Bad Guy (canção)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre a canção. Para a série de televisão, veja Bad Guy.
"Bad Guy"
Capa do single em fita cassette.
Single de Billie Eilish
do álbum When We All Fall Asleep, Where Do We Go?
Lançamento 29 de março de 2019 (2019-03-29)
Formato(s)
Gravação 2018
Gênero(s)
Duração 3:14
Gravadora(s)
Composição
Produção
  • Finneas O'Connell
  • Billie Eilish O'Connell (adicional)
Cronologia de singles de Billie Eilish
"Wish You Were Gay"
(2019)
"All the Good Girls Go to Hell"
(2019)
Lista de faixas de When We All Fall Asleep, Where Do We Go?
"!!!!!!!"
(1)
"Xanny"
(3)
Vídeo musical
"Bad Guy" no YouTube

"Bad Guy" (estilizada como "bad guy") é uma canção gravada pela cantora estadunidense Billie Eilish. Foi lançada pela Darkroom e Interscope Records como o quinto single do álbum de estreia de Eilish, When We All Fall Asleep, Where Do We Go? em 29 de março de 2019. Eilish e seu irmão Finneas O'Connell co-escreveram "Bad Guy", com o último produzindo e o primeiro fornecendo produção adicional. A canção foi descrita como pop-trap por algumas revistas, contendo uma instrumentação minimalista. Durante as letras da música, Eilish provoca seu amante por ser um cara mau, embora sugira que ela é mais resiliente que ele, e ainda toca em temas sobre misandria e sarcasmo.

Após o seu lançamento, "Bad Guy" recebeu principalmente críticas positivas de críticos de música. Também foi comparado a outras canções gravadas por artistas como The White Stripes, Lorde e Fiona Apple. "Bad Guy" foi um sucesso comercial, alcançando o número um na Billboard Hot 100 dos Estados Unidos, bem como nas paradas na Austrália, Canadá, Estônia, Finlândia, Grécia, Hungria, Islândia, Nova Zelândia, Noruega e Rússia. Nos Estados Unidos, "Bad Guy" quebrou o recorde de 19 semanas de "Old Town Road" de Lil Nas X com Billy Ray Cyrus. "Bad Guy" também alcançou o número dois na UK Singles Chart do Reino Unido, entre outros. A música recebeu várias certificações, incluindo platina sêxtupla pela Music Canada e Australian Recording Industry Association (ARIA). "Bad Guy" recebeu vários prêmios e indicações ao 62.a edição do Grammy Awards, incluindo Melhor Desempenho Solo de Pop, Gravação do Ano e Canção do Ano onde venceu os dois últimos.

Dave Meyers dirigiu o videoclipe de "Bad Guy", que foi enviado ao canal de Eilish no YouTube ao mesmo tempo que o lançamento digital do single. O vídeo mostra Eilish envolvida em várias atividades, incluindo dança selvagem, com sangramento nasal e sentado nas costas de um homem fazendo flexões. Os críticos de música notaram o vídeo por seus elementos do acampamento e imagens excêntricas. Em 11 de julho de 2019, um remix de "Bad Guy", com o cantor canadense Justin Bieber, foi lançado recebendo críticas mistas de críticos, que comentavam principalmente sobre os vocais de Bieber.

Antecedentes e lançamento[editar | editar código-fonte]

O irmão de Eilish, Finneas O'Connell (foto) contribuiu para a composição e produção da música.[5]

Billie Eilish lançou seu primeiro álbum de estúdio, When We All Fall Asleep, Where Do We Go? em 29 de março de 2019, pela Darkroom e Interscope Records.[6][7] "Bad Guy" foi lançado simultaneamente como o quinto single do projeto.[8] A música foi co-escrita por Eilish e seu irmão Finneas O'Connell, com este último também produzindo a faixa e Eilish fornecendo produção adicional. Foi masterizado por John Greenham e mixado por Rob Kinelski, os quais também serviram como equipe de estúdio.[5][9] Em agosto de 2019, o single foi disponibilizado para pré-venda em formato cassete com lançamento previsto para outubro; alguns cassetes continham o autógrafo de Eilish. Cada um dos dois lançamentos veio com um single digital entregue por e-mail para clientes nos EUA.[10][11]

Composição e interpretação lírica[editar | editar código-fonte]

"Bad Guy" é dividido em duas partes: a primeira metade é moderadamente rápida com 132–138 batimentos por minuto (BPM) e a segunda metade é lenta a 60 BPM.[12] A música é tocada na clave Sol menor, enquanto os vocais de Eilish abrangem um intervalo de F3 até C6.[12] A faixa foi rotulada como um "pop-trap" por algumas revistas; apresenta uma produção minimalista composta por baixo, um sintetizador, bumbo, estralos de dedo amplificados e 808 graves.[13][14][15] "Bad Guy" ainda usa um riff de sintetizador de pueril.[14][16] Louie XIV, da Vanity Fair, a chamou de um "dance music através de um espelho divertido".[14] Juntamente com cadências humorísticas, Eilish faz uso de várias letras explícitas.[17][18]

