Ateneu Comercial de Lisboa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ateneu Comercial de Lisboa.

O Ateneu Comercial de Lisboa é uma instituição cultural localizada à rua das Portas de Santo Antão, na cidade e Distrito de Lisboa, em Portugal, no que era antes o palácio da Casa de Povolide, onde nomeadamente nasceu o 1.º conde de Povolide e o seu tio 1.º conde de Pontével, que foi um dos Quarenta Conjurados acompanhando seu pai.

A primeira referência que se conhece das actuais instalações, remonta a finais do século XVI, como residência dessa família nobre, na então Rua da Anunciada.

O chamado "Palácio da Anunciada" resistiu ao terramoto de 1755 e foi posteriormente comprado por o Conde de Burnay, sendo definitivamente adquirido pelo Ateneu em 9 de Outubro de 1926.[1]

O Ateneu Comercial de Lisboa fechou portas em 2012, depois de ter entrado em insolvência — caso que, mais tarde, levantou suspeitas de irregularidades na gestão.

História[editar | editar código-fonte]

Foi fundado por um grupo de empregados do comércio em 10 de junho de 1880, ano em que se celebrava o tri-centenário da morte do poeta Luís de Camões.

O carácter eminentemente cultural que os seus fundadores lhe pretenderam imprimir encontra-se patente nas escolhas feitas para o seu estandarte representativo, com a figura do deus Mercúrio, bem como de Luís de Camões para patrono.

A piscina, responsável pelas maiores entradas de dinheiro do Ateneu, fechou em setembro de 2011 devido a problemas estruturais irreversíveis.

Referências

  1. «Ateneu Comercial de Lisboa». designetico.org 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]