Atari

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Se procura pelo mais conhecido videogame desta empresa, veja Atari 2600.
Atari, Inc.
Logo utilizada pela Atari, Inc. até ser dissolvida em 1984 e se tornado Atari Corporation e Atari Games.
Subsidiária
Atividade Hardware
Software
Jogos eletrônicos
Fundação 27 de junho de 1972
Destino Dividida em duas empresas, Atari Games e Atari Corporation[1]
Encerramento 1 de julho de 1984
Sede Nova Iorque,
 Estados Unidos
Proprietário(s) Warner Communications (1976-1984)
Subsidiárias Atari Interactive, Inc.
Sucessora(s) Atari Games
Atari Corporation
Website oficial www.atari.com

Atari, Inc. foi uma empresa de produtos eletrônicos, e uma das principais responsáveis pela popularização dos vídeo games. Foi fundada em 27 de junho de 1972 por Nolan Bushnell e Ted Dabney e no mesmo ano começou a produzir em massa máquinas que reproduziam o jogo Pong.

Em 1976, a empresa foi adquirida pela Warner Communications, e após a crise de 1984, a empresa foi encerrada, se tornando duas.[2]

A Atari Games continuou sobre propriedade da Warner Communications até ser vendida para a Namco, logo após isso retornou para a Time Warner, seguiu independente por 8 anos, depois foi adquirida pela Midway Games, se tornando agora Midway Games Austin, até ser fechada e seus ativos terem sido adquiridos junto de toda a Midway pela Warner Bros. Interactive Entertainment e se tornarem a atual NetherRealm Studios.

A segunda foi a Atari Corporation Games, que foi vendida para Jack Tramiel, mas que após alguns anos foi vendida para a GT Interactive e Hasbro, se tornando Hasbro Interactive, até ser comprada pela Infogrames Entertainment SA, se tornando em 2009 na Atari SA.[3]

Em 8 de março de 2021, a empresa entrou oficialmente no ramo das criptomoedas. Ela, junto com a Decentral Games, anunciou uma construção de um cassino exclusivo para moedas virtuais.[4]

História[editar | editar código-fonte]

Console Atari 2600, lançado originalmente em 1977

A Atari foi fundada por Nolan Bushnell e Ted Dabney em 1972 e seu primeiro jogo foi o arcade Pong. Em 1975 a empresa lançou uma versão caseira do jogo.[5]

Durante a década de 1970,[6] a Atari se destacou ao produzir dezenas de jogos para arcade. Tempo depois, Nolan Bushnell vendeu a empresa para a Warner, que tinha feito uma oferta irrecusável. Com o passar do tempo, houve um certo "choque" entre a nova direção e Nolan Bushnell por causa do modo diferente dele administrar a empresa, e também irritando os magnatas que tinham comprado a companhia. Isso culminou com Nolan sendo despedido. O primeiro console foi o Atari VCS (Video Computer System), produzido em 1977. Seu preço era alto demais (em torno de 200 dólares), e uma sucessão de novos consoles foi lançado para tentar estabelecer uma fonte de renda segura, até que, em 1977, lançou o Atari 2600, de longe seu maior sucesso (e posteriormente o ícone da empresa).

Computador Atari ST de 1985.

Novos consoles com mais recursos foram lançados posteriormente (como o Atari 5200, o portátil Lynx, e o mais recente o Jaguar), mas nenhum chegou perto das marcas de venda alcançadas pelo 2600 durante os anos 80. Havia centenas de empresas produzindo jogos (que chegavam aos milhares de títulos) para o 2600, entre elas a Sega, a Coleco, e a Nintendo. As vendas começaram a cair nos Estados Unidos entre 1983 e 1984. No Brasil foi lançado em 1983 pela Gradiente e continuou como o vídeo game mais popular até o final da década, quando a SEGA entrou no mercado com o Master System. Ainda assim, é possível encontrar até hoje programadores e pequenas empresas produzindo novos jogos compatíveis com esse console.

Console portátil Atari Lynx de 1989.

O insucesso frente às grandes marcas surgidas a partir da "terceira geração" de video games de 8 bits causou problemas financeiros na Atari. No início dos anos 90, a companhia investiu no portátil Lynx, que não teve a mesma aceitação que o concorrente Game Boy, da Nintendo. Em 1993 lançou, em parceria com a IBM, o Jaguar, console de 64 bits, e o mais avançado de seu tempo. Mas a carência de jogos e o alto preço do aparelho fez com que as vendas nunca decolassem, sendo mais tarde eclipsado pela Nintendo com o Nintendo 64, bem como pela Sony, com o seu primeiro console, o PlayStation.

Ao longo dos anos 1990, a inabilidade da Atari em acompanhar o mercado de consoles culminou com a venda de suas divisões para diversas empresas de informática, terminando com a venda da própria marca para a Infogrames em 2001. Desde então, esta empresa usa o nome e o logotipo original da Atari em seus produtos, e assim produziu jogos de sucesso, como a série Civilization.

Principais produtos[editar | editar código-fonte]

Hardware[editar | editar código-fonte]

Software[editar | editar código-fonte]

Atari Token[editar | editar código-fonte]

A empresa passou a investir em sua própria criptomoeda, Atari Token (ATRI), que opera na rede Etherum. Ela tem como objetivo "...facilitar a monetização de produtos na indústria de entretenimento. A moeda também serve para pagamentos de contratos entre estúdios de games e produtoras, além de funcionar em transações nos jogos online da marca."

Ronaldinho Gaúcho virou o garoto-propaganda da moeda. Essa não é a primeira vez que ele se envolve com criptomoedas, e já fez propaganda para as empresas 18K e LBLV. Em ambos os casos, ele foi investigado por suspeitas de fraude e pirâmide financeira.[7]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Conheça a história da Atari». Tecmundo. Consultado em 13 de dezembro de 2018 
  2. «Esta era a sede da Atari, Inc.». Atari I/O. Consultado em 11 de maio de 2017 
  3. «Os melhores jogos e curiosidades da Atari, Inc.». PC Mag. Consultado em 22 de junho de 2012 
  4. Digital, Olhar (8 de março de 2021). «Atari entra oficialmente para o mundo das criptomoedas». Olhar Digital. Consultado em 25 de junho de 2021 
  5. «ralphbaer.com». www.ralphbaer.com. Consultado em 25 de junho de 2021 
  6. Atari - Veja 30 brinquedos que fizeram a alegria da sua infância BOL Notícias - 10 de dezembro de 2015
  7. «Ronaldinho Gaúcho vira garoto-propaganda da criptomoeda da Atari». www.tecmundo.com.br. Consultado em 3 de julho de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Atari