BaianaSystem

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
BaianaSystem
Informação geral
Origem Salvador, Bahia
País  Brasil
Gênero(s) Ijexá, Dancehall, Pagode baiano, Samba-reggae, Cumbia, Chula, Dub, Kuduro, Samba Duro, Cantiga de roda, Música Eletrônica, Frevo, Arrocha[1][2]
Período em atividade 2009 – atualmente
Afiliação(ões) JapaSystem, João Meirelles, Icaro Sá, Mahal Pitta
Integrantes Russo Passapusso
Roberto Barreto
SekoBass
Filipe Cartaxo
Página oficial baianasystem.com

BaianaSystem é um grupo musical brasileiro de Sound System jamaicano criado em 2009 em Salvador, Bahia.[3][4]

Em 2016 o grupo ganhou visibilidade internacional com a faixa "Playsom", que faz parte da trilha sonora do jogo “Fifa 2016.[4] A canção faz parte do segundo álbum do grupo, Duas Cidades.[5][6]

História[editar | editar código-fonte]

Criação[editar | editar código-fonte]

O BaianaSystem é um projeto musical formado em 2009 com o objetivo de encontrar novas possibilidades sonoras para a guitarra baiana, instrumento criado em Salvador - Bahia nos anos 1940 e que foi responsável pela criação do trio elétrico. O nome vem da junção de "guitarra Baiana" com "sound system", que são sistemas de som criados e popularizados na Jamaica. A ideia inicial era a utilização de bases novas e/ou conhecidas onde a guitarra pudesse assumir o papel de “canto" nesse sistema, dividindo e dialogando com a voz.

Idealizado pelo guitarrista Roberto Barreto, o BaianaSystem começa - já em 2009 - a experimentar e gravar as músicas inéditas que dariam forma ao primeiro disco lançado no início de 2010. Essa produção foi feita ao lado do baixista e produtor Marcelo Seco, e já com a presença e criação de Russo Passapusso[7], que representa a linguagem “sound system" desse projeto.

Junto com essa construção musical, o conceito visual também se agrega com a direção visual de Filipe Cartaxo[8].

O primeiro disco: BaianaSystem[editar | editar código-fonte]

O disco homônimo BaianaSystem[9] sai no início de 2010, pelo selo Garimpo.[10] O disco traz muitas participações especiais, de artistas como: BNegão, Lucas Santtana, Roberto Mendes e Gerônimo. As composições são basicamente de Roberto Barreto e Russo Passapusso, com a exceção de uma faixa de autoria de Lucas Santtana.

Produzido por Robertinho Barreto, Marcelo Seco e Andre T. e gravando boa parte no estúdio de Márcio Mello, o disco teve ainda Marcelo Seko como engenheiro de som. Muitos músicos participaram das gravações originais que depois viraram, em sua maioria, parte das bases usadas ao vivo. Entre eles Toni Duarte e Betinho Macedo (baixo), Kabo Duca e Mamá Soares (percussão), Letieres Leite (caxixis) e Emanuel Venâncio (bateria).

CD BS 01.png

Já com o primeiro disco, BaianaSystem, o grupo foi impulsionado para os principais palcos do país. A primeira vez que o BaianaSystem tocou em São Paulo foi em 2010[11], no SESC Pompeia.

2010[editar | editar código-fonte]

No início de 2010, após temporada de estreia no Teatro Vila Velha em Salvador, o grupo define um formato inicial para apresentação ao vivo, com a contribuição para construção das bases e do SoundSystem de Chico Corrêa, músico e produtor da Paraíba que passa a tocar e colaborar com o grupo de maneira constante por 2 anos. Nesse período, também é inserida a percussão tocada ao vivo de maneira mais efetiva, com a presença de Wilton Batata.

Nesse mesmo ano, participa do carnaval com o trio elétrico “BaianaSystem e Convidados" com a presença de B Negão e Lucas Santtana[12], ambos participantes do disco. Este trio também foi uma homenagem ao percussionista Ramiro Musotto, falecido em setembro do ano anterior. Assim, segue fazendo apresentações e divulgando o disco como participante do Conexão Vivo[13]. Ganha também o edital da “Caixa Cultural", onde se apresenta trazendo convidados como Roberto Mendes e Lourimbau.

Em Junho é convidado para participar da Feira Brasil Rural Contemporâneo em Brasília, com um show em homenagem a Ramiro que foi fundamental na concepção do uso de percussão com bases eletrônicas, e foi influência para o BaianaSystem. Além de Robertinho Barreto, muitos músicos que colaboraram com o grupo, tocaram com Ramiro, na parte percussiva entre eles Wilton Batata, Cabo Duca e Ícaro Sá.

