Augusto César Vannucci

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Augusto César Vannucci
Nascimento 11 de janeiro de 1934
Uberaba, MG
Nacionalidade brasileiro
Morte 30 de novembro de 1992 (58 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Ocupação Ator, diretor e produtor
Cônjuge Vanusa

Augusto César Vannucci (Uberaba, 11 de janeiro de 1934Rio de Janeiro, 30 de novembro de 1992) foi um ator de cinema, diretor e produtor de televisão brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Ingressou na carreira artística como ator na Companhia César Ladeira, aos 18 anos. Como ator, participou de filmes, durante os anos 50 e 60, como Alegria de Viver (1958) (no qual também canta e dança), Tristeza do Jeca (1961) e Três Colegas de Batina (1962), entre outros.

Foi para a Rede Globo em 1965, meses após a inauguração da emissora. Nos anos 70 e 80, dedicou-se à carreira de diretor e produtor de programas de televisão. Criou e dirigiu a maior parte dos grandes musicais da Rede Globo, como Globo de Ouro e Alô Brasil, Aquele Abraço, e de humorísticos famosos, como Chico City, Faça Humor, Não Faça a Guerra, Aplauso e Os Trapalhões. Muitos de seus especiais, como os infantis e musicais, foram premiados no Brasil e no exterior. Dirigiu os especiais do Balão Mágico como A Turma do Balão Mágico em Amigos do Peito e A Turma do Balão Mágico Nº2, ao lado de Paulo Netto.

Espírita, ele também criou programas ligados à religião, como o Terceira Visão, apresentado por Luis Antonio Gasparetto na TV Bandeirantes, e era amigo pessoal do médium Chico Xavier. Vannucci dirigiu a peça Além da Vida, psicografada por Chico. Passou também pela Rede Manchete, onde criou a série Fronteiras do Desconhecido e, dias antes de sofrer o derrame cerebral que o matou, dirigiu para a Rede Globo o programa especial Criança Esperança, onde estavam os humoristas de Os Trapalhões, e elenco da Globo, com esportistas, atores, atrizes, cantores, cantoras, jornalistas e vários artistas.

Vannucci morreu aos 58 anos de idade, no Rio de Janeiro, vítima de uma isquemia cerebral, em 30 de novembro de 1992.[1]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Augusto César Vannucci». Dicionário Cravo Albin. Consultado em 9 de março de 2016 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.