Aventuras Fantásticas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Fighting Fantasy
Aventuras Fantásticas (PT/BR)
Designer Ian Livingstone, Steve Jackson
Editora(s)  Reino Unido Puffin, Wizard Books
 Brasil Marques Saraiva e Jambô Editora
 Portugal Editorial Verbo
Local de origem Reino Unido
Lançamento 1982
Gênero Fantasia
Sistema livro-jogo

Aventuras Fantásticas (Fighting Fantasy, no original) é uma série de livros-jogos criada por Ian Livingstone e Steve Jackson, lançada no Brasil pelas editoras Marques Saraiva e, mais tarde, Jambô Editora[1], e em Portugal, pela Editorial Verbo.

O primeiro volume da série foi publicado pela Puffin (Reino Unido) em 1982; mais tarde, os direitos sobre a série seriam comprados pela Wizards Books, em 2002. Originalmente, a série se destacou por apresentar elementos de RPG, com muitas das capas apresentando a legenda que sugeria uma aventura "em que você é o herói!" A maioria dos títulos era de fantasia, embora também houvesse livros com os gêneros ficção científica, pós-apocalíptico e super-herói. A popularidade da série levou à criação de vários produtos, tais como action figures, jogos de tabuleiro, sistemas de RPG, revistas, romances e video games.

Publicações[editar | editar código-fonte]

A série foi criada pelos ingleses Steve Jackson (não confundir com Steve Jackson, americano criador do sistema GURPS, embora esse também tenha escrito três livros para a série)[2][3] e Ian Livingstone, co-fundadores da Games Workshop, que tiveram a ideia de criar um livro-jogo, misturando o conceito de RPG com os livros interativos já existentes na época[4]. Dessa ideia nasceram as Aventuras Fantásticas (Fighting Fantasy, no original). A Games Workshop foi fundada em 1975 como uma empresa de jogos de tabuleiro e que em 1977, se tornou a editora britânica de Dungeons & Dragons.[5]

Em agosto de 1982, O Feiticeiro da Montanha de Fogo estava nas livrarias, e, em poucas semanas, as 20 mil cópias da tiragem já tinham sido vendidas. No ano seguinte, foram publicados A Cidadela do Caos e A Floresta da Destruição, e então a coleção já se consagrou como grande sucesso. Durante treze anos, novos livros-jogos (não apenas de autoria da dupla) foram publicados ininterruptamente até que, atingindo o seu número 59, após alcançar a marca de best-seller e vender mais de 15 milhões de cópias, a série foi cancelada. As aventuras fantásticas, então, já haviam sido publicadas em 22 países - entre eles: Israel, Noruega e Bulgária. Jackson também escreveu uma série autônoma de quatro partes intitulada Artes Mágicas!Sorcery!.


Em 2002, a editora britânica Wizard Books ressuscitou a coleção, publicando novas edições dos livros, com capas e ilustrações diferentes das antigas.

Estrutura[editar | editar código-fonte]

A estrutura era semelhante à da série "Escolha sua Aventura", editada pela Ediouro, no Brasil, onde o leitor encarnava o personagem principal da história. O leitor ia lendo a história até que o livro o convidasse a fazer uma escolha. Cada escolha encaminhava o leitor a uma página diferente onde a história continuava de acordo com a escolha feita pelo leitor. A principal diferença entre as duas séries é que em alguns livros da série Aventuras Fantásticas havia uma planilha, onde o leitor anotava as características do personagem, como em um jogo de RPG. E as lutas também eram decididas com o lançamento de dados.

Cenário[editar | editar código-fonte]

A maior parte dos livros de Aventuras Fantásticas ocorre no mundo ficcional de Titan, sendo que 46 dos 59 títulos originais são baseados nesse cenário de campanha. Como em muitos cenários de fantasia utilizados em RPG, Titan corresponde vagamente à Europa medieval, com a adição de magia, monstros e diversas raças não-humanas inteligentes. Titan consiste em três continentes: Allansia, Khul e o Mundo Antigo. Tendo sido desenvolvida aos poucos ao longo dos livros-jogos, a história fragmentada e por vezes contraditória do cenário foi reunida e revista no livro Titan: O Mundo de Aventuras Fantásticas, de 1986.


