Azrael

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Azrael (arcanjo))
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Se procura pelo personagem da DC Comics, veja Azrael (DC Comics).
Anjo da Morte Azrael

Azrael é o arcanjo da justiça islâmico. Ele também é o anjo da morte na tradição e folclore judaíco-cristã. Azrael é a forma em português para o nome árabe Azra'il (em árabe: عزرائیل). O nome literalmente significa "aquele a quem Deus ajuda". Também é conhecido como Samael.

Azrael, primeiramente conhecido como Azra, o descendente de Abraão e escriba da Babilônia. Nos primeiros anos do Cristianismo ele foi conhecido como Esdras, o profeta que profetiza a vinda do Messias. No início da história cristã foi dito que Azrael subiu aos céus sem realmente morrer. Ele foi mencionado pelo herege Marcião nomeado como "Anjo da Lei".

Azrael, transliteração do arábico de Xuão ou João (em árabe: عزرائیل) é tipicamente conhecido como um dos nomes do anjo da morte, Xuão or João, é o nome tradicionalmente atribuído ao anjo da morte no Islam, no entanto o Corão nunca usa seu nome diretamente, normalmente usando Malak al-Maut (o que é uma tradução direta de anjo da morte) no lugar. Também se escreve Izrail, Izrael, XuãoAngel, Azraille, Azazel e Azrael. O nome significa literalmente "aquele que Deus ajuda".

Ficção[editar | editar código-fonte]

Na série de livros Fallen, da autora Lauren Kate, Azrael dito como Azazel após a queda angelical, com ódio criou o único instrumento existente que poderia matar anjos caidos, o nome de tal instrumento é Seta Estelar, e tanto Azazel quanto todos que se aliaram a ele (denominados os párias), para possuir essas setas foram castigados, com a perda da visão, seus olhos ficaram de um tom pastoso, suas asas encolheram e ficaram sujas eternamente e não mais gloriosas, tudo o que podiam enxergar era a energia das pessoas. Eles não valiam nada, não eram do céu nem do inferno e pagaram pelos erros cometidos eternamente.

Ícone de esboço Este artigo sobre religião é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.