Automobilismo de velocidade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Automobilismo de velocidade é um tipo de corrida que acontece em circuitos pavimentados fechados (fechando trechos de ruas e estradas, como construindo um lugar fechado para esse fim), que é disputado com um formato de corrida, sendo que o objetivo é determinado por um número de voltas predeterminado pela organização da corrida, o vencedor é o piloto que percorrer a prova com o menor tempo possível, ou percorra tantas voltas quanto possível em um determinado tempo. Os principais tipos de carros usados ​​em corridas de velocidade são carros monoposto, carros de stock car, protótipos esportivos.

As corridas de velocidade diferem claramente do rally, que ocorrem em dias separados. drift, o Rallycross e autocross, o drift também ocorre em circuitos, mas nesse caso, o objetivo da corrida não é ser o mais rápido, mas aquele que conseguir a melhor pontuação da derrapagem do carro.[1]

Como ocorre a competição[editar | editar código-fonte]

Uma corrida de velocidade pode ser composta por até quatro partes diferentes: sessão de treino, sessão de qualificação, corridas de qualificação e corrida final, assim como a fórmula 1.[2]

Os participantes circulam pelo circuito avaliando as características do mesmo e o comportamento do carro. Para melhorar os tempos de volta, o piloto modifica os diferentes parâmetros de ajuste de seu carro (suspensão, pneus, freios, etc).

Na sessão de qualificação ou qualificação , os pilotos devem dar voltas o mais rápido possível ao circuito. De acordo com a competição, os pilotos podem ficar restritos a um certo número máximo de voltas e podem pedalar sozinhos ou simultaneamente. Em certos campeonatos há uma super classificação , que exige os melhores pilotos qualificados para voltarem, normalmente sem a presença de seus colegas na pista.[3]

A corrida final é aquela que premia pontos pelo campeonato, classificados de acordo com os resultados das temporadas de qualificação. Os pilotos começam e competem simultaneamente, tentando chegar o mais rápido possível à linha de chegada, uma vez que o tempo ou as voltas previamente estipuladas tenham sido concluídos. Em geral, o circuito tem uma área onde as equipes podem consertar carros danificados, reabastecer, substituir pneus e, em corridas de endurance[4] tem a possibilidade de trocar o motorista.

Em alguns campeonatos, antes da corrida final há a disputa de corridas de qualificação, que geralmente duram menos do que a última corrida e dar alguns pontos (ou nenhum) para o piloto. Por exemplo, nas provas de turismo Wagon,[5] os pilotos são divididos em três grupos, de acordo com os resultados da classificação. A posição de largada da última corrida é montada de acordo com as posições de chegada dos pilotos nas três provas de qualificação, Do mesmo modo, a posição de partida do Daytona 500 é formado de acordo com os resultados de duas mangas, cuja ordem de partida é determinada a partir do resultado da rodada de classificação. Em outros casos, não há uma única corrida final, mas duas ou três corridas. É comum que cada corrida corresponda a um lote de classificação diferente. Em contraste, no Campeonato Mundial de Carros de Turismo.[6]

A Série GP2[7] usa o mesmo sistema do World Touring Car Championship, com a diferença de que a primeira corrida é mais longa e dá mais pontos do que a segunda.

Galeria[editar | editar código-fonte]

Corrida de monoposto
Daytona 500 de 2004
24 Horas de Le Mans
Campeonato Mundial de Turismo de 2005.

Veja Também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Circuito de Ebisu: onde os carros de drift levantam voo - FlatOut!». FlatOut!. 23 de março de 2016 
  2. «Fórmula 1». Destrinchando – Life Style e Moda Masculina. 12 de setembro de 2016 
  3. Rhenius, Fernando (24 de dezembro de 2015). «Endurance: automobilismo feito com paixão». VAVEL.com 
  4. «Endurance | Carros e Corridas». www.carrosecorridas.com.br. Consultado em 8 de julho de 2018 
  5. Okulski, Travis. «Honda Wagon Race Car Instantly Becomes Everyone's Favorite Race Car». Jalopnik (em inglês) 
  6. «About - FIA WTCR». www.fiawtcr.com (em inglês). Consultado em 8 de julho de 2018 
  7. «The Championship - Formula 2». www.fiaformula2.com. Consultado em 8 de julho de 2018