Bárbara Paz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde agosto de 2016). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde abril de 2016).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo. Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Bárbara Paz
Bárbara Paz em Ensaio Fotográfico.
Nome completo Bárbara Raquel Paz
Nascimento 17 de outubro de 1974
Campo Bom, Rio Grande do Sul
 Brasil
Ocupação atriz
Atividade 2000-presente
Cônjuge Hector Babenco (2010-2016)[1] (viúva)
Página oficial
IMDb: (inglês)

Bárbara Raquel Paz, (Campo Bom, 17 de outubro de 1974), é uma atriz e modelo brasileira.[2]

Em 2001 participou da primeira edição do reality show Casa dos Artistas, do SBT, tendo sido a vencedora e recebido um prêmio de 300 mil reais. Em 2003 recebeu o prêmio de melhor atriz de curta-metragem no 31º Festival de Gramado, pela atuação em Produto descartável.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Bárbara Paz em 2006.

Bárbara Paz nasceu em Campo Bom, no Rio Grande do Sul. Perdeu o pai aos seis anos de idade, e a mãe aos 17, sofrendo seis meses depois um acidente de carro que deixou várias cicatrizes, duas das quais no rosto,[3] em ambos os lados. Levou 400 pontos, o que a fez perder muitos trabalhos como atriz e modelo. A maquiagem passou a fazer parte de sua vida diária.[4] Em 2013, após mais de 20 anos usando maquiagens corretivas e fazendo tratamento com cremes e filtros solares, a atriz se submeteu a uma cirurgia plástica completa, pois só nesta época seu rosto estava preparado para tamanha intervenção. [5]

Em 1992, ainda adolescente, órfã de pai e mãe mudou-se para São Paulo, decidida a estudar artes cênicas. Na capital paulista, formou-se pela Escola e Teatro Macunaíma e pelo Centro de Pesquisa Teatral (CPT), de Antunes Filho.

Em 2001 acabou sendo vencedora do primeiro reality show no país, a Casa dos artistas[6]. Bárbara se torna nacionalmente conhecida.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Na época que fazia faculdade e trabalhava como secretária, se envolveu com o fotógrafo Marcos Lopes, em 1992. Com dois anos de namoro, em 1994, Bárbara e ele foram viver juntos, e não oficializaram o matrimônio. Por conta de brigas constantes, o casamento terminou em 1995. Em 1996 começou a namorar o ator Raul Barretto, e a relação durou até 2001, terminando devido a desentendimentos constantes. Neste mesmo ano, participou do reality show Casa dos Artistas sendo a grande vencedora, levando o prêmio de R$300 mil reais. No reality, Bárbara derrotou o roqueiro Supla, que ficou em segundo lugar. Os dois se envolveram no reality, e formaram um casal. Eles foram namorados por dois anos, até 2003, quando se separaram, para surpresa do público, pois eles se davam muito bem e falavam em casamento. O término fora por causa dos ciúmes de Supla, mas o namoro terminou de forma amigável, e eles se tornaram colegas.[7] No mesmo ano de 2003, Bárbara conheceu o ator Dalton Vigh e em pouco tempo se tornaram namorados. A relação durou quatro anos, até 2007, e o rompimento da relação ocorreu por conta das diferenças de temperamento, Mesmo separados, mantiveram uma amizade colorida por alguns meses, onde se relacionavam sem compromisso sério, mas com o tempo a aproximação esfriou e se tornaram bons colegas de profissão.[8] Após se separar de Dalton Vigh, começou a namorar o cineasta Hector Babenco.[9] Neste mesmo ano de 2007, no mês de setembro, Bárbara posou nua pela primeira vez, e foi capa da revista Playboy.[10]

Em 2010, Bárbara casou-se pela segunda vez: Após quatro anos de namoro, Bárbara e Hector foram viver juntos, mas não quiseram oficializar a união.[11] Após um matrimônio de quatro anos, e de forma amigável, o casamento de Bárbara e Hector chegou ao fim em 2014. Bárbara revela que mesmo separada, a parceria profissional e a amizade continuam, e que o amor que sente por ele é infindável.[12] [13] Retomaram a união pouco tempo depois e ficou viúva em julho de 2016, com a morte do diretor após uma parada cardiorrespiratória.[14]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Teatro[editar | editar código-fonte]

Em 2002 entrou para o Grupo de Teatro "Tapa", sob a direção de Eduardo Tolentino, onde ganhou o público e a crítica com sua performance em "A Importância de Ser Fiel[15]", de Oscar Wilde. Em 2004, também com Tolentino, atuou em "Contos de Sedução[16]", de Guy de Maupassant.

