B-L

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Em física de partículas, B - L(pronuncia-se "B menos L") é a diferença entre o número bariônico(B) e o número leptônico(L).

Detalhes[editar | editar código-fonte]

Esse número quântico é a carga de uma simetria global/gauge U(1) em alguns modelos de Teoria da grande unificação, chamados U(1)B − L. Diferente de números bariônicos e leptônicos sozinhos, esta simetria hipotética não seria quebrada por anomalias quirais ou anomalias gravitacionais, desde que essa simetria é global, por isso essa simetria é tão invocada. Se B-L existe como uma simetria, ela deve ser espontaneamente quebrada para dar aos neutrinos uma massa diferente de zero se assumirmos o mecanismo da gangorra. Os bósons de calibre associados a esta simetria são chamados bósons X e Y. As anomalias que quebrariam a conservação do número bariônico e do número leptônico cancelam individualmente de um modo que B-L é sempre conservado. Um exemplo hipotético é o decaimento de próton onde um próton(B=1;L=0) decairia em um píon(B=0;L=0) e positron(B=0;L=-1). A hipercarga fraca YW está relacionada com B - L através de:

X + 2YW = 5(B − L)

onde X é a simetria U(1) de número quântico conservado.

Ícone de esboço Este artigo sobre física é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.