Avaliação pré-anestésica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde Fevereiro de 2008).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.

Avaliação pré-anestésica (APA) é uma consulta médica de avaliação clínica e especializada que deve ser efetuada previamente à realização de um ato anestésico. Nesta consulta, o médico anestesiologista entrevista o paciente para se informar sobre suas condições físicas e psicológicas e para conhecer todas as informações de interesse clínico sobre o paciente como, se há doenças pré-existentes, se o paciente é portador de alguma alergia, se fez ou faz uso de medicamentos, obtendo informações sobre o nome e dose diária utilizada deste medicamento, se o paciente ja se submeteu anteriormente a alguma cirurgia onde foi necessário a utilização de anestesia e qual a cirurgia (ou procedimento) que este paciente irá realizar e/ou a que será submetido.

É durante a avaliação e/ou consulta pré-anestesica que o anestesiologista informa o paciente sobre os cuidados que deverão ser tomados antes, durante e depois da realização do procedimento. Essas informações são basicamente o período de jejum pré-operatório, as rotinas da anestesia e as informações gerais sobre a técnica anestésica que será empregada para a realização da cirurgia. Além disso prescreve as medicações que o paciente deverá receber para tornar a entrada no centro cirúrgico menos estressante (a denominada medicação pré-anestésica).

Orientações e cuidados no pré-operatório[editar | editar código-fonte]

Antes do procedimento cirúrgico, alguns cuidados podem ser importantes para a realização da anestesia de forma segura e eficaz:

  • Jejum de 6 horas para sólidos (porém 8 horas se refeição gordurosa ou em grande volume). Ainda, jejum de 6 horas para leite não-humano ou fórmula, de 4 horas para leite materno e de 2 horas para líquidos claros (sem grumos) ou água.
  • Informar ao médico anestesiologista sobre remédios regularmente utilizados e também sobre aqueles que possivelmente já provocaram reações alérgicas no paciente.
  • Remover peças dentárias móveis como dentaduras, pivôs e pontes.
  • Não utilizar, no dia da cirurgia, cosméticos ou acessórios (brincos, relógios, pulseiras, etc.).
  • Evitar o consumo de bebidas alcoólicas e fumo dias previamente à intervenção cirúrgica.


Classificação do estado físico de acordo com a escala da ASA (American Society of Anesthesiologists):

• ASA I – Paciente saudável;

• ASA II – Paciente com doença sistêmica leve ou moderada, sem limitação funcional;

• ASA III - Paciente com doença sistêmica severa, com limitação funcional;

• ASA IV - Paciente com doença sistêmica severa, representa risco de vida constante;

• ASA V - Paciente moribundo com perspectiva de óbito em 24 horas, com ou sem cirurgia;

• ASA VI - Paciente com morte cerebral, mantido em ventilação controlada e perfusão, para doação de órgãos (transplante);

• OBS.: Quando o procedimento é considerado de emergência, acrescentar "E" à classificação ASA.