Azyllo Muito Louco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Azyllo Muito Louco
 Brasil
1971 •  cor •  100 min 
Direção Nelson Pereira dos Santos
Roteiro Nelson Pereira dos Santos
Elenco Nildo Parente, Nelson Dantas, Leila Diniz
Género Comédia
Idioma português
Página no IMDb (em inglês)

Azyllo Muito Louco é um filme brasileiro do gênero comédia, dirigido por Nelson Pereira dos Santos[1]. Filmado em 1969 na cidade de Paraty, o filme foi lançado em 1971.

A história é uma adaptação do conto O Alienista, de Machado de Assis. O padre Simão chega a Paraty e funda um hospício para cuidar dos loucos da cidade. Mais tarde, chega à conclusão de que os internos estão sãos e as pessoas consideradas sadias é que deveriam ser consideradas loucas[2].

Assim como no conto de Machado, o filme faz uma sátira da psiquiatria, mas também apresenta uma crítica velada ao regime militar instaurado no Brasil após o golpe de 1964[3]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Azyllo muito louco. Adoro Cinema
  2. Azyllo muito louco. Cinemateca Brasileira
  3. MAGNO, Maria Ignes Carlos. Esse mundo é dos loucos e Azyllo muito louco. Razão e desrazão em tempos sobrios. Comunicação & Educação, São Paulo, v. 20, n. 1, p. 161-167, may 2015. ISSN 2316-9125

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre um filme brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.