Bárbara Paz em 2011.

Com mais de 20 peças em seu currículo, protagonizou vários espetáculos de destaque no circuito do teatro nacional e foi indicada a diversos prêmios.

Trabalhou com o Grupo "Parlapatões" fazendo teatro de rua e circo.  Foi dirigida por outros grandes nomes do teatro, como Paulo Autran em "Vestir o Pai"[17] (2004), Bibi Ferreira em "A Babá[18] (2004)" e em "Às Favas com os Escrúpulos[19]" (2008), Roberto Lage em "Madame de Sade[20]" (2005), Alexandre Reinecke em "Os Sete Gatinhos[21]" (2005),  Mario Bortolotto em "Felizes para Sempre[22]" (2007) entre outros.

Em 2010, foi dirigida por Hector Babenco em "Hell[23]", adaptação de Babenco e Marco Antôno Braz para os palcos do best-seller Hell Paris, da francesa Lolita Pille. Sua performance marcante na peça foi alvo de elogio de público e crítica e lhe garantiu o Prêmio QUEM de melhor atriz[24] de 2011.

Em 2013 e 2014, esteve  em cartaz com a comédia da Broadway " Vênus em Visom[25]", de David Ives, também com direção de Babenco, pela qual recebeu uma indicação a Melhor Atriz pelo Prêmio SHELL[26] e Prêmio APTR[27].

Televisão[editar | editar código-fonte]

No SBT, protagonizou as novelas Marisol e Maria Esperança. E viveu a cômica e fogosa Inocência, em Cristal.

Na Rede Globo conquistou, em 2009, definitivamente seu lugar de destaque entre as atrizes de sua geração pelo papel da jovem que sofria de anorexia alcoólica Renata, na novela "Viver a Vida"[28], de Manoel Carlos, dirigida por Jayme Monjardim. Em 2011 viveu a vilã invejosa Virginia, na novela Morde & Assopra. Em 2013, viveu um dos grandes momentos de sua carreira, ao interpretar a vilã amargurada Edith em Amor à Vida, de Walcyr Carrasco. Em 2015, interpretou a bipolar Nelita em A Regra do Jogo, de João Emanuel Carneiro, com dirigida por Amora Mautner.

Cinema[editar | editar código-fonte]

No cinema, Bárbara atuou em vários curtas e foi destaque em longas como "Gata Velha ainda Mia[29]" (2013), de Rafael Primot,

Em 2003, recebeu o Kikito de Melhor Atriz[30] do Festival de Gramado por sua performance no curta "Produto Descartável".

Bárbara também dirigiu e produziu dois Programas no Canal Brasil de sua autoria: Curta São Paulo[31] e Curta Na Estrada[32], ambos sobre curta-metragem brasileiro .

Em 2013, recebeu a Medalha Cavaleiro da Ordem do Mérito Cultural 2013[33], concedida pelo Ministério da Cultura, por sua trajetória como atriz.

Estreia em 2016 o filme "Meu Amigo Hindu", ela é Sofia[34], uma atriz que vive uma história de amor com o ator americano Willem Dafoe .

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel
2000 Ô Coitado Marta
2001 Acampamento Legal Guardiã do Portal
Sandy & Júnior Tereza
As Filhas da Mãe Caroline Alves
Casa dos Artistas Ela mesma
2002 Marisol Marisol Lima do Vale (Verônica)
2005 A Diarista Nini Potranca
2006 Cristal Inocência Perez
2007 Maria Esperança Maria Muniz Hurtado Trajano Queiroz
2008 Alice Guiga
2009 Unidos do Livramento Leontina
Força-Tarefa Laura Barreto
Viver a Vida Renata Ferreira
2010 Episódio Especial Ela mesma
Companhia das Manhãs Ela mesma
As Cariocas Denise

(Episódio: "A Vingativa do Méier")