Ainda em 2010, recebe o convite para participar como representante da Bahia na EXPO SHANGAI, feira internacional realizada em Shangai - China , juntamente com o bloco afro Ilê Aiyê, e realiza 4 apresentações.

2011[editar | editar código-fonte]

Em 2011, o grupo volta a se apresentar no carnaval de Salvador, dessa vez no Largo do Pelourinho. O tema deste show era a Guitarra Baiana, e o BaianaSystem recebeu como convidado o guitarrista Pepeu Gomes, juntamente com os irmãos Jorginho e Didi Gomes, ex-integrantes dos Novos Baianos. Ainda neste mesmo feriado, o BaianaSystem foi convidado para participar do carnaval de Recife, dentro do festival REC-BEAT[14].

Em abril participa da Virada Cultural de SP,[15] evento que acaba recebendo o grupo durante três anos consecutivos.

2011 também foi um ano de continuação da carreira internacional. O BaianaSystem voltou à China, dessa vez para participar do World Music Shangai[16], festival que durou 3 dias e teve participação de artistas como Amadou e Marian, Gotan Project, entre outros. Nesse período o músico e produtor Juninho Costa (Junix 11) começa a colaborar com o grupo, fazendo algumas apresentações no lugar de Chico Corrêa, que estava viajando e gravando com seu projeto solo.

Representando o Brasil, foram para a WOMEX, uma feira internacional ligada ao mercado de música, realizada em Copenhague, Dinamarca. O show teve repercussão entre os produtores e agentes e rendeu convites para apresentações, como lançamento do disco no Japão.[17][18]

2012[editar | editar código-fonte]

Em 2012, o BaianaSystem toca em vários festivais do Brasil, como: Pernambuco Nação Cultural[19], Virada Cultural SP, Conexão Vivo em Belo Horizonte[20], Oi Futuro no Rio de Janeiro[21]. E é convidado para fazer parte do espetáculo do Prêmio Braskem de Teatro. A partir do show do Prêmio Braskem, o DJ João Meireles assume a execução das bases do BaianaSystem.

Em julho, voltam os shows internacionais, dessa vez tocando na França com duas apresentações, uma no festival “Au Foin de la Rue" e a outra no Parque La Villete em Paris[22]. Já na Rússia participa do festival Voice of Nomades, na cidade de Ulan Ude, região da Sibéria.[23]

Em outubro, o disco BaianaSystem é lançado no Japão com capa diferenciada da edição brasileira pelo Selo Plankton, passando a representar o BaianaSystem para os shows no Japão.        

2013 - o EP Pirata[editar | editar código-fonte]

O ano de 2013, começa com o lançamento do EP Pirata, lançado de forma independente e contendo duas faixas novas. A produção ficou a cargo do paulista Dudu Marote e Marcelo Seco. O EP, além da faixa “Terapia", tem também “Amendoim, Pão de Mel".[24]

Mascarados!

No período do lançamento, o percussionista Japa System (músico da Timbalada) passa a ser uma opção para compor o BaianaSystem junto com o DJ. Ele então começa a participar de ensaios e alguns shows.    

Após os shows de verão em Salvador e de uma participação no festival Sai da Rede no Rio de Janeiro, o BaianaSystem sai do carnaval baiano em uma apresentação no Palco do Itaú na Praça Castro Alves[25] e num trio elétrico próprio dentro do "Carnaval Pipoca" da Secretaria de Cultura do Estado, com os cantores convidados Fael Primeiro e Larissa Luz[26].

Em Julho, o BaianaSystem volta para os shows internacionais, iniciando os trabalhos com o selo Plankton do Japão. O grupo é chamado para tocar em um festival do Japão, o Fuji Rock, ao lado de Bjork, The Cure, Death Grips, dentre outros. Foram duas apresentações no festival e outra em Tokyo no clube WWW.[27][28]

Em Setembro, o grupo se junta ao produtor Buguinha DUB para produzir mais duas faixas que são gravadas em Salvador nos estúdios Ilha dos Sapos e no do músico Márcio Mello, que tem acompanhado a banda desde o ínicio. Lazzo participa da faixa “Calundu", e Mateus Aleluia (ex-integrante do grupo Os Tincoãs) em “Pangeia", que é instrumental.    

Nesse mesmo mês, o BaianaSystem se apresentam no Festival da Primavera, realizado pela Prefeitura de Salvador no bairro do Rio Vermelho[29], e seguem fazendo shows em cidades como Aracaju, Brasília, Lençóis no Festival de Lençóis[30], etc.    

O percussionista Ícaro Sá (integrante da Orkestra Rumpilezz), que já tinha gravado faixas do primeiro disco, começa a colaborar com os shows e gravações da banda, abrindo mais as opções e experimentações entre percussão e base.    

