Azadirachta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Como ler uma infocaixa de taxonomiaAzadirachta
Azadirachta indica.

Azadirachta indica.
Classificação científica
Reino: Plantae
Clado: Angiosperms
Clado: Eudicots
Clado: Rosids
Ordem: Sapindales
Família: Meliaceae
Género: Azadirachta
A.Juss.
Espécies
A. indica em flor.

Azadirachta A.Juss. é um género que inclui duas espécies de árvores da família Meliaceae (mognos)[1] , ambas com distribuição natural na região indomalaia. Devido à grande variabilidade morfológica das espécies integradas neste género, foram propostas numerosas espécies, mas presentemente apenas duas são reconhecidas como taxonomicamente válidas, Azadirachta excelsa e Azadirachta indica, esta última uma árvore com grande interesse económico.

Descrição[editar | editar código-fonte]

O género Azadiracha foi descrito por Adrien-Henri de Jussieu e publicado em Mémoires du Muséum d'Histoire Naturelle 19: 220. 1830.[2] As plantas deste género são árvores perenes, monoicas, com tricomas simples, até 15 m de altura, por vezes até aos 20 m de altura, tronco curto e robusto, ritidoma de coloração acastanhada café, enrugado e fissurado.

As folhas têm até 40 cm de comprimento, com 4–9 pares de folíolos opostos; folíolos ovado-lanceolados a lanceolados, fortemente falcados, com até 9 cm de comprimento e 3 cm de largura, ápice largamente acuminado, base muito assimétrica, margens grosseiramente serrado, glabras.

Florescem num inflorescência do tipo panícula axilar, com até 35 cm de comprimento. As flores apresentam cálice 5-lobado até à metade inferior, com 5 pétalas livres, imbricadas, de coloração esbranquiçada, formando um tubo estaminal cilíndrico, ligeiramente expandido no ápice, terminado por 10 apêndices arredondados ou truncados, emarginados ou bilobados, por vezes unidos e formando um volito; disco anular, fundido à base do ovário; ovário 3-locular, cada lóculo com 2 óvulos colaterais, estilete escassamente expandido, terminando em 3 lobos estigmáticos agudos e parcialmente fundidos, de coloração creme.

O fruto é uma drupa elipsoide, 1,5–1,8 cm de comprimento, amarela; sementes 1–2 com endocarpo cartilaginoso.[2]

O género inclui presentemente duas espécies que podem ser representadas no seguinte cladograma com base no Catalogue of Life:[1]

Azadirachta 

Azadirachta excelsa (Jack) M.Jacobs



Azadirachta indica A.Juss.



A espécie Azadirachta indica, conhecida por árvore nim, é utilizada comerciamente na produção demadeira e para produzir um óleo, o óleo de nim, amplamente utilizada em medicina tradicional e na indústria dos cosméticos. A espécie é também cultivada como árvore ornamental nas regiões tropicais e subtropicais, estando naturalizada em diversas regiões.

Na medicina tradicional indiana, ainda muito praticada na Índia e restantes países do sudoeste asiático, a resina destas árvores é considerada como detentora de importantes propriedade medicinais. Um componente da resina foi comprovado como um insecticida eficiente, designado por azadirachtina. Outro componente é eficiente como antifúngico.

Estas espécies não devem ser confundidas com Melia azedarach, uma árvore de um género diferente, embora também pertencente à família dos mognos.

Notas

  1. a b Roskov Y., Kunze T., Orrell T., Abucay L., Paglinawan L., Culham A., Bailly N., Kirk P., Bourgoin T., Baillargeon G., Decock W., De Wever A., Didžiulis V. (ed) (26 de maio de 2014). Species 2000: Reading, UK., ed. «Species 2000 & ITIS Catalogue of Life: 2014 Annual Checklist.» 
  2. a b «Azadirachta». Tropicos.org. Missouri Botanical Garden. Consultado em 3 de fevereiro de 2013 

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Mabberley, D. J. et al. 1995. Azadirachta, pp. 337–343. In: Flora Malesiana ser. 1 Spermatophyta 12(1): 1-407.
  • Pennington, T. D. and B. T. Styles. 1975. A generic monograph of the Meliaceae. Blumea 22: 419-540

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Azadirachta
Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Azadirachta