Bairros

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Portugal Bairros  
—  freguesia portuguesa extinta  —
Bairros está localizado em: Portugal Continental
Bairros
Localização de Bairros em Portugal Continental
Coordenadas 41° 01' 52" N 8° 14' 35" O
Concelho primitivo Castelo de Paiva
Concelho (s) atual (is) Castelo de Paiva
Freguesia (s) atual (is) Sobrado e Bairros
Extinção 2013
Área
 - Total 8,49 km²
População (2011)
 - Total 2 047
    • Densidade 241,1 hab./km²
Orago São Miguel

Bairros é uma antiga freguesia portuguesa do concelho de Castelo de Paiva, com 8,59 km² de área e 2 047 habitantes (2011). A sua densidade populacional é de 238,3 hab/km². Fica a 2 km do centro da vila de Castelo de Paiva.

Foi extinta em 2013, no âmbito de uma reforma administrativa nacional, tendo sido agregada à freguesia de Sobrado, para formar uma nova freguesia denominada União das Freguesias de Sobrado e Bairros com a sede em Sobrado.[1]

Descrição[editar | editar código-fonte]

Localidade pitoresca que cresce em socalcos, Bairros debruça-se sobre o rio Paiva, numa paisagem de sonho, onde predomina as culturas da cereja e dos citrinos, para além da vinha de enforcado. Com o Paiva a correr de sul para norte, oferecendo uma beleza incomparável, merece natural referência a zona ribeirinha de Várzea, aproveitada como zona de lazer no período estival. A Ponte da Bateira, na EN 225, situa-se numa das zonas fronteiriças desta localidade, atravessando o rio Paiva, na ligação à vizinha freguesia de Travanca e ao concelho de Cinfães.

História[editar | editar código-fonte]

O nome original desta localidade é São Miguel de Bairros, em virtude do seu padroeiro. Bairros tem uma existência muito antiga, conforme se pode ler em documentos que foram surgindo ao longo dos tempos. Sabe-se que, no ano de 989, o abade do Mosteiro de S. Miguel, trocava uma herdade em Várzea, pertencente ao Mosteiro, por outra na rústica Villa de Barius, hoje Bairros. Quando se efectuaram nas terras de Paiva as inquirições de 1258, estava a paroquiar esta povoação o Padre Pedro Gonçalves e a igreja estavam dependentes do Mosteiro de Vila Boa do Bispo. Toda a paróquia pertencia à Ordem do Hospital e a cavaleiros, excepção feita aos lugares de Fundões e Felgueiras, domínios pertencentes a Rodrigo Flaz. Já no século XVIII, a economia de Bairros era suportada pelo cultivo e exploração da vinha, sendo este produto agrícola usado como forma de pagamento e para satisfazer as obrigações paroquiais.

Património[editar | editar código-fonte]

  • Quinta da Fisga, com edifício de estilo barroco, e com um grandioso portal e uma vistosa fonte, é o ex-libris deste povoado, apresentando um dos solares mais típicos da região norte, cuja construção teve início em 1640, e hoje pertencente a Fernanda Salema.
  • Capelas do Senhor dos Aflitos e de São Lourenço
  • Casa setencista (junto à igreja)
  • Edifício da Escola de São Lourenço
  • Quinta de Religães
  • Lugares da Ladroeira e da Várzea com praia fluvial
  • Monte do Alto do Facho
  • Moinhos de água
  • Mamoas do Alto da Forca e da Sardeirinha
  • Quinta do Outeiro, a casa mantém-se na mesma família desde o século XVIII, tendo sido alvo de remodelação em 2003. A propriedade mantém desde sempre uma produção de vinho de reconhecida qualidade.

População[editar | editar código-fonte]

População da freguesia de Bairros (1864 – 2011) [2]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
717 820 894 961 1.109 1.068 1.122 1.284 1.464 1.543 1.469 1.720 1.830 1.853 2.047

Referências

  1. Diário da República, 1.ª Série, n.º 19, Lei n.º 11-A/2013 de 28 de janeiro (Reorganização administrativa do território das freguesias). Acedido a 2 de fevereiro de 2013.
  2. [Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes ]
Ícone de esboço Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.