O BaianaSystem encerra o ano se apresentando no Réveillon da Cidade de Salvador na praça em frente ao Elevador Lacerda, num evento que teve os artistas Gilberto Gil, Caetano Veloso, Nando Reis, Os Paralamas do Sucesso, dentre outros.[31]


2014[editar | editar código-fonte]

No carnaval de Salvador, o BaianaSystem segue com o seu Trio intitulado Navio Pirata como parte do Furdunço[32], que reuniu - durante dois dias - os trios e atrações independentes.

Em São Paulo, foram chamados para o festival Invasão Baiana, que teve importantes músicos como: Tom Zé, Letieres leite & Orkestra Rumpilezz e Márcia Castro, entre outros. O BaianaSystem tocou no festival com a participação de Pepeu Gomes.[33]

Em abril, acontece a primeira turnê pelos Estados Unidos, que reúne participações no New Orleans Jazz Festival, no Brasil Summer Festival, no Joe's Pub, em Nova Iorque, e no Cleveland Museum of Art, como parte do Ohio City Stages, em Cleveland.[34]

No final do ano, o grupo cravou apresentações no Pelourinho com convidados como Curumin, Karol Conka, BNegão e Flora Matos[35]. Para encerrar 2014, o BaianaSystem se apresentou na Feira de São Joaquim, em um evento que contou com o show do Otto e reuniu cerca de 8 mil pessoas.[36]

2015[editar | editar código-fonte]

O ano começa com a participação no Carnaval de Salvador: o Trio Pirata volta sair no Furdunço, no domingo que precede o Carnaval. Durante o Carnaval, o trio volta ao Circuito Osmar (Campo Grande), e a banda se apresenta também nos palcos em Periperi e no Pelourinho.[37]Durante este ano, o BaianaSystem entra em estúdio e começa a produzir seu segundo disco, Duas Cidades junto com Daniel Ganjaman.

CD BS 02.jpg

2016[editar | editar código-fonte]

Em 2016, o BaianaSystem lançou seu segundo álbum, Duas Cidades, produzido por Daniel Ganjaman – que já assinou discos de artistas como Criolo, Sabotage e Instituto. Este disco conta com a faixa "Playsom", que faz parte da trilha sonora do game Fifa 2016, da Eletronic Arts.[38]

Sonoridade e Arte Gráfica[editar | editar código-fonte]

A mistura do sound system jamaicano com a guitarra baiana guiam o trabalho do grupo, que também bebe na fonte de outros ritmos afro-latinos como: frevo, samba-reggae, pagode, groove arrastado, ijexá, kuduro, bass music, cumbia, entre outros.

Por se tratar de um sistema de som, a configuração do grupo pode variar de acordo com a apresentação[39][40]. O BaianaSystem conta com a colaboração de diversos músicos, produtores e artistas. Entre os colaboradores mais frequentes que ajudam a formatar a sonoridade, estão os DJs e produtores João Meirelles[41] e Mahal Pitta, e os percussionistas Ícaro Sá[41] e JapaSystem.

Filipe Cartaxo é o integrante responsável pela arte gráfica, fotografias e videos. A comunicação da imagem do BaianaSystem se faz em módulos móveis de grafismos, organizados como uma linguagem de sistemas. A máscara aparece como personificação de um “ser",[42] um elo com o público, fazendo com que o mesmo vire parte integrante desse “sistema".

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • Baianasystem (2010)
  • Pirata (EP, 2013)
  • Duas Cidades (2016)

