Azida de sódio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde Novembro de 2011).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Azida de sódio
Alerta sobre risco à saúde
Sodium azide.svg
Outros nomes Trinitreto de sódio
Identificadores
Número CAS 26628-22-8
Propriedades
Fórmula molecular NaN3
Massa molar 65.01 g/mol
Aparência White solid.
Densidade 1,85 g·cm-3 (20 °C)[1]
Ponto de fusão

275 °C (decompõe-se)[1]

Solubilidade em água bem solúvel (420 g·l-1 a 20 °C)[1]
Solubilidade bem solúvel em amoníaco líquido, insolúvel em éter dietílico[2]
Riscos associados
MSDS External MSDS
Classificação UE Highly toxic (T+)
Dangerous for
the environment (N)
Frases R R21, R26, R28,
R32, R50, R53
Frases S S1, S2, S28, S45,
S60, S61
LD50 27 mg·kg-1 (rato, oral)[3]
Compostos relacionados
Outros aniões/ânions Nitreto de sódio
Amida de sódio
Peróxido de sódio
Outros catiões/cátions Azida de potássio
Compostos relacionados Cianeto de sódio
Exceto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições normais de temperatura e pressão

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

Azida de sódio, azida sódica, azeto de sódio, azoteto de sódio [PT], trinitrogeneto de sódio ou trinitreto de sódio, é o composto químico com fórmula NaN3. Este sal incolor é um reagente comum em síntese orgânica, e é um componente em muitos sistemas de "airbag" em veículos.

Estrutura, síntese e principais reações[editar | editar código-fonte]

Estrutura[editar | editar código-fonte]

Azida de sódio é um composto iônico. O grupo N3- é centrosimétrico com as distâncias N-N de 1.18 Å.[4] Azida de sódio é altamente solúvel em água. Tais soluções contém mínimas quantidades de azida de hidrogênio, como descrito pelo seguinte equilíbrio:

N3 + H2O HN3 + OH K = 10−4.6

Preparação[editar | editar código-fonte]

O método comum de síntese é o processo Wislicenus, o qual se dá em duas etapas, partindo da amônia. Na primeira etapa, a amônia é convertida em amida de sódio:

2 Na + 2 NH3 → 2 NaNH2 + H2

A amida de sódio é, então, combinada com óxido nitroso.

2 NaNH2 + N2O → NaN3 + NaOH + NH3

Alternativamente, o sal pode ser obtido pela reação de nitrato de sódio com amida de sódio.[5]

Reações[editar | editar código-fonte]

Tratamento da azida de sódio com ácidos fortes resulta o ácido correspondente, ácido hidrazóico:

H2SO4 + NaN3 → HN3 + NaHSO4

Azida de sódio não pode ser fundida, mas decompõe-se vigorosamente a sódio metálico e gás nitrogênio a aproximadamente 300 °C. Este comportamento é aproveitado quando uma carga elétrica disparada por impacto de automóveis aquece o sal e explosivamente libera nitrogênio expandindo o airbag:

2 NaN3 → 2 Na + 3 N2

O sódio metálico que é formado apresenta perigo, por isso, em airbags de automóveis, ele é convertido por reação com outros reagentes, tais como o nitrato de potássio (KNO3) e sílica (SiO2), em um inerte "vidro" de silicato alcalino.[6]

Azida de sódio é usada em síntese orgãnica para introduzir o grupo funcional azida por eliminação de um haleto.[7] O grupo funcional azida pode posteriormente ser convertido a uma amina por redução com hidreto de lítio e alumínio, ou uma fosfina terciária tal como trifenilfosfine na reação de Staudinger.

Azida de sódio pode ser destruido por tratamento com solução ácida de nitrito de sódio:[8]

2 NaN3 + 2 HNO2 → 3 N2 + 2 NO + 2 NaOH


Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou seção está a ser traduzido (desde janeiro de 2008). Ajude e colabore com a tradução.

(em inglês)

Bioquímica e usos biomédicos[editar | editar código-fonte]

Azida de sódio é um útil reagente de prova, mutagênico, e preservativo. Em hospitais e laboratórios, é um biocida; e é especialmente importante em reagentes em escala soluções estoque os quais devem sustentar crescimento bacterial onde a azida de sódio atua como um bacteriostático por inibir a citocromo oxidase em bactérias gram-negativas; gram-positivos (estreptococos, pneumococos, lactobacilos) são resistentes[9] (uma característica similar a resistência a antibiótico). Isto pode ser usado em agrucultura para controle de pragas.

Azida inibe citocromo oxidase por ligar-se irreversivelmente ao cofator heme em um processo similar à ação do monóxido de carbono. Azida de sódio particularmente afeta órgãos que apresentam altas taxas de respiração, tal como o coração e o cérebro.[10]

Referências

  1. a b c Registo de CAS RN 26628-22-8 na Base de Dados de Substâncias GESTIS do IFA
  2. Thieme Chemistry (Hrsg.): RÖMPP Online - Version 3.5. Georg Thieme Verlag KG, Stuttgart 2009.
  3. Catálogo da companhia Carl Roth Azida de sódio, acessado em {{{Data}}}
  4. Wells, A.F. (1984) Structural Inorganic Chemistry, Oxford: Clarendon Press. ISBN 0-19-855370-6.
  5. Holleman, A. F.; Wiberg, E. "Inorganic Chemistry" Academic Press: San Diego, 2001. ISBN 0-12-352651-5.
  6. Eric A. Betterton (2003). «Environmental Fate of Sodium Azide Derived from Automobile Airbags». Critical Reviews in Environmental Science and Technology. 33 (4): 423–458. doi:10.1080/10643380390245002 
  7. Asher Kalir and David Balderman "2-Phenyl-2-Adamantanamine Hydrochloride" Organic Syntheses, Collected Volume 7, p.433 (1990). http://www.orgsyn.org/orgsyn/pdfs/CV7P0433.pdf
  8. Prudent practices in the laboratory: handling and disposal of chemicals. [S.l.]: National Academy Press. 1995. ISBN 0309052297 
  9. Lichstein, Herman C.; Malcolm H. Soule (19 de junho de 1943). «Studies of the Effect of Sodium Azide on Microbic Growth and Respiration» (PDF). the American Society for Microbiology. Journal of Bacteriology. 47 (3): 221-230. ISSN 0343-6993. Consultado em 3 de outubro de 2006 
  10. Azida de sódio-Guidechem.com

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um composto inorgânico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.