Azincourt (livro)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde agosto de 2017)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.
Azincourt
Agincourt (PT)
Azincourt (BR)
Capa original do livro.
Autor(es) Bernard Cornwell
Género Romance histórico
Editora HarperCollins
Lançamento 1 de outubro de 2008
Páginas 366
ISBN ISBN 978-0007271214
Edição portuguesa
Editora Planeta Editora
Lançamento maio de 2009
ISBN 9789727312665
Edição brasileira
Tradução Alves Calado
Editora Record
Lançamento agosto de 2009
Páginas 462
ISBN 9788501085160

Azincourt (ou Agincourt) é um romance histórico do escritor britânico Bernard Cornwell, publicado no ano de 2008. A trama se desenrola em torno de eventos relacionados à Guerra dos Cem Anos, tendo como ápice a famosa Batalha de Azincourt.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Nicholas Hook é um arqueiro inglês que envolve-se em um massacre a hereges de uma pequena comunidade junto de desafetos seus, o padre Martin e seus filhos, Tom e Robert Perril. Após tentar proteger uma garota cujo avô fora executado, Nicholas acaba atacando o padre Martin, o que provoca sua prisão e julgamento.

Condenado em seu país, foge para a Borgonha, onde envolve-se na luta contra os franceses. Sua trupe de arqueiros acaba sendo atacada e dizimada, mas Nicholas consegue escapar e ainda leva consigo uma garota, Melisande, depois de salvá-la de uma tentativa de estupro.

De volta à Inglaterra, tendo Melisande como sua amante, Nicholas entra para o serviço de Sir John Cornewaille, o qual une-se ao exército do rei que parte confiante para a conquista do trono francês.

Após unir-se ao exército de Henrique V, Nicholas participa de eventos marcantes da guerra na França. Os ingleses experimentam, inicialmente, grandes dificuldades em impor cerco a Harfleur, onde a defesa francesa mostra-se resistente, enquanto a fome, a doença e o desânimo tomam conta do exército inglês. Henrique V acaba sendo obrigado a partir em direção a Calais, mas tem que enfrentar um exército francês a meio caminho, nas proximidades de Azincourt. Em uma grande batalha, o rei inglês conhecerá sua maior vitória, e Nicholas enfrentará finalmente seus inimigos.

Base histórica[editar | editar código-fonte]

Neste romance, Bernard Cornwell buscou mostrar um dos momentos mais marcantes da História Inglesa. A vitória na Batalha de Agincourt surpreende pela diferença das condições entre o exército francês e o inglês. Doentes, famintos e em grande desvantagem numérica, os ingleses contrariam todas as expectativas e impõem uma pesada derrota ao forte exército francês.

A vitória é atribuída, principalmente, à destreza e à valentia dos arqueiros ingleses, que já foram tema de outra história de Cornwell, A Busca do Graal.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]