2011 Morde & Assopra Virgínia Lolatto
2012 Dança dos Famosos 9 Ela mesma
2013 Amor à Vida Edith Sobral Khoury
2014 O Caçador Taís[35][36]
A Mulher da Sua Vida Ela mesma[37]
Dupla Identidade Ana
2015 Acredita na Peruca Luana Capricci[38]
A Regra do Jogo Ana Elisa Barroso Stewart (Nelita)

Cinema[editar | editar código-fonte]

Longas & Curtas
Ano Título Papel
2000 De Cara Limpa
2002 Não Perca a Cabeça
Seja o que Deus Quiser!
Cama de Gato Policial
2003 Produto Descartável
Ilha Rá-tim-bum: O Martelo de Vulcano Polca
Vinte e Cinco
2004 Amigo Secreto[39] Sueli
2005 Manual Para Atropelar Cachorro Wanessa
Quanto Vale ou É por Quilo?
2006 5 Mentiras
2008 Quarto 38
2013 Se Puder... Dirija! Márcia
Gata Velha Ainda Mia
2016 Meu Amigo Hindu Sophia Guerra

Teatro[editar | editar código-fonte]

  • Romeu e Julieta e Suas Facetas
  • O Gato de Botas
  • Grogue
  • Um Chopes, Dois Pastel e Uma Porção de Bobagem
  • Água Fora da Bacia
  • Mistérios Gulosos
  • Poemas Fesceninos
  • Os Mané
  • Projeto Pantagruel
  • Farsa Quixotesca
  • A Quarta Irmã (leitura dramática)
  • A Gata Borralheira
  • Suburbia
  • As Viúvas
  • Arsênico e Alfazema
  • Vestir o Pai - de Mário Viana - direção Paulo Autran
  • Felizes para Sempre - direção Mário Bortoloto
  • A Babá - de Juca de Oliveira - direção Bibi Ferreira
  • Contos de Sedução - de Guy de Maupassant - direção Eduardo Tolentino
  • Os Sete Gatinhos - de Nelson Rodrigues - direção Alexandre Reinecke
  • Madame de Sade - de Mishima - direção Roberto Lage
  • A Importância de Ser Fiel - de Oscar Wilde - direção Eduardo Tolentino
  • Às Favas com os Escrúpulos - de Juca de Oliveira - direção Jô Soares
  • Hell - direção Hector Babenco[40]
  • Vênus em Visom - direção Hector Babenco
  • A Toca do Coelho - Beca - direção Dan Stulbach[41]
  • Gata em Telhado de Zinco Quente - de Tennessee Williams - direção Eduardo Tolentino

Discografia[editar | editar código-fonte]

Single[editar | editar código-fonte]

  • Maria Esperança

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Obra Resultado
2006 Vitória Cine Vídeo Melhor Atriz "Manual para atropelar cachorro" Venceu
2011 Prêmio Quem Melhor atriz de teatro Bárbara Paz Venceu
2014 Prêmio Quem de Televisão Melhor Atriz Coadjuvante "Amor á Vida" Indicado