Na letra, Eilish provoca um amante por ser um cara mau. À medida que a música avança, ela sugere que é mais forte do que ele, cantando em um "murmúrio indiferente e modesto".[14][17][19] Segundo os críticos, a música também discute temas como misandria, sarcasmo e desobediência.[8][15][16] Durante o refrão meio falado da faixa, a cantora elabora seu relacionamento com homens e mulheres, rejeitando suas expectativas em relação a ela; "Eu sou do tipo ruim / deixa sua mãe triste / deixa sua namorada maluca / Pode seduzir o seu pai / eu sou o cara mau, duh".[8] Outras letras incluem: "Minha mãe gosta de cantar comigo / Mas ela não canta essa música / Se ela ler todas as letras / Ela terá pena dos homens que eu conheço".[18] Analisando a letra de "Bad Guy", Caitlin White, do Uproxx, escreveu que vê "a voz adolescente de uma mulher se vangloriar de seu poder, afirmar seu domínio sexual e usar os homens como brinquedos, em vez de cantar sobre ser usada como um deles". Ela continuou: "'Bad Guy' posiciona uma jovem estrela pop feminina em um papel que geralmente é reservado para homens que trabalham no rock ou hip hop".[8] AJ Longabaugh da revista V comparou a letra ao trabalho posterior de Amy Winehouse.[18]

Resposta crítica[editar | editar código-fonte]

Após o seu lançamento, "Bad Guy" foi elogiado pelos críticos de música, vários dos quais elogiaram suas letras.[14][17][18] White do Uproxx comparou a música aos materiais lançados por The White Stripes, escrevendo: "É o tipo de música que constrói poder à medida que se desenrola, um hino imbuído de destemor casual".[8] Chris DeVille, do Stereogum fez comparações entre a música e a obra de Lorde e Fiona Apple.[20] Escrevendo para o PopBuzz, Sam Prance disse que "Bad Guy" é "icônico" e apelidou a letra de "duh" como "já um dos momentos musicais de destaque de 2019". Ele continuou; "É o hino perfeito para quem gosta de entrar em contato com seu lado sombrio".[17] Louie XIV, da Vanity Fair, incluiu a faixa na lista da revista "9 músicas de 2019 que podem prever o futuro do pop", escrevendo: "Billie refez a aparência do sucesso pop: irônico, autoconsciente, íntimo, faça você mesmo, e prestando pouca atenção aos padrões datados para o ídolo do pop adolescente".[14] Suzy Exposito da Rolling Stone, disse que Eilish lembrou a personagem de Harley Quinn na DC Comics durante a música, "interpretando uma vilã de quadrinhos com uma voz que sugere a irmã caçula de Lorde".[21] Em uma revisão negativa, Stacey Anderson da Pitchfork criticou Eilish por se 'vangloriar do estupro' e disse que achou a canção 'obsoleta'.[22] A Billboard incluiu "Bad Guy" em sua lista de 100 músicas que definiram á década de 2010.[23]

Vídeos musicais[editar | editar código-fonte]

Um vídeo da música "Bad Guy" foi dirigido por Dave Meyers e foi publicado no canal oficial da Eilish YouTube canal em 29 de março de 2019.[24][25] Além disso, Eilish divulgou um vídeo vertical, em 15 de agosto de 2019.[26] O vídeo começa com um pano de fundo amarelo enquanto a faixa de abertura "!!!!!!!" de When We All Fall Asleep, Where Do We Go? toca. Eilish discute tirando seu aparelho ortodôntico antes de rir.[8][24] Ela finalmente abre caminho através de uma parede enquanto veste um moletom e calça de moletom amarelos e entrega seu aparelho dental a um homem, Eric Lutz,[27] à sua direita. Cenas mostrando Eilish dançando descontroladamente são intercaladas com seus pombos alimentando-se, sangrando enquanto usava uma roupa branca em uma sala azul com um relógio, despejando leite e cereais na boca de um homem adequado contra o pano de fundo de um deserto vermelho, andando em um carro em miniatura com uma gangue de homens em triciclos, usando equipamento de snorkel, enquanto as cabeças dos homens flutuam em sacos plásticos acima dela, e sentadas em uma parede em frente a um grupo de homens acima do peso que flexionam a barriga ao ritmo. O vídeo termina de uma maneira sinistra, enquanto Eilish se senta nas costas de um homem que faz flexões em uma sala escura e vermelha.[13][28][29][30]

O vídeo foi recebido positivamente pelos críticos de música. White, da Uproxx, chamou o uso da música "!!!!!!!" no seu início, como "eficaz".[8] James Rettig, da Stereogum, notou elementos do acampamento, embora reconhecesse que o vídeo "ainda está sendo emocionalmente sincero e vulnerável. Este apresenta muitas imagens esquisitas ... de uma maneira que é boba e genuinamente perturbadora".[31] Chloe Gilke, escrevendo para o Uproxx, disse que o vídeo leva várias letras da música literalmente e que é "repleto de cores primárias e preto e branco, a estética ousada de Eilish".[13] Jon Blistein, da Rolling Stone, notou "uma série de sequências estranhas, grotescas e estranhamente engraçadas",[29] enquanto Laura Dzubay, do The Michigan Daily, apontou "danças estranhas, de um rastejo ao estilo Exorcista, passando por um agachamento até um movimento enérgico".[30] Após o seu lançamento, o vídeo foi acusado de propositalmente plagiar fotografias de Maurizio Cattelan e Pierpaolo Ferrari da revista Toiletpaper.[30] O vídeo recebeu atenção significativa na Internet e foi objeto de vários memes.[32][33] Melissa McCarthy parodiou-a no The Ellen DeGeneres Show em maio de 2019.[34]

Apresentações ao vivo e outros usos[editar | editar código-fonte]

Eilish cantando "Bad Guy" durante sua turnê When We All Fall Asleep (2019).

