Atlantic (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Atlantic
Titanic, O Desastre no Atlântico (BRA)
 Reino Unido
1929 •  pb •  90 minutos (EUA)
87 minutos (UK) min
 
Direção Ewald André Dupont
Produção Ewald André Dupont
John Maxwell
James Scura
Roteiro Victor Kendall
Ernest Raymond
Elenco Franklin Dyall
Madeleine Carroll
Género drama
Música John Reynders
Cinematografia Charles Rosher
Edição Emile de Ruelle
Companhia(s) produtora(s) British International Pictures
Distribuição Wardour Films UK)
Columbia Pictures (EUA)
Lançamento 15 de novembro de 1929
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

Atlantic (1929) (também conhecido como Titanic: Disaster In The Atlantic em seu lançamento para home video) é um filme britânico preto e branco, dirigido e produzido por Ewald André Dupont e estrelado por Franklin Dyall e Madeleine Carroll.[1] Originalmente, duas versões foram feitas, uma em língua inglesa e uma em língua alemã com o nome de Atlantik, e foram gravados simultaneamente. Subsequentemente a produção em francês(Atlantis) começou na primavera de 1930 usando diferentes gravações e estória parcialmente alterada.[2] Uma quarta versão foi lançada como filme mudo.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Atlantic é um filme de drama baseado no naufrágio do RMS Titanic em um navio de ficção chamado Atlantic. A linha principal do roteiro gira em torno de um homem que tem um caso com outra passageiro, que eventualmente é descoberto por sua esposa. O navio também tem a bordo um casal mais velho, os Rools, que estão em seu cruzeiro de aniversário de casamento. No meio do caminho, no Oceano Atlântico, o Atlantic atinge um iceberg, é danificado e está afundando no Atlântico. O pouco número de botes salva-vidas faz com que a tripulação permita apenas mulheres e crianças embarcarem (embora o capitão permita que alguns homens tomem os últimos botes restantes quando o desastre atinge o seu auge) e muitos casais são separados. A Sra. Rool se recusar a abandonar seu marido e após todos os botes terem partido, todos os passageiros se juntam no convés e cantam "Mais perto quero estar" enquanto o Atlantic afunda no oceano. As cenas finais mostram um grupo de passageiros recitando o Pai Nosso em um lounge inundado.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

O filme foi filmado a bordo do transatlântico da White Star Line, RMS Majestic. O filme foi originalmente feito como Titanic mas após ações judiciais foi rebatizado de Atlantic. A White Star Line, que era proprietária do RMS Titanic, ainda estava em operação na época e realmente tinha possuído um navio chamado RMS Atlantic que foi perdido em 1873. A cena final do longa-metragem era do navio naufragando, mas foi cortada da edição final para evitar transtornos com os sobreviventes do naufrágio do Titanic.

Som[editar | editar código-fonte]

Atlantic foi um dos primeiros filmes britânicos feitos com trilha sonora gravado opticamente no filme (sound-on-film), e foi o primeiro filme alemão com som. Na Inglaterra, foi lançado em versões sonoras e mudas. A versão francesa foi o quarto filme com sound-on-film.

Como o primeiro filme sonoro sobre o naufrágio do Titanic, é também o primeiro a apresentar a canção "Mais perto quero estar", que é tocada pela banda do navio e cantada pelos passageiros e tripulação.[3]

Referências

  1. «Atlantic (1929)». Rotten tomatoes. Consultado em 31 de maio de 2012 
  2. British Film Institute: Atlantic
  3. Mcgue, Kevin (12 de abril de 2012). «The Titanic on Film». A Life At The Movies 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]