Títulos lançados no Brasil[editar | editar código-fonte]

Série Aventuras Fantásticas
  1. A Cidadela do Caos
  2. O Feiticeiro da Montanha de Fogo
  3. A Floresta da Destruição
  4. A Cidade dos Ladrões
  5. O Calabouço da Morte
  6. A Nave Espacial Traveller
  7. O Templo do Terror
  8. As Coligações de Kether
  9. Mares de Sangue
  10. Encontro Marcado com M.E.D.O.
  11. Planeta Rebelde
  12. Demônios das Profundezas
  13. A Cripta do Vampiro
  14. Robô Comando
  15. Prova dos Campeões
  16. O Guerreiro das Estradas
  17. As Cavernas da Feiticeira da Neve
  18. A Espada do Samurai
  19. O Ladrão da Meia-Noite
  20. Mansão das Trevas
  21. Fantasmas do Medo
  22. O Talismã da Morte
  23. Fortaleza dos Pesadelos
  24. Punhais da Escuridão
  25. A Cripta do Feiticeiro
  26. Exércitos da Morte
  27. Escravos do Abismo
  28. Sky Lord


Série Fighting Fantasy/D20
  1. O Feiticeiro da Montanha de Fogo
  2. As Cavernas da Feiticeira da Neve


Série Aventuras Fantásticas
Fúria de Príncipes
  1. O Caminho do Guerreiro
  2. O Caminho do Feiticeiro


Série Aventuras Fantásticas Mitológicas (ou Crônicas de Creta)
  1. O Feudo Sangrento de Alteu
  2. Na Corte do Rei Minos
  3. O Retorno do Errante (Não publicado)


Série Artes Mágicas! (ou Magia!)
  1. As Montanhas Shamutanti
  2. Kharé - Porto dos Ardis
  3. As Sete Serpentes
  4. Coroa de Reis (Não Publicado)


Série Aventuras Fantásticas - Livros de Apoio
  1. Out of the Pit - Saídos do Inferno
  2. Titan - O Mundo de Aventuras Fantásticas
  3. RPG / Aventuras Fantásticas - Uma introdução aos role-playing games
  4. O Saqueador de Charadas


Série Aventuras Fantásticas RPG Avançado
  1. Dungeoneer
  2. Blacksand
  3. Allansia (Nao publicado)


Série Aventuras Fantásticas - Romance
  1. As Guerras de Trolltooth
  2. Demonstealer - Ladrão-Demônio
  3. Shadowmaster (Nao Publicado)

O Retorno da Serie ao Brasil[editar | editar código-fonte]

A Caladwin Editora lança as adaptações de livros da série para o Sistema d20, publicando em 2006, a adaptação de O Feiticeiro da Montanha de Fogo[6] e em 2008, a adaptação de As Cavernas da Feiticeira da Neve[7] , originalmente publicados pela editora inglesa Myriador.

Em maio de 2009 a série Aventuras Fantásticas volta a ser publicada no país em seu formato original de livro-jogo, agora pela Editora Jambô e com o título original, Fighting Fantasy.


Nas edições 29 e 30 da revista Dragon Slayer, apresentou as regras para aventuras em Titan baseado nas regras originais dos livros-jogos e usando apenas dados de seis faces, o texto é de Gustavo Brauner, que traduziu a série de livros-jogos publicados pela Jambô.[8] Até o momento os seguintes livros foram publicados pela editora:

  1. O Feiticeiro da Montanha de Fogo
  2. A Cidadela do Caos
  3. A Masmorra da Morte
  4. Criatura Selvagem
  5. A Cidade dos Ladrões
  6. A Cripta do Feiticeiro
  7. A Mansão do Inferno
  8. A Floresta da Destruição
  9. As Cavernas da Bruxa da Neve
  10. Desafio dos Campeões
  11. Exércitos da Morte
  12. Retorno à Montanha de Fogo
  13. A Ilha do Rei Lagarto
  14. Encontro Marcado com o M.E.D.O.
  15. A Nave Espacial Traveller
  16. A Espada do Samurai
  17. Guerreiro das Estradas
  18. O Templo do Terror
  19. Sangue de Zumbis

Essas reedições possuem nova arte na capa e alteração de alguns nomes internos; o resto foi mantido na publicação, como as imagens entre as referências e toda sua história.