Eilish promoveu "Bad Guy" através de várias apresentações ao vivo. Em 7 de maio de 2019, ela cantou no Jimmy Kimmel Live!,[35] e em 26 de maio na BBC Radio 1.[36] Eilish também apresentou a faixa no Coachella Valley Music and Arts Festival em 20 de abril[37] e no Glastonbury Festival em 30 de junho.[38] "Bad Guy" foi incluído no setlist da turnê When We All Fall Asleep Tour (2019).[39] Também foi realizado em Pukkelpop em agosto do mesmo ano.[40] Em 29 de setembro de 2019, Eilish apresentou a música no Saturday Night Live; sua apresentação foi comparada ao videoclipe de "Dancing on the Ceiling" (1986), de Lionel Richie.[41]

"Bad Guy" foi usado para uma propaganda da campanha "My Truth" de Calvin Klein,[42] bem como em um comercial de televisão para Kia Seltos.[43] Foi incluído no álbum de compilação das paradas Now That's What I Call Music 103,[44] e foi usado durante os créditos finais do filme de terror de super-herói de 2019, Brightburn. Também é destaque no jogo de ritmo de dança de 2019, Just Dance 2020.[45] Além disso "bad guy" foi utilizada como trilha da personagem Fabiana (Nathalia Dil) na novela "A Dona Do Pedaço" da Rede Globo. Entre outras paródias, uma intitulada "Dad Guy", lançada pelo FunkTurkey no YouTube em agosto de 2019, se tornou viral. Ele substitui a letra original por piadas sobre paternidade.[46]

Faixas e formatos[editar | editar código-fonte]

Download digital e streaming[47][48]
Título Duração
1. "Bad Guy"   3:14

Créditos[editar | editar código-fonte]

Todo o processo de elaboração de "Bad Guy" atribui os seguintes créditos:[5][9]

Publicação
  • Publicada pelas empresas Universal Music Crop./Drup e Last Frontier (ASCAP) — administrada pela Kobalt Music Publishing
  • Todos os direitos administrados pela Universal Music Corp.
Produção
  • Billie Eilish: composição, produção adicional, vocais
  • Finneas O'Connell: composição, produção, instrumentação
  • Rob Kinelski: mixagem
  • John Greenham: masterização

Desempenho comercial[editar | editar código-fonte]

Após o lançamento de We All Fall Asleep, Where Do We Go?, que estreou na sétima posição da Hot 100 dos EUA na semana que terminou em 13 de abril de 2019, como a primeira entrada de Eilish entre os dez primeiros no gráfico.[49] Mais tarde, ocupou o número dois por um total de nove semanas, antes de finalmente chegar ao número um na semana que terminou em 24 de agosto de 2019. "Bad Guy" encerrou o recorde de 19 semanas de "Old Town Road" de Lil Nas X com Billy Ray Cyrus. Aos 17 anos, ela se tornou a primeira artista nascida no século 21 a alcançar esse feito, e a mais jovem desde Lorde com 16 anos de idade que liderou o ranking com "Royals" em 2013.[50] "Bad Guy" também teve sucesso fora dos Estados Unidos, alcançando o número um na Austrália,[51] Canadá,[52] Estônia,[53] Finlândia,[54] Grécia,[55] Hungria,[56] Islândia,[57] Noruega,[58] Nova Zelândia,[59] e Rússia.[60] A música recebeu várias certificações, incluindo platina sêxtupla pela Music Canada e Australian Recording Industry Association (ARIA).

Histórico de lançamento[editar | editar código-fonte]

Região Data Formato Gravadora(s)
Mundo[141] 29 de março de 2019 Download digital, streaming Darkroom, Interscope
Reino Unido[142] Rádios mainstream Interscope
Itália[143] Universal

Remix de Justin Bieber[editar | editar código-fonte]

"Bad Guy (Remix)"
Canção de Billie Eilish e Justin Bieber
Lançamento 11 de julho de 2019 (2019-07-11)
Formato(s)
Gravação 2015
Gênero(s)
Duração 3:14
Gravadora(s)
  • Darkroom
  • Interscope
Composição
Produção Finneas O'Connell
Cronologia de singles de Justin Bieber
"Don't Check on Me"
(2019)
"10,000 Hours"
(2019)

Antecedentes e composição[editar | editar código-fonte]

Em 9 de julho de 2019, Eilish usou seu Instagram para descartar rumores sobre um segundo álbum de estúdio, sugerindo o próximo lançamento de um projeto secreto. Seu irmão Finneas O'Connell retweetou um tweet que Justin Bieber escreveu no dia anterior dizendo "Remix", levando a especulações.[144] A versão remix de "Bad Guy" foi lançada em 11 de julho de 2019, via Darkroom e Interscope Records.[145] Antes de sua estreia, as letras da música foram postadas no Genius, juntamente com a data prevista de lançamento, gravadoras e escritores.[146] Acompanhando o lançamento do remix, está uma capa mostrando uma fotografia de Eilish criança &mdash que é fã de Bieber &mdash cercada por pôsteres do cantor.[147][148] Halle Kiefer, do Vulture , comparou o visual de Eilish ao de JoJo Siwa.[148]

