Autódromo Internacional de Cascavel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Autódromo Zilmar Beux
Autódromo Internacional de Cascavel (Brazil) track map.svg
Localização Flag of Cascavel.jpg Cascavel
 Paraná
 Brasil
Capacidade 75 000
Proprietário Municipalidade
Abertura 1970 (46 anos)
Maiores eventos Stock Car
Fórmula Truck
Moto 1000 GP
Superfície Asfalto e concreto
Comprimento do circuito 3.058 km (1,900 mi)
Curvas 7 curvas

O Autódromo Internacional de Cascavel - Zilmar Beux é um complexo automobilístico brasileiro, situado no município paranaense de Cascavel.

Localizado numa área de 39,6 alqueires, metade da qual constituída por uma reserva natural, protegida por leis ambientais. Sede da tradicional prova Cascavel de Ouro, tem uma pista de alta velocidade, de asfalto e concreto, com percurso de 3.058 metros.[1]

Estrutura[editar | editar código-fonte]

  • Pista de asfalto e concreto com 3.058 x 12 metros, 7 curvas com áreas de escape e zebras padrão FIA;
  • 36 boxes completos, fechados e padrão FIA;
  • Parque fechado para equipes;
  • Helipontos;
  • Área de lazer e acampamento, restaurante e lanchonetes;
  • Estacionamento. [2]

Calendários de Etapas 2016[editar | editar código-fonte]

Categoria Datas
1ª Etapa Metropolitano de Marcas 28 de Fevereiro
2ª Etapa Metropolitano de Marcas 03 de Abril
3ª Etapa Metropolitano de Marcas 15 de Maio
Moto 1000 GP 29 de Maio
4ª Etapa Metropolitano de Marcas 12 de Junho
1ª Etapa Campeonato Paranaense de arrancada – 201 mts 25 e 26 de Junho
Stock Car Brasil 17 de Julho
Campeonato Brasileiro de Turismo 17 de Julho
Formula 3 17 de Julho
Mercedes Benz Challenge 17 de Julho
5ª Etapa Metropolitano de Marcas 07 de Agosto
Turismo 5000 11 de Setembro
6ª Etapa Metropolitano de Marcas 11 de Setembro
2ª Etapa Campeonato Paranaense de arrancada – 201 mts 24 e 25 de Setembro
Fórmula Truck 09 de Outubro
Cascavel de Ouro 23 de Outubro
Sprint Race 23 de Outubro
Old Stock Car 23 de Outubro

Histórico[editar | editar código-fonte]

As primeiras provas automobilísticas foram realizadas nas ruas da cidade em 1964, com caráter amador, por um grupo de amigos e entusiastas. Isso levou os pioneiros a constituir uma sociedade anônima, e com o capital adquirir uma grande área de terras e construir o autódromo em 1970, com pista de terra. Em 1973, depois de muitos esforços, notadamente do sócio Zilmar Beux, então presidente da entidade, o traçado recebeu asfalto, tornando-se o terceiro do Brasil e o primeiro do interior pavimentado.

A tradição automobilística do Oeste do Paraná nasceu do fato de um grupo de pessoas ter erguido um autódromo numa então pequena cidade, quando apenas três funcionavam no Brasil: Interlagos, Tarumã e Cascavel. [3] [4]

Abrigou as principais competições nacionais, como a Stock Car, e foi ali que nasceu a Fórmula Truck. Foi batizado como Autódromo Zilmar Beux de Cascavel, em homenagem ao seu principal idealizador e construtor.

Com o passar dos anos pouco foi investido no complexo, o que acabou por retirar o autódromo dos calendário oficial das grandes competições. Porém, continuou sediando muitos eventos de automobilismo e motociclismo, sendo sempre um grande formador de pilotos que atuaram e atuam em várias categorias automobilísticas do Brasil e exterior.[5]

O Circuito[editar | editar código-fonte]

Considerado o mais veloz do Brasil[6] , com médias de velocidade superiores a 173 km/h, o Autódromo Zilmar Beux é um dos poucos no Brasil que tem uma pista com dois tipos de pavimento – concreto e asfalto. Nos Estados Unidos é comum encontrar circuitos com essa combinação. Trata-se também de uma variação de piso que requer um acerto mais apurado do carro[7] .

O trajeto da pista tem 3.058 metros, com o concreto presente na reta de chegada. A largura é de 12 metros, o desenho conta com sete curvas e é percorrido no sentido anti-horário. É considerado de alta velocidade e com as recentes reformas passou a exigir um desempenho ainda maior dos carros. O traçado era de terra até 1973, quando recebeu asfalto e credenciou-se para receber outras provas de automobilismo[7] .

Curva do Bacião[editar | editar código-fonte]

Conhecida como "A Eau Rouge brasileira", a Curva do Bacião, primeira do circuito, é uma curva de raio longo, inclinada em 180º e que surge depois de uma reta em descida, fazendo com que a aproximação ocorra em altíssima velocidade[8] .

Contornada a quase 200km/h, é famosa por possuir o maior raio entre os autódromos do Brasil, com quase 300 metros de extensão. [9]

Em 2012 foi creditada a ela a responsabilidade pelo número excessivo de pneus estourados durante a etapa da Stock Car. Segundo os técnicos, o ombro do pneu quebrava, havia perda de pressão e o consequente estouro.[10] .

Municipalização e readequação[editar | editar código-fonte]

Após 41 anos, a empresa Autódromo de Cascavel S.A. doou a área da pista do autódromo para a Prefeitura de Cascavel, que em pouco tempo remodelou e modernizou toda sua estrutura, com alargamento do traçado, troca de toda a pavimentação, das quais 220 metros em concreto, ideal para competições de arrancada, áreas de escape com zebras padrão FIA, 36 boxes com estrutura completa no padrão FIA, heliponto, arquibancadas fixas, túnel de acesso maior, melhorias nas dependências de camping e lazer, restaurante e lanchonetes, transformando-o, segundo especialistas, no segundo melhor do Brasil[11] , devolvendo-lhe as principais competições nacionais.[12]

A reinauguração ocorreu no dia 5 de agosto de 2012, com uma etapa da Fórmula Truck, que reuniu público superior a 50.000 pessoas.[13]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Página oficial

História e mapa de RacingCircuits.info

Ver támbém[editar | editar código-fonte]

Kartódromo de Cascavel

Referências

  1. Um Show nas Pistas
  2. O Bonde
  3. Brasil Exporters
  4. Autódromo Zilmar Beux
  5. Brazil Exporters
  6. esportes.terra.com.br/ GP de Cascavel promete briga acirrada na pista mais rápida do Brasil
  7. a b stockcar.com.br/ No asfalto ou no Concreto, Circuito de Cascavel é desafiador
  8. br.motorsport.com/ Stock em Cascavel: Curva do Bacião, a "Eau Rouge brasileira"
  9. carrosecorridas.com.br/ O desafio do “Bacião”
  10. br.motorsport.com/ Curva do Bacião foi a causa dos estouros de pneus em Cascavel
  11. Olho Aberto
  12. Paraná Online
  13. Clic RBS