Títulos lançados em Portugal[editar | editar código-fonte]

  1. O Feiticeiro da Montanha de Fogo
  2. A Floresta da Morte
  3. A Cidadela do Caos
  4. A Nave Perdida
  5. A Cidade dos Ladrões
  6. A Masmorra Infernal
  7. A Ilha do Rei Lagarto
  8. O Pântano do Escorpião
  9. A Feiticeira das Neves
  10. A Mansão Diabólica
  11. O Talismã da Morte
  12. O Assassino do Espaço
  13. O Templo do Terror
  14. O Planeta Rebelde
  15. Demónios das Profundezas
  16. A Espada do Samurai
  17. O Desafio dos Campeões
  18. Os Círculos de Kether
  19. Máscaras de Destruição
  20. Comando Robot
  21. O Castelo dos Pesadelos
  22. A Cripta da Feitiçaria
  23. O Viajante das Estrelas
  24. Os Abismos do Mal
  25. Encontro com o M.E.D.O.
  26. A Arma de Telak
  27. Cavaleiro do Céu
  28. O Ladrão de Espíritos
  29. A Maldição do Vampiro
  30. Torre de devastação
  31. Maré Vermelha
  32. Escravos do Abismo
  33. Exércitos da Morte
  34. A Lenda dos Cavaleiros das Trevas
  35. Regresso à Montanha de Fogo
  36. O Senhor do Caos
  37. Resgate em Arion
  38. A Maldição da Múmia

O lançamento em Portugal do #39 "A Vingança do Vampiro" (do original 58. "Revenge of the Vampire") chegou a ser previsto, mas a coleção foi descontinuada pela Verbo.


Outras mídias[editar | editar código-fonte]

A revista Warlock (publicada primeiro pela Puffin Books e depois pela Games Worksho) forneceu informações adicionais sobre o universo Fighting Fantasy, e cada edição apresentou um livro-jogo, novas regras, monstros, críticas e tirinhas. Foi publicada de 1983 a 1986 e teve 13 edições.

Em 1984, Steve Jackson publicou o RPG de mesa, Fighting Fantasy - The Introdutor de Role-playing Game. Um segundo jogo foi publicado em 1989: Advanced Fighting Fantasy (AFF). O AFF foi relançado como uma edição nova e expandida pela Arion Games em 2011.


Em 1985, Steve Jackson escreveu um livro-jogo ilustrado Tasks of Tantalon, no qual o jogador precisava resolver uma série de quebra-cabeças que eram apresentados como imagens grandes e coloridas contendo pistas escondidas a serem localizadas e montadas.

The Warlock of Firetop Mountain (1986) e Legend of Zagor (1993) Foram lançados como jogos de tabuleiro pela Games Workshop e Parker Brothers, respectivamente.


Em 1992, o Fighting Fantasy 10th Anniversary Yearbook (m diário com artigos, trivia e um livros) completo com um conjunto de dados em caixa e fichas de personagens foram publicados.


Em 2003, Jamie Wallis adaptou Aventuras Fantásticas e Artes Mágicas! para o Sistema d20, sendo portanto, compatível com os livros da terceira edição de Dungeons & Dragons, essas adaptações foram publicadas pela editora inglesa Myriador.[6] E entre 2008 e 2009, reeditado em formato pdf pela Greywood Publishing.[9] A editora anunciou um projeto de uma nova adaptação, mas o projeto foi abandonado.