Referências

  1. Nina Finco (3/3/16). «Hector Babenco revê a própria vida e faz ode ao cinema em seu novo filme "Meu amigo hindu"». Época. Consultado em 25/7/16. «Na vida real, Barbara casou-se com Babenco em 2010, quando...» 
  2. Bárbara Paz
  3. «Bárbara Paz n'O Globo». 
  4. [1]
  5. [[2]]
  6. «Bárbara Paz relembra Casa dos Artistas: “Foi um tsunami”». R7. 01/12/2014. Consultado em 28/02/2016. 
  7. [[3]]
  8. [[4]]
  9. [[5]]
  10. [[6]]
  11. [[7]]
  12. [[8]]
  13. [[9]]
  14. «Hector Babenco morre aos 70 anos». Cinema. G1. 14 de julho de 2016. Consultado em 16 de agosto de 2016. 
  15. «Bárbara Paz mostra A Importância de ser Fiel». Portal Vírgula. 23/08/2003. Consultado em 28/02/2016. 
  16. «Grupo Tapa apresenta a peça "Contos de Sedução"». Gazeta do Povo. 16/06/2006. Consultado em 28/02/2016. 
  17. Fernando, Mauro (01/10/2003). «Bárbara Paz estréia peça ‘Vestir o Pai’ em SP». Diário do Grande ABC. Consultado em 28/02/2016. 
  18. «Entrevista com a atriz Bárbara Paz - "A Babá". tvuol». 19/05/2004. Consultado em 28/02/2016. 
  19. «Bibi Ferreira, Juca de Oliveira e Bárbara Paz estrelam comédia dirigida por Jô Soares». Guia da Semana. 07/01/2008. Consultado em 28/02/2016. 
  20. FUKS, RICO (24/10/2005). «Roberto Lage faz retrato frio da aristocracia francesa em peça de Yukio Mishima». ISTOÉ Gente. Consultado em 28/02/2016. 
  21. Monzillo, Marina. «A vitória na verdadeira casa dos artistas». ISTOÉ Gente. 
  22. Peres, Nelson. «Felizes para Sempre, mais um texto desse gigante Mário Bortolotto.». NELSON PERES - BLOG. Consultado em 28/02/2016. 
  23. Pinto, Aina. «A atriz volta ao teatro em Hell, dirigida pelo marido, Hector Babenco, no papel de uma garota rica vivendo num mundo de excessos de dinheiro e drogas, e que não sabe lidar com um amor repentino». ISTOÉ Gente. Consultado em 28/02/2016. 
  24. «Prêmio QUEM: Bárbara Paz (Melhor atriz de teatro)». 06/12/2011. Consultado em 28/02/2016. 
  25. Marinho, Mariana (28/03/2014). «Barbara Paz diz interpretar o próprio erotismo em comédia com direção de Hector Babenco». Guia Folha TEATRO. Consultado em 28/02/2016. 
  26. Schnabl, Alexandre (07/03/2014). «Pós-“Amor à Vida”, Bárbara Paz concorre ao Prêmio Shell de Teatro, no Rio. HT bate uma bola com ela!». Heloisa Tolipan. Consultado em 28/02/2016. 
  27. «Associação dos Produtores divulga os indicados ao 8º Prêmio APTR». O Globo. 26/02/2014. Consultado em 28/02/2016. 
  28. «Personagens - RENATA». TV Globo. Consultado em 28/02/2016. 
  29. Russo, Francisco. «Críticas AdoroCinema do filme Gata Velha Ainda Mia». AdoroCinema. Consultado em 28/02/2016. 
  30. «Veja a lista completa dos vencedores do Festival de Gramado». Imirante.com. 24/08/2003. Consultado em 28/02/2016. 
  31. «Bárbara Paz apresenta série de curtas no Canal Brasil». O Estado de São Paulo. 25/01/2011. Consultado em 28/02/2016. 
  32. Bravo, Zean (23/01/2011). «Os atores Bárbara Paz e Rafael Primot produzem 13 filmetes para atração do Canal Brasil». O Globo. Consultado em 28/02/2016. 
  33. «Ordem do Mérito Cultural 2013». Ministério da Cultura. 
  34. «Bárbara Paz está no elenco do filme 'Meu amigo hindu', de Hecto Babenco...». Pure People. Consultado em 28/02/2016. 
  35. Florença Mazza (27 de abril de 2014). «Bárbara Paz fala de 'O caçador' e diz que está solteira: 'Ainda estou vivendo o luto da separação'». O Globo. Consultado em 27 de abril de 2014. 
  36. Flávia Muniz (21 de junho de 2014). «Bárbara Paz volta à cena na pele de outra garota de programa». O Dia. Consultado em 02 de janeiro de 2015. 
  37. G1 (07 de agosto de 2014). «Bárbara Paz participa de 'A Mulher da sua Vida' com Marcelo Serrado». G1 - Fantástico. Consultado em 10 de agosto de 2014. 
  38. Patrícia Kogut (29 de março de 2015). «Ana Beatriz Nogueira e Felipe Camargo serão par romântico». O Globo. Consultado em 06 de maio de 2015. 
  39. http://portacurtas.org.br/filme/?name=amigo_secreto
  40. G1 (20 de julho de 2014). «Espetáculo 'Hell' chega a Salvador com Barbara Paz e André Bankoff». G1 - Bahia. Consultado em 10 de agosto de 2014. 
  41. G1 (09 de agosto de 2014). «Gianecchini e Bárbara Paz levam peça 'A Toca do Coelho' a Vitória». G1 - Espírito Santo. Consultado em 10 de agosto de 2014. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Este artigo sobre uma atriz é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.