Babe (1995)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Babe
Um Porquinho Chamado Babe (PT)
Babe, o Porquinho Atrapalhado (BR)
 Austrália
 Estados Unidos

1995 •  cor •  89 min 
Direção Chris Noonan
Roteiro George Miller
Elenco James Cromwell
Magda Szubanski
Christine Cavanaugh
Zoe Burton
Miriam Margolyes
Hugo Weaving
Miriam Flynn
Russi Taylor
Roscoe Lee Browne
Doris Grau
Género Fantasia
Comédia dramática
Lançamento Estados Unidos 4 de Agosto de 1995
Portugal 15 de Dezembro de 1995
Brasil 25 de Dezembro de 1995
Idioma Inglês
Cronologia
Babe: Pig in the City
Página no IMDb (em inglês)
Applications-multimedia.svg A Wikipédia possui o

Babe (no Brasil, Babe, o Porquinho Atrapalhado e em Portugal, Um Porquinho Chamado Babe) é um filme australiano, de 1995, vencedor do Oscar de melhores efeitos visuais. A história foi inspirada no romance The Sheep-Pig do escritor inglês Dick King-Smith.[1] A sequência do filme é Babe: Pig in the City.

Enredo[editar | editar código-fonte]

A fazenda do Sr. Hoggett (James Cromwell) é um lugar quase perfeito, onde cada coisa ocupa o lugar certo. Até que nasce Babe, um leitãozinho que pensa que é um cachorro e convence até o dono da fazenda, que o inscreve no Campeonato Nacional de Cães Pastores, com consequências imprevisíveis[2].

Elenco original[editar | editar código-fonte]

Personagem Ator ou Atriz Dublagem
Fazendeiro Hoggett James Cromwell Sílvio Navas
Esme Hoggett Magda Szubanski Sônia Ferreira
Babe (voz) Christine Cavanaugh Michel Felipe
Fly (voz) Miriam Margolyes Juraciara Diácovo
Ferdinando (voz) Danny Mann Guilherme Briggs
Rex (voz) Hugo Weaving Paulo Flores
Maa (voz) Miriam Flynn Nelly Amaral
Gata (voz) Russi Taylor Isis Koschdoski
Vaca (voz) Charles Bartlett Luiz Brandão
Cavalo (voz) Michael Edward-Stevens Newton Martins
Galo (voz) Paul Livingston Márcio Simões
Filha Zoe Burton Andréa Murucci
Genro dos Hoggett Paul Goddard Dário de Castro
Neta dos Hoggett Brittany Byrnes Carol Kapfer
Narrador Roscoe Lee Browne Jorgeh Ramos

Produção[editar | editar código-fonte]

Babe teve sua exibição proibida na Malásia pelo fato de o filme não estar de acordo com o Halal da lei islâmica.[3]

O filme foi gravado na região de New South Wales, na Austrália[4], fez uso de vários efeitos especiais para fazer com que os animais falassem e conseguiu arrecadar 254.134.910 dólares nas bilheterias do mundo todo[5].

Há algumas alterações do romance de Dick King-Smith para o filme. No texto original, Babe nasce com problemas nas patas e precisa da ajuda de seus amigos da fazenda (rato, pato e gato) para praticar as suas travessuras. E ele ainda é mais atrapalhado e burro.

Apesar da aparência envelhecida mostrada no filme, a atriz e comediante australiana Magda Szubanski (que interpreta a fazendeira Esme Hoggett) tinha apenas 34 anos na época.

Babe foi o primeiro filme do gênero comédia infantil a ter um porco como protagonista principal.

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Oscar (1996)[editar | editar código-fonte]

Globo de Ouro (1996)[editar | editar código-fonte]

BAFTA (1995)[editar | editar código-fonte]

  • Indicado na categoria melhores efeitos visuais.
  • Indicado na categoria melhor edição.
  • Indicado na categoria melhor filme.
  • Indicado na categoria melhor roteiro adaptado.

Referências

  1. Folha de S. Paulo. «Morre o escritor britânico Dick King-Smith, que inspirou o filme "Babe"». Folha.com. Consultado em 10 de novembro de 2017 
  2. Adoro Cinema. «Babe, o porquinho atrapalhado». adorocinema.com. Consultado em 10 de novembro de 2017 
  3. Revista Época. «Babe é banido na Malásia». Epoca.globo.com. Consultado em 13 de Julho de 2008 
  4. IMDb. «Babe» (em inglês). IMDb. Consultado em 16 de Julho de 2008 
  5. Box Office Mojo. «Informações sobre a bilheteria do filme» (em inglês). Boxofficemojo.com. Consultado em 16 de Julho de 2008 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]