Vários dos títulos de Fighting Fantasy foram lançados como videogames, incluindo os sete títulos de Fighting Fantasy (he Warlock of Firetop Mountain, The Citadel of Chaos, The Forest of Doom, Temple of Terror, Seas of Blood, Appointment with F.E.A.R. e Rebel Planet) Para as plataformas Commodore 64, Amstrad, BBC e ZX Spectrum (1984) e Deathtrap Dungeon para PC e PlayStation da Eidos Interactive (1998). Em 18 de agosto de 2011, uma adaptação do Talisman of Death foi lançada pelo empresa britânico Laughing Jackal para a plataforma PlayStation Minis (jogável no PlayStation Portable e PlayStation 3).[10]

Em 5 de dezembro de 2006, foi anunciado que Jackson e Livingstone planejavam lançar uma nova série de videogames com base em Fighting Fantasy para Nintendo DS e PSP da Sony.[11]

O primeiro deles, Fighting Fantasy: The Warlock of Firetop Mountain, foi lançado para o DS nos Estados Unidos em 25 de novembro de 2009 e para o iPhone e iPod da Apple no início de janeiro de 2010.


Em 2010, o Super Team Film Prods garantiu os direitos de House of Hell com a intensão de fazer uma adaptação cinematográfica.[12]


Em 10 de fevereiro de 2011, uma edição para Amazon Kindle de The Warlock of Firetop Mountain foi lançada pela empresa britânica Worldweaver Ltd, para o mercado americano.[13] Warlock e outros quatro livros de jogos foram lançados no iOS pela Big Blue Bubble, mas retirados da loja de aplicativos em 2012, quando perderam a licença.[14] A produtora australiana Tin Man Games desde então publicou várias versões do iOS e android dos livros Fighting Fantasy, incluindo Blood of the Zombies, House of Hell, Forest of Doom, Island of the Lizard King e Starship Traveller[15] e uma versão para iOS de A primeira parte da série Sorcery! foi lançada pela Bright Al Ltd em 2010.[16]


O estudio Inkle, com sede em Cambridge, lançou outra versão interativa do The Shamutanti Hills para iOS em maio de 2013.[17] E desde então lançou as quatro partes da Feiticeira! No iOS, Android, Windows e Mac.


Uma série de quadrinhos baseada em Freeway Fighter deve ser publicado pela Titan Books a partir de maio de 2017.[18]

Referências[editar | editar código-fonte]

Notas
  1. «Os livros-jogos Fighting Fantasy». Jambô Editora 
  2. "Frequently Asked Questions". Steve Jackson Games.
  3. Steve Jackson – Biography and Public Warning". Steve Jackson Games.
  4. «Você é o herói». SuperInteressante. Maio de 1991 
  5. "News". White Dwarf (Games Workshop) (4). Dec/Jan 1977/78.
  6. a b press release (26 de março de 2006). «A volta das Aventuras Fantásticas!». Rede RPG 
  7. Adriana (29 de fevereiro de 2008). «Aventuras Fantásticas: As Cavernas da Feiticeira da Neve». Rede RPG 
  8. Gustavo Brauner (2009). «Fighting Fantasy, os livros-jogos estão de volta». Dragon Slayer (25). São Paulo, Brasil: Editora Escala 
  9. «Fighting Fantasy d20 - RPG Geek» 
  10. "Fighting Fantasy: Talisman of Death - Games"
  11. "Fighting Fantasy gamebooks to come to handhelds // News"
  12. Lodderhose, Riana (27 de abril de 2010). "Super Team buys ‘House of Hell’ rights"
  13. [http://www.worldweaver.com/Gamebooks.aspx "Fighting Fantasy and Lone Wolf gamebooks at Worldweaver Ltd."
  14. "'Fighting Fantasy' Series Delisting August 14th"
  15. "Books". Tin Man Games.
  16. Steve Jackson’s Sorcery! The Shamutanti Hills goes live
  17. Inkle Studios project page
  18. Judge Dredd Megazine #383, 16 de maio de 2017, pp. 38-41
Bibliografia


Ligações externas[editar | editar código-fonte]