O remix tem créditos idênticos ao do original, com a adição de Bieber e Jason Boyd como compositores e escritores.[149] Na música, Bieber executa vocais com autotune e inspirada pelo rap.[150][151]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Os críticos de música deram resenhas mistas ao remix após o seu lançamento, principalmente comentando a aparência de Bieber. Lake Schatz, da Consequence of Sound, escreveu que a contribuição de Bieber não teve um impacto "enorme".[147] Matthew Unterberger, da Billboard, escreveu; "Bieber está claramente se divertindo com seu verso convidado e improvisações &mdash o ponto alto do remix pode vir com sua exclamação "skrrt!" no meio do verso &mdash mas ele nunca parece encontrar totalmente o caminho para a energia maníaca e assustadora da música".[150] Um editor do BreatheHeavy disse que o remix é "algo que ninguém pediu, mas certamente dará uma nova vida a ele".[152] Callie Ahlgrim, da Insider escreveu; "Bieber tira um pouco da vantagem do 'Bad Guy' de Eilish, mas não de uma maneira ruim. Sua voz doentia e doce desliza sobre a batida, criando um contraste interessante e irresistível".[153] Jem Aswad, da Variety, comparou a apresentação vocal do cantor à de Justin Timberlake.[151] O remix alcançou um pequeno sucesso por si só, alcançando o número cinco em Cingapura,[154] mas contribuiu para a ascensão do original ao número um na Billboard Hot 100.[50]

Lista de faixas[editar | editar código-fonte]

  1. "Bad Guy" – 3:14

Créditos e equipe[editar | editar código-fonte]

Créditos adaptados da Tidal.[149]

  • Justin Bieber – vocal, compositor, letrista
  • Jason Boyd – compositor, letrista.
  • John Greenham – engenheiro de masterização, membro da equipe de estúdio.
  • Rob Kinelski – mixagem, pessoal de estúdio
  • Billie Eilish O'Connell – vocal, compositora, letrista.
  • Finneas O'Connell – produtor, compositor, letrista.