Referências

  1. http://screamyell.com.br/site/2016/05/24/preste-atencao-no-baianasystem/ Acessado em 20 de março de 2017
  2. http://oglobo.globo.com/cultura/musica/quem-o-absurdo-russo-passapusso-voz-do-baianasystem-20903715 Acessado em 05 de abril de 2017
  3. «Lançamento do disco». 29 de março de 2016. Consultado em 30 de março de 2016 
  4. a b «Baiana System é única banda brasileira na trilha do 'Fifa 16'». G1. Grupo Globo. 11 de setembro de 2015. Consultado em 29 de março de 2016 
  5. «Noisey falando de "Duas Cidades"». NOISEY. Consultado em 30 de março de 2016 
  6. «Exclusivo: BaianaSystem revela capa de Duas Cidades, segundo disco da banda». RollingStone. 22 de março de 2016. Consultado em 29 de março de 2016 
  7. «Russo Passapusso - Paraíso da Miragem». Russo Passapusso. Consultado em 29 de março de 2016 
  8. «FILIPE CARTAXO - cartaxocria». cargocollective.com. Consultado em 29 de março de 2016 
  9. «BaianaSystem». SoundCloud. Consultado em 30 de março de 2016 
  10. GARIMPO Música https://soundcloud.com/garimpomusica. Consultado em 30 de março de 2016  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  11. «Grupo Baiana System toca pela primeira vez em SP - Cultura - Estadão». Estadão. Consultado em 30 de março de 2016 
  12. «Carnaval | Blog da Cultura». plugcultura.wordpress.com. Consultado em 4 de maio de 2016 
  13. «Conexão Vivo leva shows gratuitos a Salvador». musica.uol.com.br. Consultado em 4 de maio de 2016 
  14. «Rec-Beat terá Mombojó e Baiana System». carnaval. Consultado em 4 de maio de 2016 
  15. «Virada Cultural 2011 - Portal da Prefeitura da Cidade de São Paulo». www.prefeitura.sp.gov.br. Consultado em 4 de maio de 2016 
  16. «Coluna Vip: Dupla humorada». www.correio24horas.com.br. Consultado em 4 de maio de 2016 
  17. «BaianaSystem – Cortejo Afro - Partiu Balada». www.partiubalada.com.br. Consultado em 4 de maio de 2016 
  18. «Invasão Baiana - CCBB». CCBB. 21 de julho de 2015. Consultado em 4 de maio de 2016 
  19. «Portal Cultura PE». www.cultura.pe.gov.br. Consultado em 4 de maio de 2016 
  20. «Conexão Vivo | M.O.V.I.N». revistamovinup.com. Consultado em 4 de maio de 2016 
  21. «OI FUTURO TRANSMITE LEVADA OI FUTURO E BOURBON STREET FEST». Oi Futuro. Consultado em 4 de maio de 2016 
  22. «BaianaSystem recebe Luiz Caldas no Pelourinho e anuncia show fora do país». www.ibahia.com. Consultado em 4 de maio de 2016 
  23. «BaianaSystem realiza shows na Sibéria e na França». Portal A TARDE. Consultado em 4 de maio de 2016 
  24. «COLETANEA PIRATA». SoundCloud. Consultado em 5 de maio de 2016 
  25. «Reconhecido internacionalmente, Baiana System chama público alternativo». Terra. Consultado em 5 de maio de 2016 
  26. «Baiana System fortalece o carnaval popular no circuito Barra-Ondina». www.ibahia.com. Consultado em 5 de maio de 2016 
  27. «Coluna VIP: Baiana System é único grupo brasileiro a se apresentar em festival no Japão». www.correio24horas.com.br. Consultado em 5 de maio de 2016 
  28. «Nando Reis e a BaianaSystem fazem dobradinha musical». Portal A TARDE. Consultado em 5 de maio de 2016 
  29. «Festival da Primavera começa sábado no Rio Vermelho; veja programação». Bahia. 19 de setembro de 2013. Consultado em 5 de maio de 2016 
  30. «Chapada: Festival de Lençóis anuncia os shows de Léo Jaime e BaianaSystem; confira novidades». Jornal da Chapada. 26 de agosto de 2015. Consultado em 5 de maio de 2016 
  31. «Réveillon de Salvador terá quatro dias de festa e 18 artistas, no bairro do Comércio | Bahiatursa». www.bahiatursa.ba.gov.br. Consultado em 5 de maio de 2016 
  32. «Tribuna da Bahia». Consultado em 5 de maio de 2016 
  33. «"Invasão Baiana" em São Paulo terá shows grátis de Tom Zé e Pepeu Gomes - Música - iG». Último Segundo. Consultado em 5 de maio de 2016 
  34. «Baiana System, Os Negões e o Grupo Capoeira Ginga Mundo participam de festival nos EUA». www.bahianoticias.com.br. Consultado em 5 de maio de 2016 
  35. «BaianaSystem no G1 - Bahia». G1. Consultado em 5 de maio de 2016 
  36. «Réveillon Salvador terá início na 'Feira da Cidade' com Otto e Baiana System». Bahia. 23 de dezembro de 2014. Consultado em 5 de maio de 2016 
  37. «BaianaSystem arrasta multidão no Furdunço e confirma sucesso da banda». www.ibahia.com. Consultado em 5 de maio de 2016 
  38. «Baiana System é única banda brasileira na trilha do 'Fifa 16'; ouça». Música na Bahia. 11 de setembro de 2015. Consultado em 5 de maio de 2016 
  39. https://www.nexojornal.com.br/expresso/2016/02/04/Por-que-o-Baiana-System-%C3%A9-a-grande-banda-do-Carnaval-2016
  40. «Nova voz do Carnaval baiano rima minissaia com especulação imobiliária - Notícias - UOL Carnaval 2016». UOL Carnaval 2016. Consultado em 30 de março de 2016 
  41. a b «AQUI É SEM CAÔ». SoundCloud. Consultado em 29 de março de 2016 
  42. «Atrás da máscara». Portal A TARDE. Consultado em 29 de março de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]