Bacula

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde maio de 2012).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.

Bacula é um software de backup de código aberto.[1] Com ele é possível fazer backup remotamente de Linux, Solaris, FreeBSD, NetBSD, Windows, Mac OS X, OpenBSD, HP-UX, Tru64, AIX e IRIX.
No Brasil, o Bacula tem despertado o interesse de diversas grandes empresas, e diversos orgãos públicos, que já utilizam a ferramenta, de acordo com o alinhamento estratégico pela utilização de Software Livre.


Principais Características[editar | editar código-fonte]

- Estrutura cliente/servidor (permitindo backup centralizado em uma máquina, por exemplo)
- Estrutura modula independente (director, client, database, administration console).
- GPL - economia de custos com licenças, conhecimento e possibilidade de customizção da ferramenta.
- Inúmeros canais de suportes pela comunidade (mailing lists, foruns, IRC channel, etc.)
- Farta documentação disponível na Internet.
- Portabilidade (módulos para diferentes sistemas operacionais – Windows, Linux, MAC, etc. - são compatíveis).
- Infinidade de recursos para a customização de backups.
- Funcionalidade que permite a execução de scripts (ou executáveis) antes/depois do início de jobs (backup/restore), tanto no cliente quanto servidor Bacula.
- Existência de ferramenta de operação via linha de comando ou GUI (inclusive, com diferentes interfaces web desenvolvidas pela comunidades. Destaque: bacula-web – ferramenta de visibilidade gerencial, com gráficos, etc)
- Suporte a maioria dos dispositivos de storage do mercado (inclusive mídias ópticas).
- Funcionalidade customizável para o envio de mensagens de log dos trabalhos de backup/restore ou ainda instruções para o operador de backup (diferentes perfis).
- 100% compatível com o esquema GFS.
- Única ferramenta de backup multi-banco-de-dados.
- Possuí uma versão corporativa que conta com diversos plugins exclusivos[2] .

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ainda, Heitor Medrado de Faria é um dos pioneiros em especialização na ferramenta no Brasil, tendo apresentado diversos trabalhos nos Eventos de Software Livre Nacionais e Internacionais, além de administrar um blog, em português, dedicado ao Bacula.


Referências

  1. Bacula.org. Página visitada em 30 de dezembro de 2012.
  2. Bacula Enterprise Edition. Página visitada em 01 de janeiro de 2013.