Desempenho nas tabelas musicais[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Chloe Gilke (29 de março de 2019). «Billie Eilish's 'Bad Guy' Video Is A Surrealist, Artistic Nightmare» (em inglês). Uproxx. Consultado em 22 de maio de 2019 
  2. a b «Billie Eilish's "Bad Guy" Remix Ft. Justin Bieber - GRAMMY.com» (em inglês). Consultado em 6 de março de 2020 
  3. «Billie Eilish and Her Ambient Hopelessness Go to No. 1 with "Bad Guy" - The New Yorker» (em inglês). Consultado em 6 de março de 2020 
  4. «Bad Guy by Billie Eilish - The Strength of Architecture - From 1998 - Metalocus» (em inglês). Consultado em 6 de março de 2020 
  5. a b c «When We All Fall Asleep, Where Do We Go? (Bad Guy) – Billie Eilish – Tidal». Tidal. Consultado em 4 de dezembro de 2019  Note: Access the 'Credits' button.
  6. Lars, Brandle. «Billie Eilish's Debut LP 'When We All Fall Asleep, Where Do We Go?' Has Arrived». Billboard. Consultado em 23 de março de 2019 
  7. «When We All Fall Asleep, Where Do We Go? by Billie Eilish on iTunes». iTunes Store. Consultado em 23 de março de 2019 
  8. a b c d e f g White, Caitlin. «Why 'Bad Guy' Deserves To Be Billie Eilish's First No. 1 Hit». Uproxx. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  9. a b (2019) Créditos do booklet When We All Fall Asleep, Where Do We Go?. Santa Monica: Darkroom/Interscope Records.
  10. «'Bad Guy' cassette and digital single». Billie Eilish. Consultado em 23 de março de 2019 
  11. «'Bad Guy' flexi disc postcard vinyl and digital single». Billie Eilish. Consultado em 23 de março de 2019 
  12. a b «Billie Eilish "Bad Guy" Sheet Music». Musicnotes.com. Consultado em 23 de março de 2019 
  13. a b c Gilke, Chloe. «Billie Eilish's 'BAD GUY' Video Is A Surrealist, Artistic Nightmare». Uproxx. Consultado em 23 de março de 2019 
  14. a b c d e f XIV, Louie. «9 Songs From 2019 That Might Predict the Future of Pop». Vanity Fair. Consultado em 23 de março de 2019 
  15. a b Willman, Chris. «Album Review: Billie Eilish's 'When We All Fall Asleep, Where Do We Go?'». Variety. Consultado em 23 de março de 2019 
  16. a b Thiessen, Christopher. «Billie Eilish Playfully Drags Us to Hell on the Brooding When We All Fall Asleep, Where Do We Go?». Consequence of Sound. Consultado em 23 de março de 2019 
  17. a b c d Prance, Sam. «Billie Eilish sings about seducing your dad in NSFW 'bad guy' lyrics». PopBuzz. Consultado em 23 de março de 2019 
  18. a b c d Longabaugh, AJ. «The Artistry of Billie Eilish is Shaping a Generation». V. Consultado em 23 de março de 2019 
  19. Tucker, Ken. «Wily And Clever, Billie Eilish's Debut Album Sounds Like No One Else». NPR. Consultado em 23 de março de 2019 
  20. DeVille, Chris. «Billie Eilish's Time Is Now». Stereogum. Consultado em 23 de março de 2019 
  21. Exposito, Suzy. «Review: Billie Eilish's 'When We All Fall Asleep, Where Do We Go?' Is Noir Pop With Bite». Rolling Stone. Consultado em 23 de março de 2019 
  22. Anderson, Stacey. «Billie Eilish's: When We All Fall Asleep, Where Do We Go? Album Review». Consultado em 23 de março de 2019 
  23. Payne, Chris. «Songs That Defined the Decade: Billie Eilish's 'Bad Guy'». Billboard. Consultado em 23 de março de 2019 
  24. a b Strauss, Mathew. «Watch Billie Eilish's New "bad guy" Video». Pitchfork. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  25. «Billie Eilish – Bad Guy». YouTube. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  26. «Billie Eilish - bad guy (Vertical Video)». YouTube. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  27. «Eric Lutz – IMDb». IMDb. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  28. Rowley, Glenn. «Billie Eilish Goes Berserk in Colorful 'Bad Guy' Video: Watch». Billboard. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  29. a b Blistein, Jon. «Billie Eilish Lets Her Bloody Nose Run in Wild New 'Bad Guy' Video». Rolling Stone. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  30. a b c Dzubay, Laura. «Billie Eilish loves being the 'bad guy'». The Michigan Daily. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  31. Rettig, James. «Watch Billie Eilish's "Bad Guy" Video + Stream Her Debut Album». Stereogum. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  32. Gallucci, Nicole. «Billie Eilish's 'Bad Guy' music video inspired some very good memes». Mashable. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  33. Worgaftik, Gabe. «Billie Eilish's "Bad Guy" is now a meme, for 'twas ever thus». The A.V. Club. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  34. McNulty, Matt. «Melissa McCarthy Impersonates Billie Eilish With Hilarious Music Video Parody». People. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  35. «Billie Eilish – bad guy (Live From Jimmy Kimmel Live!/2019)». YouTube. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  36. «Billie Eilish – Bad Guy». BBC. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  37. «Billie Eilish Concert Setlist at Coachella Festival 2019». Setlist.fm. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  38. Saval, Marina. «Billie Eilish Mesmerizes Glastonbury Crowd With Life-Affirming Performance». Variety. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  39. «Billie Eilish Concert Setlist at Spark Arena, Auckland». Setlist.fm. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  40. «Hysterie tijdens Billie Eilish, maar perfect is het nog lang niet» [Hysteria during Billie Eilish concert, but it isn't perfect yet]. Het Laatste Nieuws. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  41. Gill, Cassie. «Billie Eilish, 17, Slays With Debut SNL Performance of Bad Guy Inspired By Iconic Lionel Richie Video». Hollywood Life. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  42. Renshaw, David. «Billie Eilish, Kevin Abstract, A$AP Rocky, and more star in Calvin Klein advert». The Fader. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  43. «2019 Kia Seltos Commercial Korea Pre-Launch». YouTube. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  44. «Now That's What I Call Music! 103 tracklisting revealed». The Official Charts Company. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  45. «Just Dance 2020 - ESRB». Entertainment Software Ratings Board. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  46. Hoffman, Ashley. «Billie Eilish 'Bad Guy' Parody 'Dad Guy' Is Peak Dad in Every Way Imaginable». Time. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  47. «bad guy by Billie Eilish» (em inglês). Amazon. Consultado em 22 de maio de 2019 
  48. «bad guy by Billie Eilish» (em inglês). Spotify. Consultado em 22 de maio de 2019 
  49. Trust, Gary. «Lil Nas X's 'Old Town Road' Leaps to No. 1 on Billboard Hot 100». Billboard. Consultado em 22 de maio de 2019 
  50. a b c «Billie Eilish – Bad Guy (Billboard 100)». Billboard (em inglês). Consultado em 19 de abril de 2020 
  51. a b «Billie Eilish – Bad Guy (ARIA Charts)» (em inglês). ARIA Charts. Consultado em 19 de abril de 2020 
  52. a b «Billie Eilish – Bad Guy (Canadian Hot 100)» (em inglês). Canadian Hot 100. Consultado em 19 de abril de 2020 
  53. a b «Eesti Tipp-40 Muusikas - Eesti lugude tabelis on uus number üks!». Eesti Ekspress (em estónio). Ekspress Group. Consultado em 19 de abril de 2020 
  54. a b «Billie Eilish – Bad Guy (IFPI Finlândia)» (em finlandês). IFPI Finlândia. Consultado em 19 de abril de 2020 
  55. a b «Billie Eilish – Bad Guy (Greece Digital Songs)» (em gr). Greece Digital Songs. Consultado em 19 de abril de 2020 
  56. a b «Billie Eilish – Bad Guy (Single Top 40)». Magyar Hanglemezkiadók Szövetsége (em húngaro). Consultado em 19 de abril de 2020 
  57. a b «Billie Eilish – Bad Guy (Íslenski Listinn Topp 40)» (em islandês). Íslenski Listinn Topp 40. Consultado em 19 de abril de 2020 
  58. a b «Billie Eilish – Bad Guy (VG-lista)» (em inglês). VG-lista. Consultado em 19 de abril de 2020 
  59. a b «Billie Eilish – Bad Guy (Recording Industry Association of New Zealand)» (em inglês). Recording Industry Association of New Zealand. Consultado em 19 de abril de 2020 
  60. a b «Billie Eilish – Bad Guy (Tophit)» (em russo). Rússia: Tophit 
  61. «Billie Eilish – Bad Guy (Argentina Hot 100)» (em espanhol). Billboard. Consultado em 19 de abril de 2020 
  62. «Billie Eilish – Bad Guy (GfK Entertainment Charts)» (em alemão). GfK Entertainment Charts. Consultado em 19 de abril de 2020 
  63. «Billie Eilish – Bad Guy (Ö3 Austria Top 40)» (em alemão). Ö3 Austria Top 40. Consultado em 19 de abril de 2020 
  64. «Billie Eilish – Bad Guy (Ultratop 50)» (em neerlandês). Ultratop 50. Consultado em 19 de abril de 2020 
  65. «Billie Eilish – Bad Guy (Ultratop 40)» (em francês). Ultratop 40. Consultado em 19 de abril de 2020 
  66. «Billie Eilish – Bad Guy (Top 50 Streaming)». Pro-Música Brasil. Consultado em 19 de abril de 2020 
  67. «Billie Eilish – Bad Guy (Billboard China)». Billboard China (em Mandarim). Consultado em 19 de abril de 2020 
  68. «Billie Eilish – Bad Guy (Tophit)» (em inglês). Tophit. Consultado em 19 de abril de 2020 
  69. «Billie Eilish – Bad Guy (Monitor Latino)» (em espanhol). Monitor Latino. Consultado em 22 de março de 2020 
  70. «Billie Eilish – Bad Guy (Gaon Music Chart)» (em coreano). Gaon Music Chart. Consultado em 19 de abril de 2020 
  71. «Billie Eilish – Bad Guy (Hrvatska diskografska udruga)» (em inglês). Hrvatska diskografska udruga. Consultado em 19 de abril de 2020 
  72. «Billie Eilish – Bad Guy (Tracklisten)» (em inglês). Tracklisten. Consultado em 19 de abril de 2020 
  73. «Billie Eilish – Bad Guy (National-Report)» (em espanhol). Equador: National-Report. Consultado em 19 de abril de 2020 
  74. «Billie Eilish – Bad Guy (The Official Charts Company)» (em inglês). The Official Charts Company. Consultado em 19 de abril de 2020 
  75. «Billie Eilish – Bad Guy (Digitál Top 100)» (em eslovaco). IFPI Slovenská Republika. Consultado em 19 de abril de 2020 
  76. «Billie Eilish – Bad Guy (Productores de Música de España)» (em espanhol). Productores de Música de España. Consultado em 19 de abril de 2020 
  77. «Billie Eilish – Bad Guy (Adult Top 40)». Billboard (em inglês). Consultado em 19 de abril de 2020 
  78. «Billie Eilish – Bad Guy (Dance Club Songs)» (em inglês). Billboard. Consultado em 19 de abril de 2020 
  79. «Billie Eilish – Bad Guy (Mainstream Top 40)». Billboard (em inglês). Consultado em 19 de abril de 2020 
  80. «Billie Eilish – Bad Guy (Rhythmic Songs)». Billboard (em inglês). Consultado em 19 de abril de 2020 
  81. «Billie Eilish – Bad Guy (Rock Airplay)». Billboard (em inglês). Consultado em 19 de abril de 2020 
  82. «Billie Eilish – Bad Guy (Rolling Stone 100)». Rolling Stone (em inglês). Consultado em 19 de abril de 2020 
  83. «Billie Eilish – Bad Guy (Syndicat National de l'Édition Phonographique)» (em francês). Syndicat National de l'Édition Phonographique. Consultado em 19 de abril de 2020 
  84. «Billie Eilish – Bad Guy (Dance Top 40)». Magyar Hanglemezkiadók Szövetsége (em húngaro). Consultado em 19 de abril de 2020 
