Avenida Jornalista Rubens de Arruda Ramos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Este artigo cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde Julho de 2008). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Avenida Jornalista Rubens de Arruda Ramos
Centro e Agronômica, Florianópolis, SC, Brasil
Beira-mar vista do Hotel Majestic.
Nome popular Avenida Beira-Mar Norte
Tipo Avenida
Extensão 7 km

A Avenida Jornalista Rubens de Arruda Ramos, mais conhecida como Avenida Beira-Mar Norte, é uma avenida de Florianópolis. Localiza-se na região central da cidade, entre a parte inferior da Ponte Hercílio Luz e o viaduto de acesso ao Norte da Ilha.

Trata-se de uma avenida que corre junto ao mar, construída sobre um aterro na década de 1960. Na década de 1980 foi ampliada e tomou seu formato atual, com três faixas de rolamento e mais três faixas de pista local no sentido Centro-Trindade, e integrou com o aterro da Baía Sul feito na década de 1970, além de receber calçadão e ciclovia.

A Avenida Beira Mar Norte possui três pistas paralelas, de modo que a mais externa dá acesso ao sul da cidade e às pontes que levam à região continental da cidade, a do meio corre no sentido oposto, levando ao norte da cidade e em direção á região da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), e a pista mais interna corre no mesmo sentido, dando acesso ao bairro Agronômica. Ela é famosa, ainda, por ser uma das regiões mais valorizadas da cidade. Uma cobertura, por exemplo, só pode ser comprada com valor acima de 1 milhão de reais. A principal festa de ano-novo em Florianópolis ocorre na Beira-Mar. A festa é uma das maiores do Brasil, chegando a receber até 350 mil pessoas (2007/2008).[1]

História[editar | editar código-fonte]

O jornalista Rubens de Arruda Ramos dá nome a avenida.

Pistas e prédios da Beira-mar.

Antes dos aterros, ali se situava a Praia de Fora, um estaleiro da Hoepcke e um dos vários fortes que protegiam a capital catarinense no período colonial, nas proximidades do atual Hotel Majestic, do qual não restam vestígios.

A praia de Fora original desapareceu sob os aterros feitos na década de 1960. Com a ampliação feita no início da década de 80, com novo aterro, uma praia artificial se formara, sendo então a atual Praia de Fora. Apesar de ainda existir dita cuja faixa de areia, esta praia é frequentemente imprópria para banhos devido aos altos níveis de poluição das águas.

No atual Beiramar Shopping, situava-se o Estádio Adolfo Konder, popularmente chamado de Campo da Liga ou Pasto do Bode. Pertencia ao Avaí Futebol Clube, até ser vendido a um grupo de empresários, que ali construiu o shopping, além do novo e atual estádio do clube, o Aderbal Ramos da Silva (Ressacada), próximo ao aeroporto.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Beira-mar Norte se mantém como a avenida mais valorizada e cobiçada de Florianópolis». Notícias do Dia. 19 de setembro de 2014. Consultado em 23 de dezembro de 2017.