Atentado à discoteca de Berlim em 1986

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Atentado à discoteca de Berlim em 1986
Roxy-Palast, o edifício em que a discoteca La Belle estava localizada
Local Berlim Ocidental
Coordenadas 52° 28′ 23″ N, 13° 20′ 12″ L
Data 5 de abril de 1986
1:45 am (CET/CEST)
Tipo de ataque bombardeio; ataque terrorista
Arma(s) Explosivo plástico
Mortes 3 (dois soldados estadunidenses e um civil turco)
Feridos 229
Responsável(is) Verena Chanaa, Andrea Häusler, Musbah Abdulghasem Eter, Yasser Mohammed Chreidi, Ali Chanaa

O atentado à discoteca de Berlim em 5 de abril de 1986 foi um ataque terrorista na discoteca La Belle, em Berlim Ocidental, Alemanha.

Em 5 de abril de 1986 três pessoas foram mortas e cerca de 230 ficaram feridas quando discoteca La Belle foi bombardeada em Berlim Ocidental. O local de entretenimento era comumente frequentado por soldados dos Estados Unidos, e dois dos mortos e 79 dos feridos eram militares estadunidenses.

Uma bomba colocada debaixo de uma mesa perto da estande do DJ explodiu às 01:45 CET matando instantaneamente Nermin Hannay, uma mulher turca, e o sargento norte-americano Kenneth T. Ford. Um segundo sargento norte-americano, James E. Goins, morreu devido aos ferimentos dois meses depois. Algumas das vítimas ficaram permanentemente incapacitadas. [1]

A Líbia foi responsabilizada pelo atentado pelo governo dos Estados Unidos, e o presidente dos Estados Unidos, Ronald Reagan ordenou ataques de retaliação sobre Tripoli e Benghazi, na Líbia, dez dias depois. Os ataques teriam matado pelo menos 15 pessoas, incluindo a filha adotiva de Muammar Kadafi. [1]

Um julgamento de 2001 nos Estados Unidos estabeleceu que o atentado foi "planejado pelo serviço secreto líbio e na Embaixada da Líbia". [1]


Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c ERLANGER, STEVEN (14 de novembro de 2001). «4 Guilty in Fatal 1986 Berlin Disco Bombing Linked to Libya». New York Times 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]