  85. «Billie Eilish – Bad Guy (Rádiós Top 40)». Magyar Hanglemezkiadók Szövetsége (em húngaro). Consultado em 19 de abril de 2020 
  86. «Billie Eilish – Bad Guy (Stream Top 40)». Magyar Hanglemezkiadók Szövetsége (em húngaro). Consultado em 19 de abril de 2020 
  87. «Billie Eilish – Bad Guy (Irish Recorded Music Association)» (em inglês). Irish Recorded Music Association. Consultado em 19 de abril de 2020 
  88. «Billie Eilish – Bad Guy (Federazione Industria Musicale Italiana)» (em inglês). Federazione Industria Musicale Italiana. Consultado em 19 de abril de 2020 
  89. «Billie Eilish – Bad Guy (Japan Hot 100)» (em inglês). Billboard. Consultado em 19 de abril de 2020 
  90. «Billie Eilish – Bad Guy (Latvijas Radio)» (em letão). Latvijas Radio. Consultado em 19 de abril de 2020 
  91. «Billie Eilish – Bad Guy (AGATA)» (em lituano). AGATA. Consultado em 19 de abril de 2020 
  92. «Billie Eilish – Bad Guy (Recording Industry Association of Malaysia)» (PDF) (em inglês). Recording Industry Association of Malaysia. Consultado em 19 de abril de 2020 
  93. «Billie Eilish – Bad Guy (Asociación Mexicana de Productores de Fonogramas y Videogramas)» (em espanhol). Asociación Mexicana de Productores de Fonogramas y Videogramas. Consultado em 19 de abril de 2020 
  94. «Billie Eilish – Bad Guy (Dutch Top 40)». Dutch Top 40 (em neerlandês). Consultado em 19 de abril de 2020 
  95. «Billie Eilish – Bad Guy (Single Top 100)» (em neerlandês). MegaCharts. Consultado em 19 de abril de 2020 
  96. «Billie Eilish – Bad Guy (Associação Fonográfica Portuguesa)» (em inglês). Associação Fonográfica Portuguesa. Consultado em 19 de abril de 2020 
  97. «Billie Eilish – Bad Guy (Związek Producentów Audio Video)». Związek Producentów Audio Video (em polaco). OLiS. Consultado em 19 de abril de 2020 
  98. «Billie Eilish – Bad Guy (UK Singles Chart)» (em inglês). UK Singles Chart. The Official Charts Company. Consultado em 19 de abril de 2020 
  99. «Billie Eilish – Bad Guy (IFPI Česká Republika)» (em checo). IFPI Česká Republika. Consultado em 19 de abril de 2020 
  100. «Billie Eilish – Bad Guy (Romanian Top 100)» (em romeno). Romanian Top 100. Consultado em 19 de abril de 2020 
  101. «Billie Eilish – Bad Guy (Recording Industry Association Singapore)» (em malaio). Recording Industry Association Singapore. Consultado em 19 de abril de 2020 
  102. «Billie Eilish – Bad Guy (Sverigetopplistan)» (em inglês). Sverigetopplistan. Consultado em 19 de abril de 2020 
  103. «Billie Eilish – Bad Guy (Schweizer Hitparade)» (em inglês). Schweizer Hitparade. Consultado em 19 de abril de 2020 
  104. «Billie Eilish – Bad Guy (Tophit)» (em russo). Ucrânia: Tophit 
  105. «Rammstein landen Album des Jahres, Old Town Road ist erfolgreichster Hit 2019». GfK Entertainment (em alemão). offiziellecharts.de. Consultado em 19 de abril de 2020 
  106. «Jahreshitparade Singles 2019». austriancharts.at (em alemão). Consultado em 19 de abril de 2020 
  107. «Jaaroverzichten 2019» (em neerlandês). Ultratop. Consultado em 19 de abril de 2020 
  108. «Rapports Annuels 2019» (em francês). Ultratop. Consultado em 19 de abril de 2020 
  109. «Canadian Hot 100 – Year-End 2019». Billboard (em inglês). Consultado em 19 de abril de 2020 
  110. «2019년 Digital Chart». Gaon Chart (em coreano). Consultado em 19 de abril de 2020 
  111. «Hot 100 Songs – Year-End 2019». Billboard. Consultado em 19 de abril de 2020 
  112. «Adult Pop Songs – Year-End 2019». Billboard (em inglês). Consultado em 19 de abril de 2020 
  113. «Pop Songs – Year-End 2019». Billboard (em inglês). Consultado em 19 de abril de 2020 
  114. «Rock Airplay Songs – Year-End 2019». Billboard (em inglês). Consultado em 19 de abril de 2020 
  115. «המצעד השנתי של mako וגלגלצ - התוצאות» (em hebraico). Mako. Consultado em 19 de abril de 2020 
  116. «Japan Hot 100 – Year-End 2019» (em japonês). Billboard Japan]]. Consultado em 19 de abril de 2020 
  117. «Digitālās Mūzikas Tops 2019» (em letão). Latvijas Radio. Consultado em 19 de abril de 2020 
  118. «Top Selling Singles of 2019» (em inglês). Recorded Music NZ. Consultado em 19 de abril de 2020 
  119. «Top 100-Jaaroverzicht van 2019» (em neerlandês). Dutch Top 40. Consultado em 19 de abril de 2020 
  120. «Jaaroverzichten – Single 2019». dutchcharts.nl (em neerlandês). Consultado em 19 de abril de 2020 
  121. «Najpopularniejsze albumy i single 2019 roku» (em polaco). Polish Society of the Phonographic Industry. Consultado em 19 de abril de 2020 
  122. Copsey, Rob. «The Official Top 40 biggest songs of 2019» (em inglês). Official Charts Company. Consultado em 19 de abril de 2020 
  123. «Schweizer Jahreshitparade 2019». hitparade.ch (em inglês). Consultado em 19 de abril de 2020 
  124. «Decade-End Charts: Hot 100 Songs». Billboard (em inglês). Consultado em 19 de abril de 2020 
  125. «Certificações (Alemanha) (single) – Billie Eilish – Bad Guy» (em alemão). Bundesverband Musikindustrie. Consultado em 19 de abril de 2020 
  126. «ARIA Australian Top 50 Singles». Australian Recording Industry Association. Consultado em 19 de abril de 2020 
  127. «Certificações (Áustria) (single) – Billie Eilish – Bad Guy» (em alemão). IFPI Áustria. Consultado em 19 de abril de 2020 
  128. «Ultratop − Goud en Platina – singles 2020» (em inglês). Ultratop. Consultado em 19 de abril de 2020 
  129. «Certificações (Canadá) (single) – Billie Eilish – Bad Guy» (em inglês). Music Canada. Consultado em 19 de abril de 2020 
