídeo game mais popular até o final da década, quando a SEGA entrou no mercado com o Master System. Ainda assim, é possível encontrar até hoje programadores e pequenas empresas produzindo novos jogos compatíveis com esse console.

Console portátil Atari Lynx de 1989.

O insucesso frente às grandes marcas surgidas a partir da "terceira geração" de video games de 8 bits causou problemas financeiros na Atari. No início dos anos 90, a companhia investiu no portátil Lynx, que não teve a mesma aceitação que o concorrente Game Boy, da Nintendo. Em 1993 lançou, em parceria com a IBM, o Jaguar, console de 64 bits, e o mais avançado de seu tempo. Mas a carência de jogos e o alto preço do aparelho fez com que as vendas nunca decolassem, sendo mais tarde eclipsado pela Nintendo com o Nintendo 64, bem como pela Sony, com o seu primeiro console, o PlayStation.

Ao longo dos anos 1990, a inabilidade da Atari em acompanhar o mercado de consoles culminou com a venda de suas divisões para diversas empresas de informática, terminando com a venda da própria marca para a Infogrames em 2001. Desde então, esta empresa usa o nome e o logotipo original da Atari em seus produtos, e assim produziu jogos de sucesso, como a série Civilization.

Principais produtos[editar | editar código-fonte]

Hardware[editar | editar código-fonte]

Software[editar | editar código-fonte]

Atari Token[editar | editar código-fonte]

A empresa passou a investir em sua própria criptomoeda, Atari Token (ATRI), que opera na rede Etherum. Ela tem como objetivo "...facilitar a monetização de produtos na indústria de entretenimento. A moeda também serve para pagamentos de contratos entre estúdios de games e produtoras, além de funcionar em transações nos jogos online da marca."

Ronaldinho Gaúcho virou o garoto-propaganda da moeda. Essa não é a primeira vez que ele se envolve com criptomoedas, e já fez propaganda para as empresas 18K e LBLV. Em ambos os casos, ele foi investigado por suspeitas de fraude e pirâmide financeira.[7]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Conheça a história da Atari». Tecmundo. Consultado em 13 de dezembro de 2018 
  2. «Esta era a sede da Atari, Inc.». Atari I/O. Consultado em 11 de maio de 2017 
  3. «Os melhores jogos e curiosidades da Atari, Inc.». PC Mag. Consultado em 22 de junho de 2012 
  4. Digital, Olhar (8 de março de 2021). «Atari entra oficialmente para o mundo das criptomoedas». Olhar Digital. Consultado em 25 de junho de 2021 
  5. «ralphbaer.com». www.ralphbaer.com. Consultado em 25 de junho de 2021 
  6. Atari - Veja 30 brinquedos que fizeram a alegria da sua infância BOL Notícias - 10 de dezembro de 2015
  7. «Ronaldinho Gaúcho vira garoto-propaganda da criptomoeda da Atari». www.tecmundo.com.br. Consultado em 3 de julho de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Atari