  130. «Certificações (Dinamarca) (single) – Billie Eilish – Bad Guy» (em dinamarquês). IFPI Dinamarca. Consultado em 19 de abril de 2020 
  131. «Certificações (Espanha) (single) – Billie Eilish – Bad Guy» (em espanhol). Productores de Música de España. Consultado em 19 de abril de 2020 
  132. «Certificações (Estados Unidos) (single) – Billie Eilish – Bad Guy» (em inglês). Se necessário, clique em Advanced, depois clique em Format, depois selecione Album, depois clique em SEARCH. Recording Industry Association of America. Consultado em 19 de abril de 2020 
  133. «2019 Nielsen Music/MRC Data Year-End Report» (PDF) (em inglês). Nielsen. p. 34. Consultado em 19 de abril de 2020 
  134. «Certificações (França) (single) – Billie Eilish – Bad Guy» (em francês). Syndicat National de l'Édition Phonographique. Consultado em 19 de abril de 2020 
  135. «Certificações (Itália) (single) – Billie Eilish – Bad Guy» (em italiano). Federazione Industria Musicale Italiana. Consultado em 19 de abril de 2020 
  136. «Certificações (Noruega) (single) – Billie Eilish – Bad Guy» (em norueguês). IFPI Noruega 
  137. «Certificações (Nova Zelândia) (single) – Billie Eilish – Bad Guy» (em inglês). Recorded Music NZ. Consultado em 19 de abril de 2020 
  138. «Certificações (Polônia) (single) – Billie Eilish – Bad Guy» (em polaco). Związek Producentów Audio Video. Consultado em 19 de abril de 2020 
  139. «Certificações (Portugal) (single) – Billie Eilish – Bad Guy» (em inglês). Associação Fonográfica Portuguesa. Consultado em 19 de abril de 2020 
  140. «Certificações (Reino Unido) (single) – Billie Eilish – Bad Guy» (em inglês). British Phonographic Industry. Consultado em 19 de abril de 2020 
  141. Lars Brandle (29 de março de 2019). «Billie Eilish's Deput LP 'When We All Fall Asleep, Where Do We Go?' Has Arrived». Billboard (em inglês). Prometheus Global Media. Consultado em 22 de maio de 2019 
  142. «BBC – Radio 1 – Playlist» (em inglês). British Broadcasting Corporation. Consultado em 22 de maio de 2019 
  143. «Billie Eilish – Bad Guy (Radio Date: 29-03-2019)» (em italiano). EarOne. 29 de março de 2019. Consultado em 29 de março de 2019 
  144. Williams, Bre. «Are Billie Eilish and Justin Bieber Working on New Music Together?». Cheat Sheet. Consultado em 7 de dezembro de 2019 
  145. a b Citations regarding the digital release of "Bad Guy (Remix)" in various countries:
  146. Reda, Natasha. «Billie Eilish and Justin Bieber Expected to Drop "Bad Guy" Remix». PopCrush. Consultado em 7 de dezembro de 2019 
  147. a b Schatz, Lake. «Billie Eilish and Justin Bieber join forces on new "Bad Guy" remix: Stream». Consequence of Sound. Consultado em 7 de dezembro de 2019 
  148. a b Kiefer, Halle. «For You Just Can't Enough Guys, Here's Billie Eilish's 'Bad Guy' Remix With Justin Bieber». Vulture. Consultado em 7 de dezembro de 2019 
  149. a b «Bad Guy (with Justin Bieber) – Billie Eilish – Tidal». Tidal. Consultado em 25 de março de 2012 
  150. a b Unterberger, Matthew. «Justin Bieber's Remix of Billie Eilish's 'Bad Guy' Is Inspired Fan Service – But Will It Be Enough to Bump It to No. 1?». Billboard. Consultado em 7 de dezembro de 2019 
  151. a b Aswad, Jem. «Billie Eilish Drops Justin Bieber Remix of 'Bad Guy' (Listen)». Variety. Consultado em 7 de dezembro de 2019 
  152. «Billie Eilish Taps Justin Bieber For "Bad Guy" Remix». BreatheHeavy. Consultado em 7 de dezembro de 2019 
  153. Ahlgrim, Callie. «6 of the best new albums and songs you can stream on Spotify this weekend». Consultado em 7 de dezembro de 2019 
  154. a b «Billie Eilish feat. Justin Bieber – Bad Guy (Recording Industry Association of Malaysia)» (PDF) (em inglês). Recording Industry Association of Malaysia. Consultado em 19 de abril de 2020 
  155. «Billie Eilish – Bad Guy (Monitor Latino)» (em espanhol). Bolívia: Monitor Latino. Consultado em 22 de março de 2020 
  156. «Billie Eilish feat. Justin Bieber – Bad Guy (Gaon Music Chart)» (em coreano). Gaon Music Chart. Consultado em 19 de abril de 2020 
  157. «Billie Eilish feat. Justin Bieber – Bad Guy (Latvijas Radio)» (em letão). Latvijas Radio. Consultado em 19 de abril de 2020 
  158. «Billie Eilish feat. Justin Bieber – Bad Guy (AGATA)» (em lituano). AGATA. Consultado em 19 de abril de 2020 
  159. «Billie Eilish feat. Justin Bieber – Bad Guy (Recording Industry Association of New Zealand)» (em inglês). Recording Industry Association of New Zealand. Consultado em 19 de abril de 2020 
  160. «Billie Eilish feat. Justin Bieber – Bad Guy (Recording Industry Association Singapore)» (em malaio). Recording Industry Association Singapore. Consultado em 19 de abril de 2020 
  161. «Billie Eilish feat. Justin Bieber – Bad Guy (Sverigetopplistan)» (em inglês). Sverigetopplistan. Consultado em 19 de abril de 2020 
  162. «Billie Eilish – Bad Guy (Monitor Latino)» (em espanhol). Uruguai: Monitor Latino. Consultado em 22 de março de 2020 
  163. «Chart Anual Monitor Latino 2019 – Bolivia General» (em espanhol). Monitor Latino. Consultado em 14 de março de 2020 
  164. «Chart Anual Monitor Latino 2019 – El Salvador General» (em espanhol). Monitor Latino. Consultado em 14 de março de 2020 
  165. «Top of the Music FIMI/GfK 2019: Un anno con la musica Italiana» (em italiano). Federazione Industria Musicale Italiana. Consultado em 14 de março de 2020 
  166. «Chart Anual Monitor Latino 2019 – Mexico General» (em espanhol). Monitor Latino. Consultado em 14 de março de 2020